Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
23 SP_JULHO 2018

Sem ter como apresentar novidade, por estar no poder há 20 anos, a Frente Popular pensou na ideia de apresentar seu candidato a governador, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, como o líder do “Novo PT”. Após reunião ocorrida semana passada, os partidos aliados do Governo decidiram “afastar”, ao menos pela imprensa, figuras antigas do Partido dos Trabalhadores da candidatura de Alexandre, para não “contamina-lo com a parte desgastada da sigla”. A estratégia virou piada nas redes sociais e na boca do vereador N Lima (PP). “Piada sem graça de quem não tem mais o que prometer, depois de 20 anos no poder”, disse o parlamentar ao Blog do Evandro Cordeiro.   

Ainda segundo N. Lima, essa foi a forma mais “descarada” que o PT encontrou para tentar enganar a população na campanha desse ano, frente ao desgaste de 20 anos e de muito relaxamento com a coisa pública. “Já enganaram todo mundo com essa história de florestania e agora inventam essa de ‘novo PT’ para tentar ludibriar o eleitor, que parece, finalmente, estar esperto para os golpes desse partido que virou lama podre”, diz o parlamentar.  

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
23 SP_JULHO 2018

O senador Jorge Viana (PT) disse ontem no Senado que seu irmão, o governador do Acre, Tião Viana (PT), é um exemplo para o Brasil no combate ao crime organizado e irritou o vereador N. Lima (sem partido), que é oficial da Polícia Militar. “Ele está brincando com a nossa consciência, só pode”, reagiu o vereador, que lamentou inclusive pelas mortes que aconteciam ontem enquanto o senador Jorge fazia seu discurso no Senado. Lima avisou: “Quem quiser continuar fazendo esse tipo de senvergonhice, pode fazer, mas não vão ficar impune. Nós vamos denunciar. Não vão nos calar”.    

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
23 SP_JULHO 2018

O vereador N Lima (sem partido) disse estar incomodado com tantos buracos na cidade de Rio Branco, com o caso de corrupção na prefeitura, onde quase toda a diretoria da Emurb foi presa, mas que a imprensa não divulga, problemas ignorados pelo prefeito da capital, Marcus Alexandre, do PT. “Mas o que mais incomoda é que, ao invés de resolver essas coisas, responder pela corrupção na Emurb e tapar buracos, o prefeito não para de fazer campanha para o governo”. Lima se refere as últimas agendas de Alexandre, inclusive fora de Rio Branco, na sua franca pré-campanha para a disputa do Governo do Estado, dirigindo um rolo-compressor do Partido dos Trabalhadores, que usa Estado, prefeituras e Aleac para tentar permanecer no poder.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
23 SP_JULHO 2018

 

O vereador N Lima, ainda sem partido, desde que deixou o DEM, disse que pode até se filiar no PEN, ou Patriotas, como vai ser chamada a sigla a partir de agora, mas impõe uma condição: “Que todo sujeito que apoiou o PT deixe o partido”. Para Lima, o PEN pode até vir para a oposição, mas não pode trazer “qualquer coisa” em suas fileiras.

O parlamentar é fã do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), que provavelmente disputará as eleições pelo Patriotas, razão pela qual não podem estar na sigla gente que viveu “amasiada” com o PT, a antítese de Bolsonaro. No Acre o Patriotas é presidido pelo ex-deputado estadual Jamyl Asfury.  

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
23 SP_JULHO 2018

Nascido na periferia de Rio Branco, mais precisamente no bairro Palheiral, em 1982, o administrador de empresas João Marcos Luz pode virar vereador ano que vem. A menos que seja azarento. É que Luz é primeiro-suplente de Roberto Duarte Júnior (PMDB), cotado para ser vice de Gladson Cameli (PP), pré-candidato a governador, além de ser franco favorito a se eleger deputado estadual, e do vereador N. Lima (sem partido), que disputará as eleições para deputado federal. Não é possível que um dos dois não ganhe, ou até os dois. Caso dê tudo certo, então o ex-ofice-boy que virou gerente da empresa de ônibus Real Norte materializa o sonho de ser político, embalado desde que teve a chance de debruçar-se na alça do caixão do governador Edmundo Pinto, morto em 1992, cujo funeral ocorreu sob forte clamor. “Naquele dia, depois de enfrentar uma fila, consegui chegar até o cachão. Ali, com dez anos de idade, decidi: vou ser político”, conta João.

Com 1.313 votos conquistados ano passado na quarta vez em que disputava uma eleição, o caçula dos quatro irmãos da humilde família do seu Valdir, taxista, já falecido, e da dona Marlúcia Luz, virou primeira opção na Câmara Municipal de Rio Branco. Enquanto a cadeira não esvazia para João sentar, o que pode acontecer ano que vem, se tudo conspirar a favor, ele vai fazendo seu trabalho de “Vigilante das ruas”, vasculhando Rio Branco ouvindo pessoas e mostrando os problemas da cidade pelas redes sociais. Esse trabalho ele faz para o gabinete da deputada Eliane Sinhasique, do PMDB, mesmo partido pelo qual disputou a eleição ano passado.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P

Socialize