Itens filtrados por data: Dezembro 2018

O governador Gladson Cameli (PP) acaba de revelar pelo Blog do Evandro Cordeiro que o sistema virtual do governo foi sabotado, supostamente para prejudicar as primeiras ações da nova gestão. Ele falou ainda sobre a visita que fez a uma fazenda de soja e, por fim, pediu paciência aos acreanos e aos correligionários, que estão numa pressão medonha por cargos. Veja:

Blog - Governador, como foi a primeira semana? Muita dor de cabeça?

 

Gladson Cameli – A primeira semana foi a semana que utilizamos para tomar pé, de verdade, da situação do Estado. Realmente é muito trabalho. Tivemos ai um entrave, que foi uma maldade politiqueira que fizeram, que foi sabotar o sistema virtual do Estado, boicotaram o sistema da Administração, exatamente o sistema que garante o funcionamento da máquina. Isso deu um problema grande, mas nossa equipe entrou em ação e graças a Deus na sexta-feira à noite já conseguimos colocá-lo para funcionar. Já essa semana que começa hoje é de mais otimismo. Tem aquelas pressões naturais de correligionários que querem participar do governo, mas não estão tendo paciência. Estamos com uma semana de governo. Já estou mais a pé da situação do Estado e vou manter o pé no chão e manter o discurso de campanha.

Blog – O senhor esteve semana passada num plantio de soja. Com que ideia na cabeça o senhor voltou de lá?

 

Gladson Cameli – Voltei animado, otimista. O Estado está aberto para o desenvolvimento, para o agronegócio, para que possamos gerar mais emprego e renda e melhorar nossa economia. Eu não tenho dúvida que a salvação do Estado é o agronegócio. Fiquei entusiasmado mais ainda quando vi aquela fazenda. O empresário investiu R$ 6 milhões e já vai ter resultado.

Blog – Agora como governador, que mensagem o senhor emite ao povo acreano?

 

Gladson Cameli – Que tenham paciência. Eu estou apenas há uma semana como governador. Nós vamos colocar o Acre nos trilhos corretos, sendo governador do povo. Quem está reclamando é porque não quer o bem do Estado.      

Publicado em Evandro Cordeiro

O vereador Raimundo Neném, do PHS, iniciou uma nova fase do mandato. Vai intensificar as idas para as ruas fiscalizar os trabalhos da prefeitura. O trabalho vai se dar, inclusive, nos finais de semana. A decisão do vereador não é sem tempo, porque durante a gestão do prefeito anterior, Marcus Alexandre, muitas obras tiveram qualidade duvidosa e a Câmara Municipal pouco ou nada fiscalizou. Resultado: ele saiu e deixou um rosários de obras malfeitas. Com a atitude Raimundo Neném começa a pavimentar sua reeleição.   

Publicado em Evandro Cordeiro

O diretor presidente do Hospital Santa Casa de Misericórdia, ex-deputado federal José Alex, disse ao Blog do Evandro Cordeiro ainda estar comemorando o resultado da última eleição, especialmente pela derrota do PT de “cabo a rabo”, no Brasil todo. Segundo ele, no Acre, a comemoração emblemática, com sabor de derrota dos irmãos Viana (Tião e Jorge), muito mais do que pela vitória de Gladson Cameli (PP). Razão para tripudiar sobre os Viana Alex tem de sobra. Poucos políticos foram tão perseguidos por eles. Alex lembra que tentaram a prisão, tentaram tomar seu mandato e, por fim, tentaram tomar a Santa Casa.  

Publicado em Evandro Cordeiro

O senador Sérgio Petecão (PSD) poderá ser o próximo presidente do Senado. Uma operação em curso pode resultar na eleição dele. O próprio Petecão não nega a existência do projeto, mas não dá detalhes. “Mais na frente um poquinho te passo os detalhes”, disse ao Blog do Evandro Cordeiro hoje cedo. A eleição de Petecão, segundo o pouco que sabe, seria resultado da rejeição do senador alagoano Renan Calheiros (MDB), cujo grupo apostaria nele como alternativa.      

