Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
18 SP_JULHO 2018

A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) lamentou profundamente o fato de o Governo ter promovido um aumento de apenas R$ 200 mil para o orçamento da Polícia Militar em 2018, conforme a LDO. “Justo a polícia ostensiva, que combate o crime de frente”, questionou a parlamentar. A rigor, em 20 anos de governo petista, a Assembleia Legislativa nunca sentiu o gostinho de modificar uma LDO. Numa ocasião o então deputado João Correia (PMDB), chateado com o agachamento do Legislativa, chegou a chamar a “casa do povo” de “Casa de licenciosidade”. Nenhuma legislatura, de Jorge Viana a Tião Viana, conseguiu ser independente. O governo aprova qualquer coisa que envia à casa. Não seria diferente em 2017.  

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

Poucos casais da política no Acre se revelam mais apaixonados do que Marcia Bittar e Marcio Bittar. Eles se chamam de “amor da minha vida”. Formam um par tão cúmplice de dar inveja a Napoleão e Josefina, Tarcísio Meira e Gloria Menezes, Nabor e Darci Teles, quiçá. Convidada a falar sobre o marido aqui no Blog do Evandro Cordeiro, a presidente do Solidariedade cria todo um cenário. “Espera que vou jantar primeiro, porque não posso falar do meu marido assim, de improviso, a queima-roupa. Ele é um homem bom, importante”, afirma a apaixonada Marcia. Candidato a senador pela oposição, a esposa tem razão ao falar com cuidado sobre Marcio Bittar, do PMDB. Ele não é um qualquer na política. Tem ao menos 38 anos de militância, onde iniciou como militante ao Partido Comunista, no final da década de 1970, e 29 anos de casamento com ela. Conquistou um mandato de deputado estadual e dois de federal, sempre entre os mais votados. Disciplinado, quase sempre sisudo, Marcia revela o lado mole do parceiro: “Ele amolece com um carinho dos meninos”. E mais: “Foi meu babá quando eu pari os três filhos. Ele que trocava fralda”. Veja o restante da entrevista:       

 

 

Blog – A senhora é muita ligada na vida política e pessoal do seu marido, ajuda nas campanhas, mas como é o Marcio Bittar em casa, como marido, pai..?

Marcia Bittar – Sim. Sou de fato muito ligada na vida dele, tanto que toda vida ajudei a coordenar as campanhas dele. Somos muito ligados e faço tudo com muita dedicação porque sempre valeu a pena. Ele é um homem muito responsável e dedicado ao que faz.  Gosto de estar perto dele, porque é um homem muito disciplinado. Fico perto sempre, errando e acertando com ele. O Marcio é um homem muito trabalhador, é um marido carinhoso, muito romântico. Ele canta para mim, acredita? Ele ajuda nas tarefas domésticas, me ajuda a cozinhar. Sempre corta as verduras. Ele adora fazer churrasco, também. Para se ter uma idéia, o Marcio foi o babá dos meninos quando eles nasceram. Ele que trocava fralda, essas tarefas. É um homem durão, mas de coração mole ao mesmo tempo. Basta um carinho dos meninos e ele se derrete – Marcia se refere aos filhos João Paulo, Julia e Paula.  

Blog – Quando iniciou de fato a carreira política do Marcio Bittar?

Marcia Bittar – Quando eu conheci ele, ele já fazia política há muito tempo. Ele foi presidente da União Estudantil Campograndense. Foi o Marcio que assinou minha carteira de estudante para eu usufruir da meia passagem. Lembra que ele trouxe essa lei da meia passagem para o Acre e conseguiu aprovar ela na Assembleia Legislativa, quando era deputado estadual? Pois é. Mas depois ele veio para a fazenda, trabalhar com o pai, seu Mamédio, ali perto de Sena Madureira. Foi naquele período que casamos. Ele faz política há 38.

Blog - Como o Marcio conseguiu cuidar da fazenda e ser político ao mesmo tempo?

Marcia Bittar – Ah, ele é muito disciplinado em tudo o que faz. É um homem muito inteligente. Para você ter uma idéia, ele trabalhava na fazenda e estudava o segundo grau, mas devido as dificuldades, só conseguiu terminar quando virou deputado estadual. E a faculdade ele só conseguiu quando se elegeu deputado federal. Mas enfim...conseguiu.     

Blog – A senhora ainda pensa em disputar a eleição ou vai só ajudar na campanha do marido?

