MARCELO MOURA Herdeiro do “império” Recol finalmente fala sobre economia e política; prevê ano bom para as empresas, mas ainda duro para o governo

0
185

O empresário Marcelo Moura, herdeiro do “império” Recol, sempre falou pouco. Se mantém discreto desde sempre, mesmo depois da morte do pai, Roberto Moura, há seis anos, quando assumiu as empresas do grupo, entre as quais as revendedoras de automóveis, além da TV Gazeta. Depois de alguma insistência ele deu uma “palhinha” ao Blog do Evandro Cordeiro, conjecturando sobre economia, seu forte, e até dando um pitaco sobre política. Marcelo prevê um 2020 mais fácil na economia, mas sem otimismo exacerbado. “Será ainda necessário 2020 ser tranquilo para o investimento subir somente em 2021”, arrisca a dizer. Na política ele acredita que o governo atual ainda vai sofrer muito esse ano, sobretudo por ser ano de eleição. “À esquerda ensaiará o retorno. Voltam como esquerda raiz, sem grana, mas com vontade. O Jorge Viana reassumiu a liderança do PT”, prevê em tom de aviso ao atual governo.

Prestes a completar 40 anos (será em novembro próximo), Marcelo Moura não tem exatamente a mesma paixão que o pai tinha pela política. Foi forjado para cuidar de empresas que geram lucro. Mas nos bastidores faz tempo que ele dar algumas beliscadas, jamais pela imprensa. Por isso nessa primeira conversa sobre o assunto com o Blog foi econômico ao extremo com as palavras. Ponderou para falar sobre o passado e o futuro, mas da um conselho ao governador Gladson Cameli (Progressistas) sobre a eleição para prefeito. “Gladson e Rocha precisarão construir uma união para as eleições. Se não conseguirem, correm o risco de perder para outro vieis de direita, onde estar, por exemplo, o MDB com o deputado Roberto Duarte”, costura.
Marcelo também prevê a extinção dos chamados partidos de aluguéis. “Com a cláusula de barreiras, partidos pequenos serão dizimados. PT, MDB, PP e PSDB sobreviverão e serão partidos de primeira”, diz. Sobre outra águia da política local, o senador Sérgio Petecão (PSD), é objetivo: “O
Petecão vai esperar até último minuto pra apoiar o Duarte ou a Socorro Neri”, disse ao Blog sem pedir segredos.

Recomendados
loading...