Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
19 SP_SETEMBRO 2018

 

Muitos são os candidatos a deputado estadual nestas eleições. Alguns tem se destacado pela luta e a defesa do setor produtivo, onde atuam e conhecem bem as dificuldades. Um destes candidatos é Kilson Ribeiro, irmão do advogado Neto Ribeiro e sobrinho do ex-prefeito do Quinari, Celso Ribeiro.

A política e a pecuária estão no DNA dos Ribeiro, que tem como patriarca o pecuarista Osvaldo Ribeiro e no ex-deputado estadual Ilson Ribeiro, já falecido, mas notório no meio por ter sido o responsável pela moralização da Assembleia Legislativa na década de 1990, e Kilson não é diferente.

 “Não estou nessa apenas em busca de um mandato. Minha prioridade é realizar um extenso trabalho em prol da economia, através do setor produtivo, além da fiscalização da gestão do poder público. O meio rural sofreu demais nos últimos anos e precisamos de legisladores que defendam a causa do pequeno, do médio e do grande produtor rural, responsáveis pela parcela mais importante da economia do Acre”, destaca.

 

Leia mais ...
Publicado em Blog
19 SP_SETEMBRO 2018

A servidora da Assembleia Legislativa Andressa Cavalcante de Oliveira, que seria apoiadora da candidatura do deputado estadual Nei Amorim (PT) a senador da República, registrou um BO na 4 Delegacia de Polícia na tarde da última segunda-feira, 17, alegando ter sido ameaçada e difamada por um próprio “amigo” da Frente Popular, de nome Marcell Macedo, que apoiaria outro candidato a senador da mesma coligação. O fato ocorreu durante um ato político no Parque das Acácias e a reclamante disse aos policiais que se sentiu ameaçada quando o denunciado teria dito que “todo mundo que trabalha na Assembleia vai se f...”. O sujeito se referiria a operação Hefesto, por meio da qual a Polícia Federal tem prendido várias pessoas envolvidas num suposto esquema fraudulento envolvendo licitações na Assembleia Legislativa. O Blog teve acesso ao Boletim de Ocorrência.

Leia mais ...
Publicado em Blog
19 SP_SETEMBRO 2018

*  Fernando Lage e Valdir Perazzo

 

Há pessoas que nunca arriscam nada. Passam pela vida incólumes,  sem enfrentarem qualquer risco. Essas pessoas as encontramos na vida político-partidária,  na vida social, na vida profissional e nos negócios. Sempre se posicionando do lado mais cômodo, em que não implique risco algum. Poderíamos dizer que são aqueles que querem sempre se valer da “Lei de Gerson”. Sempre levando vantagem.

Lê-se no Evangelho de Marcos (8:31-33) que Jesus consciente de sua divina missão, para não apanhar seus discípulos de surpresa, antecipava que seria condenado à morte. E morte dolorosa, na cruz.  Pedro, como a maioria dos homens, que não querem correr riscos, chamou Jesus à parte para repreendê-lo.

Eis como esse diálogo entre Pedro e Jesus foi descrito pelo Evangelista: “E começou a ensinar-lhes que era necessário que o Filho do homem padecesse muito, fosse rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e pelos escribas, e fosse morto, mas ressuscitasse depois de três dias. E falava-lhes abertamente dessas coisas. Pedro, tomando-o à parte, começou repreendê-lo. Mas, voltando-se ele, olhou para os seus discípulos e repreendeu a Pedro: Afasta-te de mim, Satanás, porque teus sentimentos não são os de Deus, mas os dos homens”.

Se Jesus fosse ouvir os conselhos de Pedro, o mundo não teria sido agraciado com a mais doce mensagem de compaixão, sem igual. Jesus arriscou tudo! Arriscou a própria vida, como ato de amor supremo  e redentor de toda a humanidade.

Se São Paulo não tivesse corrido todos os riscos, com certeza, o Cristianismo que nos chegou, seria outro. Ou talvez nem tivesse chegado até nós. Por suas convicções inabaláveis, enfrentou todas as dificuldades possíveis e imagináveis.