Marcia Bittar – Olha só. Não digo que nunca disputarei, mas nessas eleições não passa pela nossa cabeça. Quero cuidar do meu partido, o SOLIDARIEDADE, cuidar da nossa chapa. Temos uma candidata a deputada federal, a doutora Vanda Milani, temos uma chapa de estadual que eu preciso cuidar. E também estou muito dedicada à candidatura do meu marido a senador. Estou muito empolgada e envolvida. Acho que a campanha vai ser vitoriosa. Vamos nos dedicar também a candidatura majoritária, a de governador.        

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

Segundo o prefeito, os 50% anteriores do décimo terceiro foi pago nos dias 19 e 20 de Setembro de 2017, que aqueceu a festa do Festival do Milho.

“Agora, dia 08 de Dezembro, como de costume em nossa gestão, justo para aquecer o Novenário da cidade, vamos dar mais uma aquecida na economia local, pagando o restante do 13° salário aos servidores comissionados e efetivos da Administração, Finanças, Planejamento, Agricultura, Gabinetes, Obras, Saúde, Assistência Social, e dia 20 Dezembro, pagaremos todo 13º da Educação”. Afirmou o prefeito.

Mesmo com os compromissos em dias, e questionado pela população por causa do Banco Bradesco, “responsável” pelo movimento financeiro dos servidores da prefeitura que por falta de gerencia, não cumpre com suas obrigações no município, deixando faltar dinheiro nos pontos de atendimento, o prefeito soltou o verbo.

“É lamentável que uma notícia de pagamento perca a importância por consequência do Bradesco. Todos os meses, antecipamos o pagamento dos servidores e informamos com antecedência, já recebi o gerente em meu Gabinete e disse que não seria mais tolerante, inclusive deu suas explicações na Câmara Municipal e na Rádio local”. Desabafou.

A Câmara de vereadores, também manifestou repúdio ao sistema bancário em Porto Walter que ainda é precário e dificulta a movimentação financeira da cidade.

Já os comerciantes do município acrescentam a ausência de gerentes que não permanecem no município.

Na terça-feira (05/12), o Secretário de Gabinete da Prefeitura foi ao posto de atendimento do Bradesco em Porto Walter e não encontrou o gerente para entregar o ofício de envio do 13º salário. (Assessoria)

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

O PMDB do Acre acaba de reafirmar seu compromisso com a unidade da oposição por meio de nota divulgada agora há pouco, após reunião da executiva, ocorrida na sede do partido, na avenida Antônio da Rocha Viana, inclusive com a presença do deputado federal Flaviano Melo e do pré-candidato a senador, Marcio Bittar. “A união das forças políticas é essencial para a nossa vitória”, diz trecho da nota. Veja a íntegra do documento assinado pela executiva:

NOTA

O PMDB do Acre reafirma seu apoio integral à pré-candidatura do senador Galdson Cameli (PP) ao Governo do Acre.

O vigor deste apoio aumenta na medida em que crescem as chamas de unidade no campo da oposição.

A unidade das forças políticas é essencial para nossa vitória e o PMDB reconhece que esta evoluiu, mas ainda não está completa. E precisamos concluí-la, sem o açodamento da pressa.

Conforme o acordado entre os partidos de oposição (vice em 2018), o PMDB contribuirá para a superação das dificuldades para a construção da chapa majoritária que garanta a unidade e a vitória nas urnas.

Flaviano Melo

Presidente

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_JULHO 2018

O pré-candidato a senador Marcio Bittar (PMDB), ex-deputado federal, disse que o governador Tião Viana (PT) só pode estar de pilhéria ao colocar a culpa pela violência no Acre ao governo Temer (PMDB). A reação de Bittar veio depois do lançamento da candidatura a vice-governador do secretário de Segurança do Estado, Emylson Farias (PDT), na manhã desta terça-feira, 28, em Rio Branco. Para se antecipar às críticas em relação ao nome de Farias, comandante da pasta mais desastrada do Governo, o governador e outros líderes da Frente Popular dispararam elogios ao setor ou fizeram como o próprio Viana, que lançou todo o problema da matança e dos asslatos a mão armada no Acre no lombo do atual presidente do País.

Segundo Marcio Bittar, os culpados pela violência no Acre não são outros senão o governador Tião Viana e seu secretário de Segurança, Emylsaon Farias. “Eles, que são da esquerda, é que acham que os bandidos são vítimas da sociedade. Eles é que não investiram nesse setor. São eles que inventaram o apito como alternativa para enxotar bandidos. Como agora vem colocar a culpa no governo Temer?”, questionou Bittar.

A chapa do Frente Popular, com Marcus Alexandre e Emylson Farias, foi, na verdade, comemorada por parte da oposição, que a considera frágil. Para Bittar não seria diferente. Principalmente o vice representa a matança que ocorre no Acre onde não há um dia que não amanheça ou anoiteça um cadáver estendido no chão.          

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P

Socialize