Casamento à vista
01 / 01

Casamento à vista

Cantor Sérgio Solto é o aniversariante de hoje, 11! Ao lado de sua noiva, a advogada Socorro Rodrigues, foi acordado com lauto café da manhã
20 SP_JANEIRO 2018

Para se defender dos ataques de petistas nas redes, aqueles que recebem do Governo para passar o dia agredindo as pessoas, por apoiar a Reforma da Previdência, Marcio Bittar (PMDB), pré-candidato a Senador, disse o seguinte, via Blog: “O PT está morrendo de inveja porque a Reforma está sendo feita. Lula e Dilma se elegeram prometendo a reforma e preferiram a politicagem, atender a interesses para se manterem no poder, a fazer a reforma. Por isso eu apoio, sim, a reforma, sobretudo, porque ela vai estabelecer que nenhum aposentado ganhe mais de 5 mil, inclusive os ex-governadores. Os petistas são hipócritas”.  

Marcio Bittar disse mais: “Em Brasília, como senador, vou fazer de tudo para mudar a lei criada muito mais para atender as ONGs, o que o PT sabe fazer bem, e que ferram os agricultores e pecuaristas do País, com multas que superam os valores das propriedades. Ora, interessante, a lei diz que eu só posso desmatar 20%, mas o Governo cobra imposto sobre toda a área. Se eu só posso desmatar 20% como tenho que pagar por toda a área. É isso que vou questionar como senador e convencer meus pares a mudar a regra. Vamos mudar essa lei toda. O Brasil precisa progredir”.

Sobre o Código Penal, Marcio Bittar garante que fará uma campanha em Brasília para que seja feita uma reforma urgente. “Vou brigar pela prisão perpetua e aumento urgente da maioridade penal. Nós não suportamos mais tanta violência, enquanto o PT e toda a esquerda ficam colocando culpa na própria sociedade pela existência dos bandidos. Eles dizem que o criminoso é uma vítima da sociedade. Isso é retrógrado, ridículo. Vamos mudar isso como senador, se Deus quiser”, afirmou ao Blog do Evandro Cordeiro.      

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_JANEIRO 2018

O pré-candidato a governador da oposição, senador Gladson Cameli (PP), elogiou o ex-deputado federal Marcio Bittar, pré-candidato a senador pelo PMDB, o senador Sérgio Petecão (PSD), além de Tião Bocalom, Major Rocha e Flaviano Melo, todos no mesmo pacote, para jogar um bale de água gelada sobre a farra que o PT vinha fazendo com uma gravação em que Bittar “lava roupa” com parceiros de sua candidatura. Gladson disse que não está tendo tempo para picuinhas e que o mais importante é a reconstrução do Acre, a partir de 2019. “Tenho um compromisso com o povo do Acre, não vou permitir que questões pequenas prejudique o que temos para o Acre. O Marcio Bittar, assim como o Petecão, é meu amigo. Ele, o Bocalom, o Rocha, o Flaviano, serão fundamentais para a reconstrução do Acre”, afirmou Cameli.

A fala do senador Gladson Cameli muchou a tropa do choque do candidato do PT ao Governo, Marcus Alexandre, que espalhava pelas redes sociais uma suposta briga entre Bittar e Cameli. Os “capangas”, provavelmente pagos pelo governo, já estavam a todo vapor no Facebook e no What sap, detonando os pré-candidatos da oposição.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_JANEIRO 2018

O senador Sérgio Petecão (PSD) lotou a chácara Boi Cagão no último sábado, 16, em festa de confraternização do partido. Lideranças da oposição da capital e do interior prestigiaram a festa, que durou o dia inteiro. Entre os prefeitos presentes estava a de Tarauacá, Marilete Vitorino, que é do partido de Petecão. O pré-candidato a senador do PMDB, Marcio Bittar, também foi ao encontro. “Foi um dia muito agradável na presença dos amigos da oposição e, principalmente, das pessoas que estão vindo da Frente Popular para a oposição, para aumentar ainda mais esse time”, disse o deputado estadual Jairo Carvalho (PSD). O pré-candidato a governador da oposição, senador Gladson Cameli (PP), foi o mai9s aplaudido ao chegar na festa na companhia da esposa, Ana Paula.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_JANEIRO 2018

