Itens filtrados por data: Outubro 2018

O PSL, partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, tem sua primeira executiva municipal de Rio Branco nominada. O advogado Almir Antônio Pagliarini é o novo presidente. A composição da primeira diretoria é resultado de discussões internas e a ideia é criar em todos os municípios do Acre, segundo o presidente estadual, empresário Pedro Valério, que assina edital com nominata. Nesse momento está sendo escolhido, mas depois que a sigla alcançar um número bom de filiados, ai as novas executivas serão escolhidas por eleição interna.

  

Conheça a executiva da capital:

Presidente: Almir Antônio Pagliarini

Vice-presidente: Pedro Diego Costa de Amorim

Secretário geral: Valdir Perazzo Leite

1º secretário> Marcell Menezes Galvão

Tesoureiro geral: Maurílio da Gama Viga

1º Tesoureiro: Lucilene de Araújo Menezes

1º Vogal: Daniela Paiva de Oliveira

2º Vogal: Lucas de Oliveira Bezerra

Publicado em Evandro Cordeiro

Na manhã desta sexta-feira (9) foi realizada, na sede da Câmara Municipal de Rio Branco, a eleição para escolha da nova mesa diretora.

Antonio Morais (PT) como presidente, Lene Petecão (PSD) como vice, Railson Correia (Podemos) como 1° secretario, Elzinha Mendonça como 2° secretário (PDT) e Raimundo Neném (PHS) como suplente.

Lene agradeceu votos recebido pelo colegas é disse que têm vários muitos sonhos, mas vamos priorizar alguns como a implantação da nossa sede própria

Conversei Vereadora Lene Petecão é eleita Vice- Presidenta da Câmara Municipal de Rio Branco para biênio 2019/ 2020 Na manhã desta sexta-feira (9) foi realizada, na sede da Câmara Municipal de Rio Branco, a eleição para escolha da nova mesa diretora.

Lene agradeceu votos recebido pelo colegas é disse que têm vários muitos sonhos, mas vamos priorizar alguns como a implantação da nossa sede própria Lene Petecão disse que está feliz por ter sido escolhida uma chapa plural, além de fortalecer seu compromisso de contribuir com a mesa diretora da Câmara.[bubble author="Lene Petecão" background="#FA8072" color="#000000" padding="10px" border="2" type="rounded"] “Essa mesa não é petista, é de todos, não me envergonho de compor essa chapa. Conversei com os servidores e recebi o apoio de todos”[/bubble]

Publicado em Evandro Cordeiro

A prefeita Socorro Neri (PSB) começa a colocar em prática seu projeto de reforma política cujo objetivo é transformar a prefeitura em uma máquina eficiente tecnicamente, colocando fim aos apadrinhamentos. Depois do presidente do Podemos, Erus Asfuri, na quarta-feira, 7, ontem foi a vez do PV levar sua primeira “facada”. Dos sete cargos quatro foram exonerados. A presidente do partido, Shirley Torres, garante que nem foi informada.

A reforma que a prefeita prometeu fazer deverá alcançar todos os partidos da Frente Popular, inclusive o PT. A operação, segundo a presidente Torres afirmou agora ao Blog do Evandro Cordeiro, põe fim de uma vez por todas à aliança Frente Popular. [bubble author="Shirley Torres" background="#ccc" color="" padding="10px" border="0" type=""]“Ela parece que está combinada com Gladsom para jogar os partido para ele. Acabando com a FPA”[/bubble] A essência dessa coligação, que durou 20 anos, era exatamente atender primeiros os cabos eleitorais, razão pela qual está causando estranheza aos dirigentes.

Publicado em Evandro Cordeiro

O Blog do Evandro Cordeiro publica na integra a carta de desfiliação do deputado Nei Amorim do Partido dos Trabalhadores. Ele sintetiza pelo documento sua longa passagem pelo partido e lembra que foi sempre fiel. Veja:

 

Ao Senhor André Kamay

Presidente da Executiva Regional do PT no Acre

 

CARTA DE DESFILIAÇÃO

 

Queridos amigos e queridas amigas...

Meu amado povo do Acre!

Caro Presidente do Partido dos Trabalhadores do Acre.

Tudo que começa na vida da gente, certamente um dia acaba, e então nós precisamos estar, suficientemente, preparados para isso.

