Márcio Bittar detona ambientalistas: “Tenho vergonha deles”

0
144

O senador Márcio Bittar (MDB) está no epicentro de uma discussão das mais acaloradas desde que a esquerda perdeu o poder no Brasil, há um ano, sobre meio ambiente. Bittar é autor de PL que defende a exploração racional de regiões protegidas como a Serra do Divisor, além de reservas ambientais, como a Chico Mendes, em Xapuri, tangenciando uma pauta sobre o desenvolvimento, em franca discussão no Senado. Por essa razão tem sido alvo de “ambientalistas” regionais. Ouvido pelo Blog do Evandro Cordeiro, o senador respondeu a altura: “Não protegeram nada nesses 20 anos, não plantaram uma árvore e não cuidaram dos esgotos”, disse. Em rápida conversa ai adiante, veja o que disse mais o senador:

Blog – Senador, o que essa histeria da esquerda em torno do meio ambiente deixou de legado para o Acre nos últimos 20 anos?

Márcio Bittar – 1 – na verdade, essa pauta ambientalista ela nasceu fora da linha da esquerda. Não nasceu como pauta da esquerda. Onde eles governaram eles não cuidaram de meio ambiente coisa nenhuma. Ao contrário. Caso da China, Rússia, Venezuela. Eles são uma metamorfose ambulante e vão incorporando agendas convenientemente. Mas, bom, o legado que essa pauta deixou para o Acre foi pobreza, desesperança, desestímulo, e dobrou a alta estima do povo acreano, já que ela proibiu a vida, a produção, a independência das pessoas.

Blog – As ONGs “invadiram” a Amazônia sob o pretexto de ajudar a proteteg-la. Isso foi eficaz?

Márcio Bittar – As ONGs foram muito incentivadas pra fazer o papel que vem fazendo, como eu já disse no Senado e repito: deve ter ONG nesse questão ambiental seria, só que eu não conheço. As que tenho notícia, que conheço, são, em síntese – o que foi feito no Brasil com o dinheiro da Noruega, basicamente, a da Alemanha também, da Inglaterra, os Estados Unidos também um pouco, mas o que foi feito? Criaram um exército de militantes para, na prática, defender os interesses estrangeiros. A Noruega vice de petróleo e gas, mas banca ONGs no Brasil e outras coisas mais para dificultar o acesso brasileiro ao petróleo, ao gás, ao minério e isso significa uma abstenção de 66% do território nacional.

Blog – Governos como os de Macron, da França, e Merkel, da Alemanha, ajudaram em que esses anos todos?

Márcio Bittar – A Ângela Merkel governa um país que acabou de inaugurar uma Itaipu e meia em carvão. Termelétrica. Quer dizer: Alemanha e França dizem que o homem e a fumaça da Amazônia são responsáveis pelo aquecimento global, mas na prática o que eles fazem parece que eles próprios não acreditam nisso. Os dois países foram dos primeiros a admitir que não iam cumprir o protocolo de Kyoto e os dois países praticam no seu território o que dizem que são contra. Então esses países toda a riqueza mineral que eles tem eles exploram. Se a França achasse que as leis ambientais do Brasil são corretas porque que eles não aplicam essas leis nos países deles? O proprietário privado na área rural na Amazônia eles tem o que a nossa lei tem? Vai lá na França propor que 10% parem de trabalhar para que ela se reconstrua como vegetação nativa. Alguém vai dar ouvido será? No mais o Macron não tem nada para nos oferecer. Não deu conta de cuidar da catedral de Notredame, a mais famosa do mundo, no centro urbano de Paris. Então porque não vai dar palpite lá na Austrália, que tá ardendo em chamas ja meses. Alguem faz algum movimento para questionar os australianos ou movimentos para criminalizar o governo australiano? Não. Então a questão é aqui na Amazônia, que tem recursos minerais no subsolo que ninguém tem.

Blog – O senhor passou está terça-feira apanhando de uns três “ambientalistas” acreanos nas redes sociais. Que respostas daria a estes ?

4 – Na verdade esses ambientalistas, não vou dizer todos, mas uma maioria não é especialista em coisa nenhuma e quando não são bancados diretamente, porque são donos de ONGs ou são pagos, então são vassalos, pagos para defender interesses estrangeiros. Então essa turma de pseudos ambientalistas, que não são ambientalistas coisa nenhuma, que governaram o Acre 20 anos, tiveram todo apoio do mundo, não recuperaram nada, não plantaram uma árvore, nem trataram esgoto. Único esgoto que temos é o do canal da maternidade, que joga merda e mijo na cara de todo mundo. Então nem ambientalistas são. Eu tenho vergonha deles. São apátridas. Para mim eles cometem crime de lesa pátria. Repito: deve ter ONG seria, mas não conheço. A maioria é gente que ganha muito dinheiro, vive no ar-condicionado, de vez enquanto faz um rolê pelas matas, mas nenhum quer nenhum parente morando numa reserva. Eu tenho vergonha desse tipo de brasileiro, trabalhando contra os interesses nacionais.

Recomendados
loading...