Governo capacita 478 educadoras alimentares sobre a importância da nutrição

0
84

Durante esta semana, as equipes de merendeiras, agora reconhecidas como educadoras alimentares das escolas da rede pública estadual, participam da formação continuada A Importância de Nutrição Escolar e os Avanços para 2020.

O evento, que teve início na manhã desta segunda, 28, no Teatro Plácido de Castro e se estenderá até o dia 31, com equipes distribuídas nas escolas Tiradentes, Serafim Salgado e Colégio Estadual Barão do Rio Branco, alcança 478 profissionais. Além disso, a capacitação também ocorre simultaneamente no interior do estado.

“Dentro da história das formações que a Educação oferece, esse é o primeiro curso que acontece já em um início de ano letivo, com todas as educadoras alimentares, não só aqui em Rio Branco, mas também no interior, sendo capacitadas para fazer dentro das nossas cozinhas um lanche mais apetitoso para os alunos”, ressalta o secretário de Educação, Mauro Sérgio Cruz.

De acordo com a chefe em exercício do Departamento de Merenda Escolar, Marleide Rocha, durante os dias de formação, as educadoras estão trabalhando a teoria e a prática da manipulação de alimentos, além de planejamento e organização do tempo, já que este ano os alunos da rede estadual terão um cardápio diferenciado com duas refeições.

“A ideia é aprimorar o conhecimento que essas profissionais já possuem para que os alimentos sejam bem preparados e que elas aprendam a se planejar e organizar o tempo para que elas consigam executar as tarefas do dia a dia”, explica Marleide.

A assessora técnica da Escola de Gastronomia que acompanhou o desenvolvimento do cardápio da merenda escolar, Izanelda Magalhães, conta que o novo cardápio é dividido em categorias que obedecem a faixa etária dos estudantes e que refeições que a partir de agora serão servidas nas escolas estaduais do Acre alcançam 95% da meta nutricional estabelecida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e pelo Ministério da Educação.

Além disso, o cardápio será mais regionalizado. “Aquela comida que o aluno já está adaptado a comer. A gente quer colocar uma carne cozida com legumes, uma macarronada, um jambu, um tucupi. As pessoas aqui no Acre gostam desse tipo de comida, então a merenda escolar tem que ter essa linha de cuidado com o aluno para que ele possa se alimentar daquilo que ele gosta”, diz Izanelda.

Duas refeições

O novo cardápio de 2020 é composto de uma refeição completa e um lanche. No novo ano letivo, os estudantes da manhã receberão, já nos primeiros horários, o lanche e o almoço será servido nos últimos horários. Os alunos da tarde, ao chegarem à escola, receberão o almoço e nos últimos horários, o lanche.

O secretário de Educação, Mauro Sérgio Cruz, explica que a escolha dos horários das refeições foram pensadas com o objetivo de  não alterar o ritmo das aulas. “Nenhum aluno vai chegar na escola e ficar com fome ou vai sair dela com a barriga vazia”, assegura o gestor.

Recomendados
loading...