Publicado em Evandro Cordeiro

A prefeitura de Tarauacá deixou em frangalhos políticos quase todos os seus ex-prefeitos nas últimas décadas. Mesmo assim continua sendo desejada como sempre. Para a disputa de 2020 já tem pretendente saindo pelo ladrão. Desde a atual prefeita, Marilete Vitorino (PSD), até o mais novo artista da web-mídia, “Chiquim R7”, há um time de pretendentes. Todos querem ser prefeitos, mas nenhum quer arrumar a cidade, feia pela buraqueira e pobre economicamente. Um ou outro empresário se destaca, mas o resto da população vive a frugalidade econômica daquelas cidades indianas desgovernadas, com vacas pelo meio da rua.

Oficial e extraoficialmente já se conhece como candidatos anunciados a prefeita Marilete Vitorino, que iria para a reeleição; o atual vice-prefeito, Chico Batista, que é do PP do governador Gladson Cameli; a vereadora Janaína Furtado, do Rede, que disputou o governo e fez bonito em seu município; o advogado Júnior Feitosa, que já se arrumou umas duas vezes para a disputa, mas na hora “h” desiste, mas que dessa vez promete levar avante; o multimídia “Chiquim R7 melhor do Acre”, que assegura estar andando em Rio Branco buscando apoio financeiro; e ao menos duas candidaturas da esquerda, a do PT, cuja cúpula estaria tentando convencer o ex-prefeito Rodrigo Damasceno a voltar a lume, e a do PCdoB, que terá reforço da deputada federal Perpétua Almeida, do estadual Edvaldo Magalhães e provavelmente do ex-deputado Moisés Diniz. O camarada Chagas Batista, guevariano e fidelino, sempre disposto à guerrilha, mesmo sentado numa rede, seria o candidato preferido. E tem mais pré-candidatos com menos visibilidade, aos quais o Blog do Evandro Cordeiro não teve acesso aos nomes. Ou seja: se brincar, a prefeitura de Tarauacá vai ser disputada a tapa em 2020.    

Publicado em Evandro Cordeiro

O governo recém-empossado no Acre ainda está pegando o drible da vaca de quase tudo, até da malandragem, o que é compreensível para uma oposição sem poder há 20 anos. E talvez por essa razão o Palácio Rio Branco ainda titubeie em algumas coisas importantes. Por exemplo: poderá ter num lugar estratégico politicamente um grupo de adversários, fortemente ligados ao PT, a Federação da Indústria (Fieac). Dia 14 próximo acontece a eleição e a turma liderada pelo empresário Zé Adriano, que já ganhou o Sebrae em novembro passado, poderá vencer outra vez. Ele é favoritíssimo, pela contagem de votos nos bastidores. O candidato da simpatia da oposição, que agora é governo, também veio da mesma lambança, o João Salomão, mas pelo menos é arrependido e se diz agora inimigo daquela velha política.

Para quem não sabe a Fieac é uma federação só de patrões capaz de fazer chover no deserto. Imprensa qualquer governo na parede e é capaz de mudar até a política econômica de uma gestão estadual, de tão forte que é, em tempos normais. O curioso é que essa Federação é formada hoje por um grupo de empresários cambaleantes financeiramente exatamente pelo apoio maciço que deram aos governos de esquerda, que num dado momento beneficiou a eles, mas ferrou a economia com uma política voltada para a tal florestania, um troço esquisito puxado pelos irmãos Viana só para inglês ver.

Publicado em Evandro Cordeiro

O deputado estadual Nicolau Júnior (PP), futuro presidente da Assembleia Legislativa, pelo menos segundo acordos prévios, elogiou a forma como vêm acontecendo as articulações para a formação da próxima mesa diretora. “Tudo com muita conversa, do jeito que eu sempre sonhei”, disse ao Blog do Evandro Cordeiro. Júnior acha que construída no diálogo a nova composição da mesa dará mais liberdade aos parlamentares para trabalhar. Ele acredita numa grande legislatura e nesse novo momento que o Acre experimenta. “Acho que vem muita coisa boa por ai”, fala, otimista.

Nicolau garantiu sua eleição a presidente despois de muita articulação e a decisiva conversa com o colega de partido Ghelen Diniz (PP), que retirou-se da disputa na última semana de 2018. Agora ele vai acompanhar, de longe, a disputa pela primeira secretaria, com duas candidaturas gigantes, a do PSDB, com o deputado Luiz Gonzaga, e a do MDB, com Roberto Duarte. “Eu não tenho preferência porque ambos são meus amigos e são grandes parlamentares. Eu espero que eles resolvam no diálogo. Ainda tem muito tempo para eles conversar e se articular. O melhor de convencimento será o próximo primeiro-secretário”, disse Nicolau Júnior.

