Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
14 SP_DEZEMBRO 2019

O Blog do Evandro Cordeiro, um dos mais lidos do Acre, estreia daqui a pouco seu novo layout. Está de cara nova, para ser mais direto. São três anos ajudando o acreano, principalmente aquele que gosta de política, a se atualizar. Sem medo de ser feliz, a gente faz o leitor viajar na notícia quentinha, nos prognósticos, e até na fofocada, porque não? Estamos vivendo um momento singular no trato com a informação. As pessoas gostam de saber - e rápido - das coisas. Pra janeiro tem mais novidade. Vem aí o repórter de vídeo. Tudo sob o comando da Larissa Cordeiro.

 

Leia mais ...
14 SP_DEZEMBRO 2019

 

O vereador João Marcos Luz (MDB) subiu à tribuna da Câmara Municipal nesta terça-feira, 10 de dezembro, para expor a sua indignação com a corrupção que ocorreu na Empresa Municipal de Urbanização (EMURB) para favorecer as campanhas do PT, afetando a população que sofre até os dias atuais com os problemas de infraestrutura na cidade. O emedebista comentou o assunto a partir da delação do ex-chefe do setor de almoxarifado na época de Jackson Marinheiro, Gerson Kennedy Costa e Silva, à Justiça, e disse que a Casa Legislativa poderia estar ajudando na investigação.

"Um jornal do Acre trouxe uma grande matéria referente a uma delação premiada do senhor Gérson sobre os escândalos que aconteceram em um breve passado da EMURB. A sociedade sabe das dificuldades que a empresa tem passado. É por conta da corrupção que houve no passado que não consegue desenvolver serviços de qualidade. As declarações do senhor Gerson foram ouvidas pelo Ministério Público e a Justiça. Se a Justiça concedeu é porque percebeu que tem informações importantes e esclarecedoras. É também porque querem que esses recursos públicos sejam retornados ao Município", ressaltou.

Em seu discurso, Luz trouxe uma trecho da delação de Gerson Kennedy Costa e Silva à Justiça divulgada pelo jornal acreano.

 

"Em um dos principais pontos da delação, o senhor Gérson diz que a corrupção na EMURB é um câncer, e é generalizada e, ainda segundo ele, a corrupção ocorre até hoje e que só cresce a cada dia. Foi no sentido, de acordo com ele, de que a corrupção lá é uma tradição. O MP já deixou muito claro que foram desviados ao menos R$ 20 milhões e que tem gente presa por isso. Só que a população espera muito mais. A matéria ainda diz que o dinheiro foi usado para as campanhas do PT de 2012 e 2014. Espero que a Justiça seja feita. Todos nós sabemos que tem que ter pessoas presas se esse cidadão tiver razão. A EMURB é uma empresa antiga que está no coração do rio-branquense. Não podemos ter pessoas que façam isso com recurso público. É inadmissível", frisou.

 

João Marcos Luz ainda lembrou que no início do ano legislativo entrou com requerimento para que a Casa Legislativa pudesse investigar as irregularidades nos contratos da EMURB.

 

"Quando propus queria que esta Casa ajudasse o MP e a Justiça. Nós entendemos que o dinheiro público sendo desviado e tudo o está acontecendo deixa as pessoas cabisbaixas. Acredito no MP e na Justiça. O delator informar que até hoje existe corrupção é muito grave. Nós poderíamos estar fazer alguma coisa, mas nosso requerimento foi derrubado após manobra", concluiu.

Leia mais ...
14 SP_DEZEMBRO 2019

Os servidores técnicos do Instituto Penitenciário do Acre, Iapen, querem ser tratados igual os agentes penitenciários, que agora viraram polícia penal. Eles alegam que trabalham no mesmo ambiente, tão insalubre quanto, entre outras justificativas. Por meio de artigo enviado ao Blog do Evandro Cordeiro, a presidente da Associação, Cátia Nascimento, explica à sociedade a necessidade de equilibrar a situação destes em relação aos agentes. Veja o que ela escreveu:

A POLÍCIA PENAL TEM SIDO CRIADA E REGULAMENTADA NO ESTADO DO ACRE, sem levar em consideração o trabalho desenvolvido pelos demais servidores do IAPEN que ingressaram no mesmo concurso que admitiu os colegas agentes penitenciários.

Para o bem comum é bom que fique claro: Não somos rivais dos nossos colegas, antes agentes penitenciários, agora políciais penais, ao contrário, somos pares e estamos a construir, coletivamente, a política penal no Estado do Acre desde 2008. Desta forma vimos exigir, ao legislativo e executivo, nossa participação nesta nova construção cujas mudanças afetarão nossa vida funcional na estrutura onde estamos inseridos enquanto gestão pública da administração indireta que passará para administração direta.

