Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
18 SP_DEZEMBRO 2017

Poucos casais da política no Acre se revelam mais apaixonados do que Marcia Bittar e Marcio Bittar. Eles se chamam de “amor da minha vida”. Formam um par tão cúmplice de dar inveja a Napoleão e Josefina, Tarcísio Meira e Gloria Menezes, Nabor e Darci Teles, quiçá. Convidada a falar sobre o marido aqui no Blog do Evandro Cordeiro, a presidente do Solidariedade cria todo um cenário. “Espera que vou jantar primeiro, porque não posso falar do meu marido assim, de improviso, a queima-roupa. Ele é um homem bom, importante”, afirma a apaixonada Marcia. Candidato a senador pela oposição, a esposa tem razão ao falar com cuidado sobre Marcio Bittar, do PMDB. Ele não é um qualquer na política. Tem ao menos 38 anos de militância, onde iniciou como militante ao Partido Comunista, no final da década de 1970, e 29 anos de casamento com ela. Conquistou um mandato de deputado estadual e dois de federal, sempre entre os mais votados. Disciplinado, quase sempre sisudo, Marcia revela o lado mole do parceiro: “Ele amolece com um carinho dos meninos”. E mais: “Foi meu babá quando eu pari os três filhos. Ele que trocava fralda”. Veja o restante da entrevista:       

 

 

Blog – A senhora é muita ligada na vida política e pessoal do seu marido, ajuda nas campanhas, mas como é o Marcio Bittar em casa, como marido, pai..?

Marcia Bittar – Sim. Sou de fato muito ligada na vida dele, tanto que toda vida ajudei a coordenar as campanhas dele. Somos muito ligados e faço tudo com muita dedicação porque sempre valeu a pena. Ele é um homem muito responsável e dedicado ao que faz.  Gosto de estar perto dele, porque é um homem muito disciplinado. Fico perto sempre, errando e acertando com ele. O Marcio é um homem muito trabalhador, é um marido carinhoso, muito romântico. Ele canta para mim, acredita? Ele ajuda nas tarefas domésticas, me ajuda a cozinhar. Sempre corta as verduras. Ele adora fazer churrasco, também. Para se ter uma idéia, o Marcio foi o babá dos meninos quando eles nasceram. Ele que trocava fralda, essas tarefas. É um homem durão, mas de coração mole ao mesmo tempo. Basta um carinho dos meninos e ele se derrete – Marcia se refere aos filhos João Paulo, Julia e Paula.  

Blog – Quando iniciou de fato a carreira política do Marcio Bittar?

Marcia Bittar – Quando eu conheci ele, ele já fazia política há muito tempo. Ele foi presidente da União Estudantil Campograndense. Foi o Marcio que assinou minha carteira de estudante para eu usufruir da meia passagem. Lembra que ele trouxe essa lei da meia passagem para o Acre e conseguiu aprovar ela na Assembleia Legislativa, quando era deputado estadual? Pois é. Mas depois ele veio para a fazenda, trabalhar com o pai, seu Mamédio, ali perto de Sena Madureira. Foi naquele período que casamos. Ele faz política há 38.

Blog - Como o Marcio conseguiu cuidar da fazenda e ser político ao mesmo tempo?

Marcia Bittar – Ah, ele é muito disciplinado em tudo o que faz. É um homem muito inteligente. Para você ter uma idéia, ele trabalhava na fazenda e estudava o segundo grau, mas devido as dificuldades, só conseguiu terminar quando virou deputado estadual. E a faculdade ele só conseguiu quando se elegeu deputado federal. Mas enfim...conseguiu.     

Blog – A senhora ainda pensa em disputar a eleição ou vai só ajudar na campanha do marido?

Marcia Bittar – Olha só. Não digo que nunca disputarei, mas nessas eleições não passa pela nossa cabeça. Quero cuidar do meu partido, o SOLIDARIEDADE, cuidar da nossa chapa. Temos uma candidata a deputada federal, a doutora Vanda Milani, temos uma chapa de estadual que eu preciso cuidar. E também estou muito dedicada à candidatura do meu marido a senador. Estou muito empolgada e envolvida. Acho que a campanha vai ser vitoriosa. Vamos nos dedicar também a candidatura majoritária, a de governador.        

