“As coisas estão no controle porque nós nos preparamos com antecedência para o pior cenário”, avalia Alysson Bestene

0
75

O secretário de saúde do Acre, Alysson Bestene, afirma categoricamente que o governo se preparou para o pior cenário possível diante da ameaça do novo coronavirus, razão pela qual não há nenhuma histeria governamental diante de cada boletim em que o número de infectados aumenta, como no caso dessa terça-feira, 23, quando subiu de 17 para 21 o número de casos. Na sala de gerência de enfrentamento à pandemia, no quinto andar do prédio onde funcionou o extinto Banacre, centro de Rio Branco, Alysson recebe Contilnet e Blog do Evandro Cordeiro com a fidalguia de sempre para falar sobre o drama mundial, tudo como manda o protocolo, todos com máscaras e asseados por álcool em gel.
Alysson Bestene, um cirurgião dentista ainda muito jovem, mas com a bagagem de um mandato de vereador na capital, tem as aparências do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, do ponto de vista de gestão. É comedido no que fala ao mesmo tempo em que demonstra total controle da situação. Nada passa sem seu olhar atento, uma liberdade que ganhou do governador Gladson Cameli (Progressistas) para enfrentar um dos maiores problemas do Estado, a saúde, e ainda mais com a inesperada pandemia patrocinada por um vírus surgido na Ásia, mas alastrado em toda a terra em menos de três meses, numa escalada inédita. Alysson disse à nossa reportagem que sua rotina tem sido dura, tem inclusive ficado exposto demais tanto ao noticiário, às famigeradas fake news, assim como ao próprio vírus, mas a vontade de cumprir a missão entregue pelo governador tem sido maior que tudo isso. “O governador Gladson é um homem bom, bem intencionado, bem humorado, mas é cobrador de resultados. Ele tá lá na sala dele, mas está controlando tudo. Por isso minha equipe tem que está afinada, pronta para dar as respostas”, afirmou o secretário.

Quanto a situação do governo ante a pandemia Alysson Bestene tem notícia boa. Disse que o sistema de saúde está azeitado, pronto para a mais pessimista situação, pelo menos para uma situação inusitada, como essa pandemia. “Nós nos preparamos para o pior cenário, que Deus nos livre aconteça. Estamos preparados, sempre seguindo as principais orientações da saúde nacional, do gabinete de crise do nosso ministro. O Acre tem cumprido todas as regras do confronto a esse vírus”, disse. Além das 58 UITs que o Estado já dispõe, estão sendo alugadas mais 20, além de outras 20 do hospital Santa Juliana. A UPA do segundo distrito está preparada como base, também. Para Cruzeiro do Sul o governo adquiriu mais 10 UTIs. De forma que, segundo Alysson, não há motivo para nenhuma preocupação caso a doença insista em alcançar acreanos.

Por fim, o secretário de saúde comemora um fato de muita relevância em meio a crise: todos os leitos disponíveis pela rede estadual estão vazios. Até agora só uma vítima do coronavirus foi atendido com internação, o fundador da Cooperacre, Manoel da Gameleira, que já está bem perto de anunciar a cura. A advogada Isabela Fernandes, primeira vítima conhecida no Acre, e que ainda está na UTI, foi atendida pela rede privada de saúde

Por fim, o secretário de saúde comemora um fato de muita relevância em meio a crise: todos os leitos disponíveis pela rede estadual estão vazios. Até agora só uma vítima do coronavirus foi atendido com internação, o fundador da Cooperacre, Manoel da Gameleira, que já está bem perto de anunciar a cura. A advogada Isabela Fernandes, primeira vítima conhecida no Acre, e que ainda está na UTI, foi atendida pela rede privada de saúde
decreto libera ainda as empresas dos seguintes ramos: transporte fluvial em balsas, restaurantes localizados em rodovias, oficinas localizadas em rodovias, agropecuárias, lavanderias, borracharias, call center, chaveiros, bancos e lotéricas, construção civil, hotéis, para os clientes já hospedados ou para novos, desde que no interesse da administração pública, motéis, funerária, telecomunicações e manutenção de redes elétricas e de telefonia e internet.

Devem funcionar com prévio agendamento do cliente e redução do número de funcionários no local, as empresas dos seguintes ramos: óticas, concessionárias de veículos, oficinas mecânicas urbanas e petshops.

Recomendados
loading...