Eu contava com 15 anos de idade. O ano era 1992. Meu pai foi candidato a vereador pela primeira vez. A Baixada era um lugar com muito poucas possibilidades para as famílias, mas lá tínhamos muitos amigos. Me lembro como hoje. Fizemos um encontro que reuniu mais de uma centena de pessoas. Aquilo, mais do que ato político, era o início de uma jornada de vida dedicada a uma causa.

No início, desejávamos apenas buscar benefícios simples para nossa comunidade, mas no final percebemos que tudo poderia resultar na transformação de vida de muitas pessoas, nas mais diferentes partes do nosso estado.

Os anos que se seguiram foram de luta, dedicação, suor e comprometimento com os que eram nossos líderes.

Várias foram as demonstrações de empenho de nossa parte. Percorremos todos os postos e todas as fases de participação na caminhada de crescimento do Partido dos Trabalhadores do PROJETO apresentado e que tinha um objetivo: o bem coletivo.

Fizemos de tudo. Pintamos camisetas e bandeiras, colamos cartazes, fixamos e pregamos placas, caminhamos por ruas e avenidas, desfilamos em carreatas, agitamos bandeiraços, enfim, nos entregamos, os empenhamos, apoiamos e defendemos as cores, as ideias e as pessoas.

Nossa maior e mais eloquente fidelidade foi colocada em primeiro lugar a todo o momento. Nunca! Absolutamente nunca faltou um mísero segundo sem que a defesa fiel de todos os princípios partidários fosse colocada acima de tudo.

Mas, como disse no início, tudo que começa, um dia acaba. E chegamos ao fim. Eu, Ney Amorim, deputado estadual de três mandatos, Presidente da Assembleia Legislativa, comunico minha desfiliação dos quadros do Partido dos Trabalhadores. Ciente de ter feito a minha parte na construção dessa história e de ter a liberdade democrática de caminhar na direção do que acredito.

Sempre disse que eu acredito que servir é o dever de um cidadão e de um cristão. Minha família e eu vamos estar sempre aqui, onde sempre estivemos, para servir ao maior número de pessoas possível.

A todos, deixo o meu abraço e minha gratidão por tudo que foi partilhado e vivido durante esses anos.

 

Atenciosamente,

 

Joziney Alves de Amorim

Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre

Publicado em Evandro Cordeiro

O deputado estadual Nei Amorim, que acaba de entregar a carta de desfiliação do PT, depois da confusão com Jorge Viana (PT) e toda a cúpula do partido na disputa pelo Senado, poderá ir para o PDT. Mais ainda: pela sigla deverá disputar a prefeitura de Rio Branco. A ideia de Amorim era pegar um partido pequeno, novo, mas o fim da legenda e consequente extinção de algumas siglas, ele acabará entrando para o PDT, presidido no Acre deputado estadual eleito Luiz Tchê, amigo de Nei Amorim daqueles mais chegados que irmãos, como diria o Rei Salomão. Amorim silenciou diante da insistência do Blog do Evandro Cordeiro. Tchê falou. Elogiou por demais o agora ex-petista e confirmou que o convite foi feito. A ideia é criar uma frente alternativa, uma vez que na oposição não há ambiente para o grupo, recém-saído da Frente Popular. O negócio, segundo Tchê, é “que ele acabou de desfiliar e ainda tem muita água para passar debaixo da ponte”. Pelo Tchê não foi desmentido. Falta o próprio Nei abrir a boca.

Publicado em Evandro Cordeiro

O prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros (PSDB), é todo alívio depois das eleições do último dia 7 de outubro, com a vitória da oposição de cabo a rabo. Ele acredita que, finalmente, os municípios vão ter um socorro, pelo menos em questões simples, como a ajuda que havia antigamente com combustível. O próprio Gedeon agradece a Deus por ter conseguido colocar sua prefeitura adimplente para, em caso de melhora dos governos estadual e federal, o município esteja apto a receber recursos. “Hoje eu preciso arrumar as ruas e melhorar ainda mais os ramais de nosso município. O resto a gente vem fazendo aos trancos e barrancos. Temos iluminação pública, estamos pagando em dias...”, diz o prefeito, só tomismo com a eleição de Gladson Cameli (PP) para governar o Acre e Jair Bolsonaro (PSL) para dirigir o Brasil. “Confio primeiro em Deus, depois no Gladson e principalmente no Rocha (vice-governador eleito), que é do meu partido, e no Bolsonaro. Acho que vamos melhorar nosso Brasil, nosso Acre e, claro, nosso município”, afirmou.     