Eis o que se extrai da II Carta aos Coríntios (11:23-27), quando o Apóstolo se compara com outros que se julgavam superiores : “... em açoites, mais do que eles; em prisões, muito muito mais; em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos”.

Por suas convicções inabaláveis na doutrina da Cruz, São Paulo correu todos os riscos. Viveu e morreu pela causa na qual acreditou: o Cristianismo. 

Mesmo os povos pagãos, tinham valores pelos quais eram capazes de lutar, inclusive com risco de vida. O filósofo Roger Scruton, em seu livro “Filosofia Verde”, para demonstrar que existem valores pelos quais vale a pena morrer, relata-nos situações vividas por prefeitos de cidades romanas sitiadas por inimigos terríveis, em que se dava preferência à destruição total da cidade, à uma rendição humilhante.

Do livro citado de Roger Scruton; “O prefeito de uma cidade romana sitiada pelos vândalos ou pelos hunos geralmente escolhia resistir em vez de se render, mesmo que o custo do fracasso fosse a destruição total, e o da rendição uma servidão negociada”.

Scruton conclui que não se deveria censurar a atitude de um prefeito que agisse dessa forma (não se rendendo), mesmo colocando em risco à vida de toda uma cidade. Não considera irracional esse modo de agir desses dirigentes do antigo mundo romano. Finaliza dizendo que, o Império Romano só durou porque instruía os seus cidadãos ao sacrifício”.

Jair Messias Bolsonaro encontra-se num leito de hospital. Foi covardemente atingido à facada  por um militante de esquerda. Bolsonaro, com convicção, assumiu a defesa do povo brasileiro contra um terrível inimigo: o comunismo.  Literalmente deu seu sangue por esta causa anticomunista.  O povo brasileiro compreendeu e se comoveu com a sua luta. Virou um mito! O Capitão de todos os brasileiros!

“E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”. 

“Brasil acima de tudo”. “Deus acima de todos”.

* Valdir Perazzo é advogado; Fernando Lage é MBA em Gestão Empresarial e Senador da República (Suplente)

Leia mais ...
Publicado em Blog
19 SP_SETEMBRO 2018

O senador Jorge Viana (PT) disse na TV Gazeta ontem que abdicou da aposentadoria de ex-governador. Ele foi imprensado pela minha colega jornalista Angélica Paiva sobre a famigerada pensão e arranjou a saída rápido, mas na mesma velocidade mudou de assunto. Antes, porém, afirmou que isso aconteceu quando ele prestou serviços para a empresa de aviação Helibras, que fabrica helicópteros, entre os anos de 2008 a 2010. Não há provas de que ele tenha deixado de receber o vultoso salário naquela época. O certo é que, no momento, ele consta na lista dos pensionistas do Estado com salário de R$ 30.471,11, segundo link a seguir do Transparência Acre. Veja: http://acessoainformacao.ac.gov.br/wps/wcm/connect/41dcc30046f0e20192f79b68727912b0/LAI-Pensionistas+Agosto2018.pdf?MOD=AJPERES  

Leia mais ...
Publicado em Blog
19 SP_SETEMBRO 2018

O ex-vereador Raimundo Vaz (PR), reconhecido até por colegas como um dos melhores que já passou pela Câmara Municipal de Rio Branco, está em busca de um outro horizonte nas eleições desse ano. Quer ser deputado estadual. Um dos poucos a vencer eleições no Acre com o mínimo de recursos possíveis, Vaz tem apelos bem populares para alcançar seus objetivos. Com razão usa mantras como “a força que vem do povo”. Morador do bairro Calafate, ondes nasceu, é lá onde se queixa ter uma sólida base e onde abiscoitou ao menos três mandatos de vereador, Vaz está com o quartel general da campanha no mesmo lugar. “Tenho ido para as ruas, mas é aqui onde recebo muitas pessoas que acreditam no meu estilo de fazer política”, diz ele, um dos poucos no Acre que tem moral para dizer que é uma força popular.

Leia mais ...
Publicado em Blog

Socialize