Itens filtrados por data: Junho 2018

A vereadora de Rio Branco pelo PSD- Lene Petecão encerrou o primeiro ano da legislatura iniciada em fevereiro de 2018 com um saldo muito positivo de ações, projetos de lei apresentado, indicações, ofícios, requerimentos, audiência pública, dentre outras proposituras apresentadas.

A parlamentar foi a autora de 3 anteprojetos de lei, 7 projetos, 22 moções, 13 ofícios, 4 requerimentos e 2.050 indicações neste primeiro semestre de trabalhos realizados nos bairros e na câmara municipal de Rio Branco.

Dedicada ao trabalho, Lene diz que se esforçou para fazer um bom trabalho em prol dos munícipes. “Como legisladora e fiscal da população, procurei fazer o que estava ao meu alcance para votar projetos de interesse da coletividade, propor ações para o Executivo inerentes sempre à vontade do povo, sobretudo ser a voz firme em defesa da nossa cidade, me pautando no respeito e na responsabilidade”, disse a vereadora.

Defensora da passagem de ônibus a preço reduzidos e acessíveis a todos os estudantes inclusive aos dos cursinhos particulares de Rio Branco, Lene diz que mesmo diante da derrota na primeira apresentação do projeto em 2017, não desistiu e apresentou novamente na Casa como anteprojeto indo assim a propositura direto para aprovação do Executivo. O objetivo da vereadora é a aprovação do projeto apresentado, estendendo o benefício de R$ 1,00 da passagem de transporte coletivo a todos os estudantes e em todos os níveis escolares da capital.

“Infelizmente o sonho inicial foi rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, mas vamos aguardar pelo bom senso do Executivo Municipal - entendo que todos são estudantes e todos merecem os mesmos direitos”, afirma a vereadora.

Em entrevista recente Lene agradeceu aos rio-branquenses que acreditam no trabalho dela como parlamentar: “Sei que palavras não são suficientes para expressar gratidão, mas agradeço humildemente o elo que criamos através desses anos, porque um mandato não se faz sozinha e eu não conseguiria completar um ano de luta, fiscalização, cobrança, perspectiva, profissionalismo, perseverança sem a colaboração daqueles que depositaram em mim seu voto de confiança”, diz.

Publicado em Blog

O pré-candidato a governador pelo Avante, professor universitário David Hall, acaba de assinar uma carta-compromisso por meio da qual fica acordado que num eventual governo dele alguns avanços serão obrigatórios. Veja a seguir o documento:

Carta-compromisso

Com a assinatura da carta, AVANTE e Movimento Acorda Educação firmaram a Coligação Cidadã com o compromisso de construírem juntos propostas programáticas para melhorar a qualidade da educação em todo o estado do Acre.

Para tal, foram elencados os seguintes termos:

Os representantes do Movimento Acorda Educação e o AVANTE se comprometem a participar ativamente na elaboração de um plano de governo mais próximo das acreanas e acreanos. O AVANTE criará um grupo de trabalho junto com os movimentos sociais que se dispuserem para tal;

  1. 1. O AVANTE e o Movimento Acorda Educação constituirão uma coligação cidadã e programática, com participação ativa dos membros do Movimento Acorda Educação na definição de estratégia eleitoral e em uma agenda comum para as eleições;
  2. 2. O AVANTE se compromete a apresentar como proposta para o governo do estado do Acre a retomada das conferências de educação em uma perspectiva democrática, decentralizada e participativa, bem como sua ampla divulgação antecipada e a criação das condições para a garantia do maior número de participantes possíveis e com o rigor, a seriedade, a profundidade e a responsabilidade de que carece.
  3. 3. O AVANTE se compromete a respeitar a autonomia do Movimento Acorda Educação, bem como a identidade do movimento e de seus representantes.
  4. 4. O AVANTE se compromete a buscar apoiar os candidatos que pertencem e representam o Movimento Acorda Educação independentemente de coligação ou filiação partidária;
  5. 5. O AVANTE se compromete a criar um fórum de debate permanente que garanta a participação de todos os interessados na melhoria da qualidade da educação do estado do Acre e cumprir com os acordos e compromissos que forem pactuados.
Publicado em Blog