Publicado em Evandro Cordeiro

O ex-reitor da Ufac Minoru Kimpara, maior surpresa da disputa pelo Senado em outubro passado, acaba de afirmar ao Blog do Evandro Cordeiro que até aqui não conversou com nenhum partido sobre uma possível candidatura sua à prefeitura de Rio Branco em 2020. Ele põe por terra, logo de cara, boatos segundo os quais estaria conversando inclusive com o PT a possibilidade de retornar à sigla, da qual já foi presidente, para ser seu candidato na disputa de daqui dois anos.

Minoru Kimpara, que concorreu pelo partido REDE, ficou em terceiro lugar na disputa pelo Senado em Rio Branco, onde obteve 19,89% dos votos, perdendo apenas para Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB), e ganhando de Jorge Viana (PT), um fenômeno para uma primeira eleição disputada, sem estrutura financeira. Não teve chance, por exemplo, de mostrar o trabalho que fez na Ufac, gestão que dividiu era, nem seus projetos para um mandato de senador.

A votação de Minoru credenciou ele a seguir carreira política e a próxima disputa poderá ser a prefeitura da capital. Modesto, ele coloca essa situação como possibilidade, apenas. “Não conversei com nenhum partido, nem minha candidatura à prefeitura é martelo batido. A eleição passada mal terminou e ainda estamos em comemoração de final de ano, junto com a família. Agora, mais na frente, com muita conversa, se eu perceber que terei partido, terei apoio, as pessoas se interessarem pela minha candidatura, ai não descarto”, afirmou.

Minoru disse ainda ao Blog que ao contrário de outros adversários, não está torcendo contra o governo Gladson Cameli (PP), muito menos contra o presidente Bolsonaro. “Estou pedindo a Deus que dê certo, porque vai ser bom para todo mundo”, diz. Minoru acha que sua carreira política não acontecerá por causa da desgraça de outros, mas por meio dos desígnios de Deus, caso ela venha acontecer no futuro.    

Publicado em Evandro Cordeiro

O governador Gladson Cameli (PP) decidiu hoje onde vai ser a residência oficial. Será o seu próprio apartamento, localizado na rua Severina Maria, número 311, apartamento 1001, segundo decreto número 24 de 2 de janeiro assinado por ele e publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, 3. Ele diz no decreto que a Casa Civil tomará as providências legais para a transformação de seu AP na casa oficial. Quando nada o governador deixará de pagar um aluguel caro, diminuindo ainda mais o custo da máquina pública. Sem contar que haverá bem menos puxa-encolhe dos famigerados proxenetas.   

Publicado em Evandro Cordeiro

O Prefeito Ilderlei Cordeiro foi o primeiro gestor municipal a ser recebido pelo novo Governador do Acre Gladson Cameli, empossado na terça-feira (01). O prefeito esteve na manhã desta quarta-feira (02) protocolando a entrega de um requerimento junto ao governador, em que solicita a cessão de funcionários do quadro de servidores do estado. No documento o prefeito pede que seja considerada a necessidade da Prefeitura de Cruzeiro do Sul em oferecer uma prestação de serviço de qualidade, como ainda uma maior economia para o município, uma vez que os funcionários ficam cedidos para prefeitura com ônus para o estado.

O prefeito esteve na oportunidade acompanhado da chefe de gabinete Idelcleide Cordeiro, do vereador Marivaldo Figueiredo e do empresário Rudiley Estrela. Ele agradeceu a receptividade do governador.

“Quero louvar e agradecer a Deus por esse importante momento que tive na manhã de hoje, ao ser o primeiro prefeito recebido pelo novo Governador do Acre Gladson Cameli. Tivemos um lindo momento de oração com toda esquipe e em seguida entregamos o primeiro ofício do município para o governo. Neste requerimento estamos solicitando que os funcionários pertencentes ao quadro do estado, que prestam serviços para nosso município, possam continuar a nossa disposição, nesta parceria existente através deste termo de cessão. Essa parceria possibilita a prestação de serviços de qualidade para toda população nas diferentes áreas e setores, contribuindo significativamente com a economia do município. Agradeço imensamente a recepção do governador, a conversa agradável com a nossa equipe e as parcerias que serão firmadas com a nova gestão a partir de hoje”, enfatizou o prefeito.

As Informações são da Prefeitura de Cruzeiro do Sul

Publicado em Evandro Cordeiro