Nossas intenções diante do atual contexto é sair da invisibilidade que o exercício profissional dentro dos muros do cárcere exige e que, por questões éticas, não permite chegar a sociedade e autoridades competentes - visto que parecem considerar, tão somente, a atividade ostensiva dos agentes penitenciários.

Nós servidores públicos (psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, administradores, contadores, analistas de sistema, agrônomos, nutricionistas) e demais técnicos administrativos do IAPEN nos posicionamos para exigir respeito ao trabalho de grande relevância social que desenvolvemos. Uma atividade insalubre e perigosa, embora não estejamos sendo incluidos na legislação estadual que objetiva criar a polícia penal e mudar a lei orgânica que cria o IAPEN - nossas funções laborais são previstas no ordenamento jurídico brasileiro, em especial na lei de execuções penais/ LEP, dispositivo legal que parece estar sendo ignorado pelo executivo.

São onze anos de serviços prestados nos estabelecimentos prisionais e correlatos para o bom funcionamento da execução da pena nesta complexa engrenagem que movimenta a política penal no Brasil, em especial no Estado do Acre.

A criação de uma nova polícia é de interesse de toda sociedade, em especial uma polícia penal, visto que a população privada de liberdade um dia retornará à sociedade. Todavia, retornará em que condições? Se o trabalho passará a se concentrar somente em confinamento humano, coersão e vigilância.

Apelamos para o bom senso e inteligência dos gestores públicos. Seria coerente e justo ter garantido o direito e dever de contribuirmos na construção desta política que está em transformação, simplesmente, por sermos atores de diversas profissões que atuam no complexo campo da execução da pena. O encarceramento é fenômeno complexo e que precisa de diferentes olhares para ser compreendido e melhor manejado, considerando o retorno a vida extra muros e a necessidade de pensar em estratégias para o desencarceramento e inclusão social.

Trabalhamos na instrução processual, na assistência e avaliação tanto de presos, quanto de agentes penitenciários, além de contribuir com todos os processos e procedimentos administrativos, compras e licitações, gestão de pessoas, etc.

Os profissionais policiais penais exercem atividade fim, nós realizamos atividade meio e, juntos, compomos e construímos o IAPEN e não iremos desaparecer ou desintegrar, no espaço e tempo, por estar fora da nova legislação, visto que nossas funções continuarão sendo imprescindíveis e necessárias.

EXERCEMOS NOSSAS ATIVIDADES NO MESMO AMBIENTE PERICULOSO, INSALUBRE E PENOSO; PARA O MESMO PÚBLICO: PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE! EGRESSOS E SEUS FAMILIARES. TEMOS A MESMA FINALIDADE: A GARANTIA DA ORDEM E DO BEM COMUM. PERTENCEMOS AO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA , POR MÉRITO CONQUISTADO DE FORMA CONSTITUCIONAL, VIA CONCURSO PÚBLICO.

 

ATENCIOSAMENTE,
CÁTIA B NASCIMENTO
PRESIDENTE DO SINDSAI/AC

Psicóloga, servidora pública do IAPEN/AC.

Leia mais ...
14 SP_DEZEMBRO 2019

14EA57CC C089 44AB 8460 409F61040039

22B19F9B AB04 498F A69B AE050EB997DC  

O Acre é campeão nacional de uma das competições mais importantes disputadas no Brasil, a Olimpíada de Língua Portuguesa. A escola Humberto Soares da Costa foi a vencedora e a premiação será entregue na noite desta terça-feira, 10, com transmissão ao vivo pelo canal Futura. No comando de uma das pastas mais tranquilas do governo Gladson Cameli, o secretário de Educação, Mauro Sérgio Cruz, amanheceu o dia festejando o laureo dos meninos do Acre. Mauro disse ao Blog que vai agradecer pessoalmente a professora Ynaiara Moura e os alunos vencedores Raele Brito, Elois Eduardo e Thomaz Menezes. O professor Mauro, além de bom gestor, tem tido muita sorte. O universo tem conspirando em favor da sua pasta, que nenhuma queixa produziu nesse novo governo.

Leia mais ...
14 SP_DEZEMBRO 2019

1A6EAC5C 449C 43E3 9A4C A55CE8E72D0D

O advogado Jr Feitosa agora é, oficialmente, o pré-candidato a prefeito de Tarauacá, pelo MDB. O partido realizou no último sábado uma festa sem tamanho para receber o causídico. Prestigiaram o ato ninguém menos que Flaviano Melo e Jessica Sales, dois deputados federais da sigla, além do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, da mulher dele, Antônia Sales, deputada estadual, assim como dirigentes históricos, entre os quais Aldemir Lopes. O ato, resumindo, foi do tamanho dos sonhos do Júnior Feitosa, que deixou Tarauacá para estudar e agora volta advogado e com chance de virar prefeito.

Leia mais ...