Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
21 SP_JULHO 2018

A Assembleia Legislativa do Acre anda sendo gabada por alguns de seus membros por ter servido para a apresentação de 160 projetos em 2017. Mas para quem serviu mesmo? Ajudaram a diminuir o analfabetismo? Alguns deles, pelo menos, tiveram função de atar a munheca mole do governador, habilidosa com a caneta na mão para aplacar a sede por cargos de aliados e de adversários que se levantam para extorquir? Essa casa fiscalizou alguma coisa? Impôs ao Governo nem que seja uma derrota quando este mandou para o plenário seus projetos mais interesseiros possíveis? Não?! Então não venha com chorumelos, eleitor, contribuinte! Aplauda as nobres excelências, sem reclamar.  

Essa “casa do povo” só se mantém em atividade porque uma maioria de seus componentes se elege às custas do dispêndio. Este poder só existe de araque. Não fosse um ou outro falastrão, a “augusta residência” nem discutia alguns temas de relevância para a sociedade. A base do Governo, ih, detesta ter que ir à tribuna defender um tema, ainda que seja uma vez aqui, outra acolá. Uma vez na vida, outra na morte. Ou seja: aquele espetáculo da peça de publicidade exaltando as realizações, dizendo que a casa representou isso e aquilo, sé apenas peça de publicidade. E os anos se passam e ninguém questiona. Sabe por que? Simples: as benesses do Estado só são alcançadas se o beneficiário circular bem em ambas as esferas. É um jogo de interesse só e dele alguns se locupletam com às custas do infeliz trabalhador, que paga uma carga de impostos. Nada beneficia o povão. Mas, aqui entre nós, esse povão merece a casa legislativa que tem.

Em 2018 vem ai uma eleição e muitos membros dessa “corte” dispendiosa, perdulária, devem ser “castigados” com a derrota, mas não porque a inapetência será julgada. As derrotas são impostas quase sempre por outro fator, o da estratégia da campanha, baseada em gastos. E a próxima “fornada” de “parlantes” não vai resolver nadinha, não vai mudar esse quadro perverso, desestimulante. Pelo contrário. Vai ser o mesmo do mesmo. A relação desses poderes, seja o Governo que for, continuará sendo criminosa porque a máquina pública virou um círculo vicioso, dominado por uma mesma casta, da qual o povo não livrará tão cedo. O Brasil e o Acre parecem ter sido afetados pela síndrome de Estocolmo, aquela em que a vítima se apaixona pelo seu algoz. Então tanto faz como tanto fez. Nem adianta reclamar.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
21 SP_JULHO 2018

 

A proposta de dar uma oportunidade a alguns suplentes para ajudar a Frente Popular nas eleições de 2018 voltou a ser cogitada nesta terça-feira, 8. Henry Nogueira, primeiro suplente do PDT, e que está na secretaria de Pequenos Negócios, Neném do Bando do Brasil, além do advogado Jeckson Dutra, poderiam assumir por alguns meses. “Tudo em nome da unidade da Frente para as eleições do ano que vem”, diz a fonte do Blog. Os três citados foram bem votados em 2014.

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
21 SP_JULHO 2018

 

Um dos maiores imitadores do Acre, conhecido no meio artístico como Sílvio Santos, quer porque quer uma cadeira na Assembleia Legislativa, a partir de 2019. “Vou ser deputado estadual e lá não quero fazer imitação. Lá vou ser Weverton, preocupado com as pessoas de nosso Estado, cansadas de eleger parlamentares apenas para se locupletarem”, diz ele, se referindo a seu nome de batismo, Weverton Oliveira. Sílvio, que imita bem o dono do SBT, já tem partido. Filiou-se no Solidariedade, cuja presidente no Acre é a Marcia Bittar. E o imitador avisa mais: “Brincadeira tem hora. Lá na Assembleia não é ligar de palhaçada, nem de imitação”.

 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
21 SP_JULHO 2018

O deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB) foi elevado à categoria mais próxima de um guru indiano, o Fachir, e duas a menos que o maior deles, o Baba. É verdade. O parlamentar é adepto dessa cultura indiana e faz viagens regulares ao País para consultar seus gurus. No Acre, Gonzaga frequenta a União do Vegetal.

Luiz Gonzaga está no quarto mandato de deputado estadual e é o crítico mais ácido das obras da BR-364, quando o serviço era ainda de responsabilidade do PT e mesmo agora com a oposição. 

Nos próximos dias um Baba fará uma visita ao Acre e será prestigiado por Gonzaga e por outro seguidor firme da crença, o segundo homem mais forte da política no município de Capixaba, o Celsinho, para onde o líder espiritual vai.  

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
21 SP_JULHO 2018

Não vai ser a ida do secretário de Obras, Átila Pinheiro, à Assembleia Legislativa, explicar sobre obras paradas, que vai resolver a situação de tantos elefantes brancos espalhados pelo Estado. Depois que ele deixar o prédio do legislativo, as obras do Huerb, pro exemplo, vão continuar paradas, como estão há anos. Sem contar dezenas de outras construções. O governador Tião Viana (PT) só vem conseguindo dinheiro para fazer política, gastando uma grana preta com suas caravanas, e pagar a folha. 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P

Socialize