O Solidariedade é o primeiro partido da oposição a decidir não ir mais para a chapinha de federal, nem coligar com nenhum partido na proporcional. Ou seja: sua pré-candidata a deputada federal, Vanda Milani, vai para o chapão, onde estão os partidos grandes, entre eles PP, MDB e PR. E os pré-candidatos a deputado estadual, mais de 20, disputam numa chapa sozinho. O anúncio foi feito pelo presidente da sigla, médico Israel Milani, após reunião ocorrida nesta sexta-feira à noite, na sede da agremiação. “A decisão é coletiva. Ou seja: foi em comum acordo entre os pré-candidatos”, afirma ele. O raciocínio é lógico dentre eles: a oposição corre o sério risco de não eleger nenhum federal na chapinha e ainda põe em cheque o chapão, que só elegeria no máximo três. Com todo mundo junto é praticamente garantido eleger quatro, correndo risco de eleger até cinco federais. Para estadual a questão é que a chapa é forte e não precisa de outro partido para eleger um ou até dois deputados. Entre os nomes do Solidariedade figuram pré-candidatos como o Neném do Banco do Brasil e o ex-prefeito de Epitaciolândia, André Assem, além de outros nomes fortes.    

Publicado em Blog

Nesse novo momento por qual passa o Brasil, o Partido Político Rede Sustentabilidade abre encontros e discussões sobre o modelo de País que a população quer no intuito de construir caminhos e soluções para as mazelas existentes nas instituições e acertar decisões democráticas, colocando em seu pleno funcionamento os projetos que assegurem o crescimento econômico e social do país e vai apostar na juventude de Chico Durans para deputado estadual.

A direção da Rede não abre mão de construir no País, junto aos seus filiados e aliados, um diálogo aberto e franco sobre os sonhos e metas dos brasileiros. No Amazonas a agremiação partidária diz que aposta em candidaturas jovens, que foram forjadas no seio da luta social e da resistência e, pretende sugerir nomes para as eleições gerais desse ano como alternativa de rejuvenescimento nas casas legislativa do Estado, assim como promover o crescimento do partido a partir da sua base.

No Amazonas a Rede destaca o jovem CHICO DURANS, do município de Manaquiri, interior do Estado. DURANS é acadêmico em odontologia, e surge como uma jovem promessa capaz de aglutinar forças nas bases do partido, no interior do Estado.

DURANS vem dos Movimentos Sociais e chega com força e energia em sua pré-candidatura a Deputado Estadual pelo Amazonas. De acordo com ele, a Rede vai construir uma ampla frente parlamentar que possa promover o diálogo e atender as demandas dos cidadãos interiorano do Estado.

O AMAZONAS é um lugar de pessoas que trabalham de pessoas que lutam para seguir em frente. Mas hoje quem vive no interior do estado se encontra sozinho, tendo que se virar para resolver os problemas. Hoje, o que depende do interiorano vem dando certo, mas aquilo que depende do Governo vem dando errado. Por isso que a grande maioria dos amazonenses querem mudanças, e o amazonas pode mudar. Mas não é mudar por mudar, é mudar para melhorar. Mudar o que vem dando errado e fazer o que há muito tempo deveria ter feito.

O Amazonas precisa de uma liderança como deputado estadual para representar o interior e que de fato faça acontecer. Um deputado estadual que resolva de verdade os problemas reais de quem precisa. Uma pessoa que tenha coragem, que planeje, tenha prioridades e metas. Que gaste menos com ele mesmo, para poder gastar mais com o povo. Um governo com gente capaz, preparado, sem importar de que partido elas são. Está na hora de nós amazonense se unir para voltar a crescer. Essa é a mudança que eu acredito. Se os velhos caminhos não levam mais a lugar algum, está na hora de fazermos diferente, e nós podemos fazer diferente, pois juntos já somos a maioria. É hora de nos unirmos em torno de um projeto por um Amazonas melhor com um interior forte, cresci com o meu avô dizendo que São Paulo é forte porque o interior é forte, então eu acredito que Manaus só será forte quando o interior for forte e souber usar nossas riquezas a nosso favor, eu quero e vou representar o Amazonas na Assembleia legislativa do Estado do Amazonas se for me dado á confiança de cada pessoa que de fato pede um homem novo, para um tempo novo! (Assessoria)

