Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
18 SP_FEVEREIRO 2018

A ex-vereadora e professora universitária Nabiha Bestene, mãe do médico Márcio Bestene Coury, morto há um ano na tragédia aérea que ceifou quase todo o time da Chapecoense, disse ao Blog que “saudade não tem data”, ao lembrar do filho. “Todos os dias desde a a tragédia eu lembrei do meu filho. Sinto muita pelas minhas netas e nora. A dor não para nunca”, diz ela.

Marcio Bestene morreu aos 44 anos, depois de realizar o sonho de trabalhar no esporte. Ele era o médico do clube. Antes, porém, se formou em engenharia eletrônica, sem nunca esquecer o sonho de um dias estudar medicina esportiva para trabalhar naquilo com o qual sonhava desde garoto. “Quando ele jogava com os meninos da idade dele, ali na Habitasa, ele já liderava o grupo e já falava em viver do esporte”, diz a mãe, Nabiha.

O médico morto no acidente com o avião da Lamia é sobrinho do ex-deputado José Bestene e antes de cursar medicina ainda trabalhou como engenheiro eletrônico na TV Acre, afiliada da Rede Globo no Acre. No dia de viajar para a Colômbia, ele ligou para o tio, Bestene, e o convidou para ir ao jogo. “Ele convidou o Bestene e o Samir, primo dele, para que eles fossem à Colômbia. Ele adorava esse tio dele”, conta a mãe.

Em Chapecó, Santa Catarina, esses dias não faltaram homenagens as vítimas da tragédia. No Acre, a mãe e os parentes lamentam a morte prematura do médico, cujo sonho maior era um dia integrar a equipe médica da seleção brasileira. “E pela força de vontade dele ele ia realizar esse sonho”, conta Nabiha ao Blog do Evandro Cordeiro.   

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_FEVEREIRO 2018

A condução coercitiva do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), feita pela Polícia Federal, por meio da qual ele depôs sobre as obras suspeitas da BR-364, onde há indícios de corrupção, fez com que o PT colocasse seu exército das redes sociais para achar um culpado. E eles acharam: a oposição. Choveu pancadaria contra líderes como o senador Gladson Cameli (PP), por exemplo, acusado de “estar por trás” das operações da PF.

O presidente do PP, ex-deputado José Bestene, reagiu aos ataques, afirmando que a oposição não exerce nenhuma influência sobre a Polícia Federal, muito menos sobre a Justiça. “Essa operação pegou até mesmo a oposição de surpresa”, afirmou o líder. O problema do PT e da ex-direção do Deracre é com a polícia e não com a oposição. “Com a oposição eles vão se enfrentar em 2018”, diz o experiente presidente pepista Bestene.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_FEVEREIRO 2018

Atormentado por números de pesquisas para consumo interno, que mostram a realidade sobre seu governo e o quadro tenebroso para a Frente Popular em relação as eleições 2018, o governador Tião Viana (PT) começa a tresvaliar. Ele acha que o senador Gladson Cameli (PP) vai desistir da candidatura a governador. “Isso é puro desespero”, reage o presidente do PP, ex-deputado José Bestene, espécie de conselheiro do pré-candidato. “A chance de eu desistir é nenhuma”, me disse esses dias um Cameli, super animado com a campanha que se aproxima e, principalmente, com os números de consumo interno de pesquisas bem recentes. Ontem tentei convencer Gladson Cameli a responder o governador. Ele não quis. “Não quero polemizar com esse povo, amigo”, disse.  

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_FEVEREIRO 2018

 

Os dirigentes do DEM Paulo Ximenes, Frank Lima, Waltinho e Raphael Bastor Júnior, juntos com José Bestene, do PP, Pádua Bruzugu, do PMDB, Aldenor Fernandes, Souzinha e Carlito Cavalcanti, pelo PPS, Valdete Souza, do PMN, Correinha e Edson Bittar, do PSDB, pastores Bezerrinha e Reginaldo, do PSD, entre outros mais discretos dirigentes formam um dos melhores times de bastidores de todos os tempos da oposição. E isso é um outro ponto favorável para 2018.

Mas o destaque hoje é do Paulo Ximenes, elogiado pelo deputado federal Alan Rick (DEM) pela insistência para que deixasse o governo e viesse para a oposição. “Ele sabe trabalhar nos bastidores”, disse Alan.

Se não subir à cabeça, a oposição corre risco de ganhar o governo em 2018, sobretudo, pelo time que constrói as alianças nos bastidores. Os partidos mais improváveis estão em franca conversa com esse grupo para, na hora certa, deixarem o governo e assumir o arco de apoio em torno da pré-candidatura do senador Gladson Cameli (PP) ao governo do Acre.   

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
18 SP_FEVEREIRO 2018

O PP é um dos partidos que mais tem recebido novos filiados. Na lista alguns ilustres, mas muitas figuras interessantes.

A última de sexta-feira, 18, o vereador Zico, que se elegeu pelo PRP no Bujari. O novo progressista adiantou ao Blog do Evandro Cordeiro: vem mais lideranças da Frente Popular para a oposição, principalmente quando se aproximar das eleições 2018. “Lá do Bujari mesmo vem mais gente com mandato”, afirmou o vereador, que sempre foi ligado à família do ex-prefeito João Edvaldo Teles, o Padeiro.

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P

Socialize