O médico Carlos Beirute voltou para o PMDB, onde começou sua vida política, nos anos 1980. A filiação ocorreu durante a confraternização do partido, nesta sexta-feira, 15, em um buffet. Prestigiaram a chegada de Beirute toda a executiva, além de filiados e lideranças da oposição. O senador Sérgio Petecão (PSD), candidato a reeleição, o pré-candidato a senador pelo PMDB, Marcio Bittar, além de prefeitos do interior do Acre marcaram presença. A ficha do novo filiado foi abonada pelo deputado federal Flaviano Melo. Beirute poderá disputar a eleição para deputado federal. O filho dele, Rodrigo, também se filiou, mas não decidiu ainda se disputará para deputado estadual.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_JANEIRO 2018

Poucos casais da política no Acre se revelam mais apaixonados do que Marcia Bittar e Marcio Bittar. Eles se chamam de “amor da minha vida”. Formam um par tão cúmplice de dar inveja a Napoleão e Josefina, Tarcísio Meira e Gloria Menezes, Nabor e Darci Teles, quiçá. Convidada a falar sobre o marido aqui no Blog do Evandro Cordeiro, a presidente do Solidariedade cria todo um cenário. “Espera que vou jantar primeiro, porque não posso falar do meu marido assim, de improviso, a queima-roupa. Ele é um homem bom, importante”, afirma a apaixonada Marcia. Candidato a senador pela oposição, a esposa tem razão ao falar com cuidado sobre Marcio Bittar, do PMDB. Ele não é um qualquer na política. Tem ao menos 38 anos de militância, onde iniciou como militante ao Partido Comunista, no final da década de 1970, e 29 anos de casamento com ela. Conquistou um mandato de deputado estadual e dois de federal, sempre entre os mais votados. Disciplinado, quase sempre sisudo, Marcia revela o lado mole do parceiro: “Ele amolece com um carinho dos meninos”. E mais: “Foi meu babá quando eu pari os três filhos. Ele que trocava fralda”. Veja o restante da entrevista:       

 

 

Blog – A senhora é muita ligada na vida política e pessoal do seu marido, ajuda nas campanhas, mas como é o Marcio Bittar em casa, como marido, pai..?

Marcia Bittar – Sim. Sou de fato muito ligada na vida dele, tanto que toda vida ajudei a coordenar as campanhas dele. Somos muito ligados e faço tudo com muita dedicação porque sempre valeu a pena. Ele é um homem muito responsável e dedicado ao que faz.  Gosto de estar perto dele, porque é um homem muito disciplinado. Fico perto sempre, errando e acertando com ele. O Marcio é um homem muito trabalhador, é um marido carinhoso, muito romântico. Ele canta para mim, acredita? Ele ajuda nas tarefas domésticas, me ajuda a cozinhar. Sempre corta as verduras. Ele adora fazer churrasco, também. Para se ter uma idéia, o Marcio foi o babá dos meninos quando eles nasceram. Ele que trocava fralda, essas tarefas. É um homem durão, mas de coração mole ao mesmo tempo. Basta um carinho dos meninos e ele se derrete – Marcia se refere aos filhos João Paulo, Julia e Paula.  

Blog – Quando iniciou de fato a carreira política do Marcio Bittar?

Marcia Bittar – Quando eu conheci ele, ele já fazia política há muito tempo. Ele foi presidente da União Estudantil Campograndense. Foi o Marcio que assinou minha carteira de estudante para eu usufruir da meia passagem. Lembra que ele trouxe essa lei da meia passagem para o Acre e conseguiu aprovar ela na Assembleia Legislativa, quando era deputado estadual? Pois é. Mas depois ele veio para a fazenda, trabalhar com o pai, seu Mamédio, ali perto de Sena Madureira. Foi naquele período que casamos. Ele faz política há 38.

Blog - Como o Marcio conseguiu cuidar da fazenda e ser político ao mesmo tempo?

Marcia Bittar – Ah, ele é muito disciplinado em tudo o que faz. É um homem muito inteligente. Para você ter uma idéia, ele trabalhava na fazenda e estudava o segundo grau, mas devido as dificuldades, só conseguiu terminar quando virou deputado estadual. E a faculdade ele só conseguiu quando se elegeu deputado federal. Mas enfim...conseguiu.     

Blog – A senhora ainda pensa em disputar a eleição ou vai só ajudar na campanha do marido?

Marcia Bittar – Olha só. Não digo que nunca disputarei, mas nessas eleições não passa pela nossa cabeça. Quero cuidar do meu partido, o SOLIDARIEDADE, cuidar da nossa chapa. Temos uma candidata a deputada federal, a doutora Vanda Milani, temos uma chapa de estadual que eu preciso cuidar. E também estou muito dedicada à candidatura do meu marido a senador. Estou muito empolgada e envolvida. Acho que a campanha vai ser vitoriosa. Vamos nos dedicar também a candidatura majoritária, a de governador.        

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P