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_DEZEMBRO 2017

 

A Procuradora de Justiça Vanda Milani foi apresentada em evento ocorrido na manhã desta quinta-feira, 23, no Resort Hotel, como a pré-candidata a deputada federal pelo SOLIDARIEDADE. Quem apresentou ela primeiro foi o presidente nacional do partido, Paulinho da Força, reforçado depois pela presidente estadual do partido, Marcia Bittar, e por outras figuras da oposição presentes ao ato, entre elas o senador Gladson Cameli (PP), pré-candidato ao Governo, e Marcio Bittar (PMDB), pré-candidato ao Senado.

Suplente de deputada federal da atual legislatura, Vanda Milani foi a surpresa da eleição de 2014. Em 2018, o trabalho da família e dos muitos grupos de amigos é para alcançar o objetivo final. “Estamos nos preparando para levar a mamãe à Câmara Federal. Estamos tentando não repetir os erros da campanha passada”, garante o filho Israel Milani. Em seu discurso durante o ato, prestigiado por uma quantidade significativa de pessoas importantes, a procuradora falou sobre o descrédito da política e deixou uma fala curiosa: “Tenho a vida resolvida, minha família resolvida, meus três filhos são médicos, por isso acredito me encaixar no perfil daquilo que o eleitor quer”.        

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_DEZEMBRO 2017

 

A suplente de deputada federal Vanda Milani se filia nesta quinta-feira à noite no SOLIDARIEDADE. O ato está marcado para o Resort Hotel, a partir das 7hs30 da manhã. O presidente nacional do partido, Paulinho da Força, vem prestigiar a nova filiada, que é procuradora de Justiça do Ministério Público Estadual. A presidente do partido no Acre, Marcia Bittar, está distribuindo, pessoalmente, os convites para o evento.  

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_DEZEMBRO 2017

O ex-deputado estadual Jamyl Asfury, que ainda é filiado ao PEN, agora chamado de Patriotas, está decidido a disputar as eleições para deputado federal, embora não conte mais com a benção da Igreja Batista do Bosque. Agora incerto é o partido pelo qual deverá ir ás urnas. Esses dias ele foi formalmente convidado pelo presidente do PTN, Francimar Asfury, o “homem selfie”, seu primo, para se filiar em ser logo apresentado na Frente Popular como o federal da sigla. A reunião aconteceu na sala do secretário de Saúde do Estado, Gemil Júnior, que deve ser candidato a deputado estadual pelo PTN. Mas Jamyl vai acabar mesmo fechando com o grupo do ex-deputado federal Marcio Bittar, onde estão, além do PMDB, Solidariedade, PTB e PPS. Jamyl só não iria para o PMDB.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_DEZEMBRO 2017

 

O ex-deputado estadual e delegado de polícia aposentado, Walter Prado, reapareceu com um novo look, pelo qual imita o cantor Belchior, mesmo involuntariamente. E agora irônico! Disse, por exemplo, que o governo do Acre vive seu momento de vergonha ao perder a guerra para uma bandidagem que usa sandália de borracha. “Você já viu bandido de facção que não tem um sapato para calçar. Essas facções aqui do Acre são comandada por esses pobres coitados que usam sandália de borracha. Líder de facção usa carro importado. E o governo ainda está perdendo a guerra”, disse ao Blog.

Walter Prado diz que queria ter a oportunidade de ficar seis meses à frente da Secretaria de Segurança para resolver “essa pouca vergonha”, que é, segundo ele, um bocado de bandidos pé de chinelo mandando no Acre. “Vocês não lembram dos arrastões que eu fazia¿ Pois é. Como é que você não varre a bandidagem se tu sai andando em bloco pegando todo mundo¿”, diz ele. Walter reaparece por dois prováveis motivos: está cem por cento de saúde, depois de enfrentar um câncer, e pretende disputar as eleições para deputado estadual em 2018. Já tem até partido, o SOLIDARIEDADE.     

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P

Socialize