Publicado em Blog

O ex-deputado estadual e federal Fernando Melo, ex-PT, agora pré-candidato a deputado federal pelo PROS, anuncia pelas redes sociais, sem medo de retaliação, que a segurança só teve controle no Acre quando ele foi secretário, na época dos governos Jorge Viana e Binho Marques, ambos do PT. Se foi coincidência ninguém sabe, mas que ele tem alguma razão, isso ele tem. A polícia tinha uns programas perto das comunidades que faziam o crime retroceder. Ele pode até estar afrontando o governo do qual o partido dele faz parte, mas uma verdade Fernando Melo anda dizendo: o governo perdeu o controle da segurança.

Publicado em Blog

Ex-governadores do Acre deveriam abrir mão de suas aposentadorias e morar, por exemplo, na China. Principalmente aqueles que prometeram fazer do Acre um paraíso. A sugestão do é do advogado Silvano Santiago, um dos mais conhecidos no Estado, acostumado a grandes embates jurídicos nos tribunais. Em seu Facebook ele amanheceu com a seguinte sugestão na manhã desta sexta-feira, 13:  

“O ex-governador Binho Marques após o mandato mudou-se do Acre, lugar que ele e o PT prometeram ser o melhor para viver na Amazônia. Dizem aí, que o atual governador já comprou moradia em Portugal para onde se mudará tão logo encerre o seu mandato. Interessante, para quem sempre disse que morre de amores pelo Acre. Seria oportuno que ambos, abrissem mão de suas aposentadorias que os acreanos pagam e fossem viver na China, às custas do suor de seus rostos, seria mais digno”.

Publicado em Blog

A cúpula da oposição precisa urgentemente “bombar” a pré-candidatura do médico Edson Braga, de Brasileia, a deputado federal, sob pena de a região ficar descoberta e dar combustão a candidaturas petistas na região. O alerta foi feito pelo pré-candidato a deputado estadual, Joaquim Lira, do PP. Edson é do PMN, mas o único com capacidade, inclusive financeira, de representar bem a região. “Vai ser uma mancada e tanto a gente não ter um federal da região. Vai abrir a guarda para candidaturas petistas”, avisa Lira. Se por algum motivo não puder ser a candidatura do médico, que seja substituída imediatamente por outra. “Não podemos é ficar descoberto”, sugere.

Publicado em Blog

O DEM vai reeleger o deputado federal Alan Rick, seu deputado estadual Antônio Pedro e pelo menos mais um nome, pelo menos se isso depender de organização. Quem garante é o dirigente Paulo Ximendes, uma lenda da oposição que está no comando dessas candidaturas. Além dos dois com mandato o DEM deverá eleger ao menos mais um deputado estadual dentro de uma coligação que Ximendes cuida em não falar ainda. “Estamos conversando para formar uma boa aliança. O certo é que nós queremos terminar a eleição com o DEM mais forte ainda e, claro, com nosso governador (Gladson) eleito e ao menos mais um deputado estadual”, diz o dirigente, otimista.

Publicado em Blog

Aos 32 anos cursando a faculdade de psicologia, depois de enfrentar muita luta pela sobrevivência até aos 16 anos, no seringal Chachera, colocação Ver se Vê, nos fundos da Reserva Chico Mendes, onde nasceu, Danillo Diniz é o pré-candidato a deputado estadual pelo PRTB que vem mais de longe. Mas vai à luta. “Estou muito dedicado a esse momento porque acredito na mudança absoluta nesse País”, diz ele, otimista. O partido dele entrar naquela provável aliança com o Avante e o Rede Sustentabilidade, mas ele já tem compromisso com uma candidatura a federal, a da jornalista Mara Rocha.  

Publicado em Blog

O suplente de vereador em Rio Branco Jefferson Barroso será o candidato a deputado federal pelo PHS no lugar em que vinha sendo planejada a candidatura do empresário Jarbas Soster, dono da Pedranorte. O desejo do Jefferson e dos articuladores do partido é apenas um: que a sigla e seu pré-candidato a federal faça parte da chapinha puxada pelo PDT. Do chapão, onde estão PT, PSB e PCdoB, a chamada chapa da morte, a sigla quer distância, para ser redundante.

Publicado em Blog
Página 1 de 5

BANNER PP P