Casamento à vista
01 / 01

Casamento à vista

Cantor Sérgio Solto é o aniversariante de hoje, 11! Ao lado de sua noiva, a advogada Socorro Rodrigues, foi acordado com lauto café da manhã
18 SP_JULHO 2018

A oposição dificilmente disputará as eleições desse ano com duas chapas para deputado federal. As negociações internas estão em franco andamento. Uma das razões seriam a improvável aliança entre PTB e Solidariedade, inclusive na proporcional. Assim o grupo no qual estão PSC, de Jamyl Asfury, o PTC, do Júnior Santiago, e o PMN, da Valdete Souza, o mais interessado na chapinha, terão que ir para o chapão. Os dirigentes estão ouvindo o seguinte conselho: com duas chapas para federal a oposição corre risco de eleger três em uma e nenhum na chapinha. No chapão, quatro é garantido, com possibilidade até do quinto, dependendo do desempenho do candidato a governador, Gladson Cameli (PP).      

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

A pré-candidata a deputada federal Charlene Lima (PTB) entrou de vez no Baixada da Sobral, assim como o pré-candidato a senador Marcio Bittar (MDB). O nome de ambos tem sido catapultado na região pelo pré-candidato a deputado estadual, Josimar Tavares (PTB). Convenhamos, é uma região onde os dois não teriam, sem a colaboração de um líder local, tanta penetração. Agora as portas escancararam para eles e parece que ninguém segura.    

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

A “chapinha” de pré-candidatos a deputado federal da oposição será formada, se acontecer, pelas três meninas superpoderosas e um “bendito é o fruto”. Elas são Charlene Lima, do PTB, Rosana Nascimento, do PPS, e Vanda Milani, do Solidariedade. O “bendito é o fruto” seria o ex-deputado estadual Jamil Asfury, do PSC, único homem com chances no meio delas. A mulher de Jamyl, Sandra, entrará na disputa mais para estadual, onde as alianças serão outras. A junção desses partidos depende de pouca conversa em razão das costuras virem acontecendo há tempo. A decisão de montar uma chapa de federal separada da aliança onde vão estar MDB, PP, PR e PSD não teria agradado muito aos pajés da oposição, mas a iniciativa parece solidificada, ou seja: sem volta.

Há quem defenda que as duas chapas de federal é melhor para o pré-candidato a governador, Gladson Cameli (PP), que teria mais candidatos a federal pedindo votos para ele com suas estruturas, mas há aqueles que pensam o seguinte: isso pode ser um desastre, uma vez que a chapinha correria risco de não eleger ninguém e a “chapona” elegeria no máximo três, dando as outras cinco vagas para a Frente Popular. O que tem quase convencido muitos é que a “chapinha” não terá apenas esses quatro com chances, mas que estas chapas serão montadas com muitos outros pré-candidatos, aqueles sem, chance de vencer mas que ajudam na legenda. “Vamos ter muitos candidatos a deputado federal. Não vai ser só elas e o Asfury. Nós podemos, inclusive, eleger é dois nessa chapinha”, otimiza um dirigente ao Blog do Evandro Cordeiro.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

A pré-candidata a deputada federal Charlene Lima, do PTB, nasceu no Vale do Purus e será essa a região onde ela reparará um erro histórico cometido até aqui pelo fato de nunca ter sido eleito um parlamentar nascido naquele lugar: “Eles não priorizam as emendas para cá. Manda uma ou outra só para garantir palanque nas eleições. Nós vamos corrigir isso. Vamos ajudar o Estado todo, claro, mas Sena Madureira, Santa Rosa e Manuel Urbano vão ter uma atenção especial no nosso gabinete”, diz ela para explicar porque decidiu disputar para federal, ao invés de estadual, como era a proposta inicial. E disse mais ao Blog:

 

Blog – Charlene você sentiu ter dado o passo certo ao optar pela disputa para deputada federal ao invés de estadual¿

 

Charlene Lima – Claro. O PTB é um partido grande no Brasil e nós crescemos muito ele no Acre, organizamos, por isso precisava de um nome para disputar para federal aqui no Estado. Do ponto de vista pessoal, a região onde nasci, o Vale do Purus, também precisa de um deputado federal, porque os de fora não nos priorizam. E isso tudo contou. Veja: eu sou executiva e um mandato de deputado estadual é limitado. Porque não exercitar meus dotes como executiva numa cadeira de deputado federal¿ Lá poderei explorar mais isso. E melhor: as pessoas aceitaram muito bem o meu nome na disputa para federal. Vale lembrar que nossos deputados federais nunca priorizam a região do Purus. Eles priorizam as regiões deles. Quanto a minha candidatura, tive o aval da executiva nacional e dos 26 pré-candidatos a estadual. Então acho que tomei a decisão correta.

 

Blog – Que tipo de eleitor você tem encontrado na rua¿ É muito indignado¿ Quer mudança mesmo¿

 

Charlene Lima - Os eleitores da capital querem mudança porque estão desacreditados da política. Os do interior já são mais tradicionais, mais tolerantes. Na capital o sentimento é de mudança, de indignação. Alguns ameaçam até nem se intrometer na política, ameaçam não votar, mas no fundo são esses que estão afim de nomes novos, como o meu, por exemplo, limpo.   

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

Pré-candidatos a deputados estaduais, familiares e amigos, se reuniram na última terça-feira, 17, para uma festa surpresa em comemoração ao aniversário da pré-candidata a deputada federal Charlene Lima, presidenta do PTB. O encontro aconteceu na sede nova da sigla, na avenida Ceará, proximidades da cabeceira da quarta ponte. Ao menos 20 fortes pré-candidatos se fizeram presentes, além de familiares dela. Depois de uma oração e de algumas falas, foi a hora de se empanturrar numa mesa farta de quitutes, tudo bem ao estilo Charlene, com muita ordem, simplicidade, mas com muita fineza.      

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P