Publicado em Evandro Cordeiro

 

O presidente do PSL, Pedro Valério, assina nota divulgada na noite desta quarta-feira, 7, por meio da qual informa não ter havido nenhuma conversa entre dirigentes e ex-candidatos pela sigla e o governador eleito, Gladson Cameli (PP). O informe tem como objetivo esclarecer o posicionamento de um de seus filiados que chama de “mais ilustres”, o advogado Valdir Perazzo Leite, autor de artigo publicado no Blog do Evandro Cordeiro (http://evandrocordeiro.com/item/2120-o-psl-partido-do-presidente-bolsonaro-deve-apoiar-o-governo-gladson) nesta mesma data através do qual sugere que o partido apoie o novo governador do Acre. Segundo a nota, esse é um posicionamento absolutamente particular do subscritor do artigo, não o pensamento dos demais dirigentes.

Pedro Valério explica que, no que pese a programática do PSL ser equivalente a do novo governo, um projeto conservador e liberal, o PSL jamais “pleiteou ou pleiteará” cargos no governo Gladson. Isso, segundo o dirigente, é uma atribuição absolutamente particular do governador e que o povo o deu o direito de formar sua equipe com muita independência. “Salientamos que nossa postura é de independência com compromisso único e exclusivo com os interesses dos acreanos, premiando a meritocracia sem qualquer víeis fisiológico”, conclui a nota.  

Publicado em Evandro Cordeiro

O ex-secretário de Estado Nil Figueiredo, do PT, que dirigiu Seaprof e Iteracre, preso em recente operação da Polícia Federal acusado de compra de votos na eleição do último dia 7, quando disputou para deputado estadual, foi jogado às traças pelos ex-companheiros. Foi essa reclamação que ouvi de um parente dele na Baixada da Sobral recentemente. Nil era mais conhecido no PT por ser diligente ao fazer as operações que os “engomadinhos” não faziam. Atleta de artes marciais, Figueiredo vem de família pobre da periferia, mas conquistou o governador Tião Viana (PT) exatamente pela simplicidade e pela vontade de vencer na vida. Saiu do ostracismo para o protagonismo de dirigir uma secretaria glamorosa como a Seaprof e o Interacre. Preso, virou um joão ninguém para os ex-companheiros, que o festejavam em momentos de vitória. Os votos dele, 2.161, devem ser cancelados e a recontagem deve, inclusive, derrubar um deputado do PT, provavelmente Daniel Zen, cuja cadeira deverá ser ocupada por alguém da oposição. Primeira suplente da coligação com maior sobre, Eliane Sinhasique (MDB) deve ser a beneficiada.       

Publicado em Evandro Cordeiro

O advogado Maurício Hohenberger, conhecido no Acre pelo estilo bon-vivant, mas também por ter disputado a última eleição para deputado estadual pelo PSL, mesmo não conseguindo se eleger, está internado no Pronto Socorro de Rio Branco desde a semana passada, informa um amigo dele. O motivo seria complicações do diabetes. Ele estaria sendo ameaçado, inclusive, de perder uma das pernas, segundo uma fonte do hospital. Mesmo internado há uma semana muitos amigos do causídico ainda não sabem. Maurício está no Acre há quase 20 anos e, além de advogar, foi Juiz Eleitoral. É, também, seresteiro famoso. Canta na noite e já chegou a gravar CD com músicas de baladas. Ex-oficial do Exército, mantém uma relação constante com “guerreiros” do 7º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC) e do 4º Batalhão de Infantaria de Selva (Bis).         

Publicado em Evandro Cordeiro

O senador eleito Marcio Bittar (MDB) lamentou profundamente a morte de seu sogro, o servidor do Exército Brasileiro aposentado, Paulo Espinosa, morto no último dia 3 de novembro aos cem anos de idade. Nascido no Mato Grosso do Sul, bem na fronteira com o Paraguai, seu Paulo deixa três filhas, Maria Eva, Marta e Márcia Espinosa, essa última esposa do senador Bittar, muito conhecida no Acre pelas participações fortes nas eleições do marido. Paulo era um velho frequentador do Acre, desde que a filha veio embora de vez para o Estado, após casar com Márcio Bittar, na década de 1990. “Ele adorava vir aqui”, diz o genro. Um grupo de mulheres ligadas a oposição no Acre se manifestou por meio de nota para dar os pêsames a Márcia Bittar.

Publicado em Evandro Cordeiro