Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
Blog do Evandro Cordeiro

O presidente do Solidariedade no Acre, médico e secretário de Meio Ambiente do Governo, Israel Milani, acaba de desmentir o militante Marcos Fernandes, que denunciou pelo Blog do Evandro Cordeiro ter sido expulso da sigla por discordar da mãe do presidente, a deputada federal Vanda Milani. “Esse rapaz nunca foi expulso do partido. Ele foi convidado a se retirar do grupo de whatssap da executiva estadual porque ficava supostamente vazando informações sigilosas. Apenas”, afirmou o presidente Milani. O vice-presidente do partido, advogado Landrius Muniz, também ligou para confirmar a versão do presidente Israel. “Esses rapaz só tem tumultuado nosso partido”, disse. Segundo os dois dirigentes, Marcos Fernandes continua inclusive filiado no SD.

Publicado em Blog

A executiva nacional do Solidariedade não chancelou a expulsão do militante acreano Marcos Fernandes, decisão tomada no Acre pelo presidente Israel Milani. O próprio Marcos é quem dá a notícia apresentando documento por meio do qual a direção nacional o mantém entre os filiados. Essa polêmica entre o militante e a executiva estadual se arrasta desde o início do ano. Um membro do partido chegou a enviar ao Blog do Evandro Cordeiro, por meio do whatssap o motivo da contenda. É que Marcos estaria apenas interessado em um cargo no governo. Ele nega e mostra que o contexto é outro, com base na recente decisão da direção nacional. Com a palavra, outra vez, a direção do local do SD. O militante informou ao Blog, ainda, que o presidente do partido no Acre precisará se retratar pelos danos morais que lhe causou, caso contrário será levado ao conselho de ética do partido.

Publicado em Blog

A Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour  (FEM), com o apoio da Associação dos Artistas Plásticos do Acre (AAPA), realiza neste sábado, 15 de junho, às 19hs, a abertura da exposição das obras Memórias da Revolução Acreana, do artista plástico Jorge Rivasplata, na Biblioteca da Floresta.  As obras selecionadas retratam uma parte histórica do conflito  armado  entre Brasil e Bolívia, no início do século passado, pelo domínio  das terras bolivianas que hoje pertencem  ao Acre.

O presidente da FEM, Manoel Pedro, disse que a exposição é uma forma de presentear o Estado pelos seus 57 anos, como também homenagear o artista plástico Rivasplata.

“Estas telas refletem a memória da Revolução Acreana, será uma viagem ao tempo, um resgate na história do Acre, e a Fundação de Cultura e Comunicação apoiará muitas outras exposições, ainda a serem realizadas com as obras do Rivasplata”, disse Manoel Pedro.

Segundo o presidente da AAPA, Glicério Gomes, o artista é um sonhador e tem projetos audaciosos. Um deles é abrir uma escola, uma faculdade de Belas Artes. “A bola está em campo. Quem sabe ele consiga fazer um gol, antes que ele passe a ser somente uma história?”, diz Glicélio Gomes.

Os quadros apresentam fatos e personagens da história do Acre, ao todo são vinte obras de Rivasplata, em óleo sobre tela, que integram a coleção dos principais fatos e personagens da história do Estado e reforçam a identidade do povo. As obras originais são emolduradas em madeira de lei, entalhadas à mão.

Essas obras se tornaram importantes no resgate da autoestima da população acreana. É este o ponto que foi explorado, pois esta era a forma mais sutil de ser aceito. “O acreano tem na sua identidade uma marca de luta, resistência e defesa do Acre que permaneceu por toda sua história e começa exatamente na Revolução Acreana”, destaca o artista.

Em meados de 1903 terminou a disputa pelas terras até então pertencentes à Bolívia tendo como principal articulador José Plácido de Castro com a ajuda de moradores residentes que lutaram por suas terras.  A revolução chegou ao fim com a assinatura do Tratado de Petrópolis, tendo a Bolívia cedido o território ao Brasil.

A exposição estará disponível ao público de segunda a sexta-feira no horário de 8h às 12h e das 14h às 18h, e ficará exposta até o dia 06 de Agosto.

Publicado em Blog

Como já era esperado, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) não acatou, no relatório apresentado na quinta-feira (13), na Comissão Especial que analisa a PEC 6/2019 (Reforma da Previdência), a emenda que propunha, para os policiais civis e demais profissionais de segurança pública, a isonomia com os militares.

O parecer mantém a proposta original do governo: os policiais civis, agentes penitenciários e socioeducativos, entre outras categorias, só poderão se aposentar a partir dos 55 anos, enquanto os policiais militares e bombeiros terão o mesmo tratamento dado aos integrantes das Forças Armadas, cujos benefícios previdenciários não foram alterados.

Embora o parecer tenha melhorado a situação para os trabalhadores em geral, no caso dos policiais civis houve um grande retrocesso, com graves consequências para a segurança pública do país.

Para o presidente da FEPOLNORTE (Federação dos Policiais Civis da Região Norte), Itamir Lima, os policiais civis do país estão enfrentando um ‘jogo desleal’ e de grande desrespeito com a categoria.

“Estamos fazendo tudo no âmbito político, com argumentos técnicos, dados importantes para quem tem compromisso com a segurança pública. Mas tirando algumas exceções, o que temos assistido é um jogo desleal com os policiais do Brasil. Fomos enganados pelo Governo Federal e estamos sendo desrespeitados pelo parlamento. Bandido não escolhe distintivo ou a cor da farda, mas parece que o Presidente Bolsonaro, sim. Merecemos dignidade, respeito e iremos lutar por isso”, destacou Itamir.

Publicado em Blog

O governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), parece encerrar em definitivo um período de intimidação a servidor público. Ninguém foi pressionado para não ir à greve desta sexta-feira, 14, convocada em todo o Brasil, e nem cortará ponto ou ordenará qualquer retaliação contra quem aderir ao movimento. "Todo mundo sabe que esse não é o perfil do governador. Ele é democrata na essência", afirmou ao Blog do Evandro Cordeiro a secretaria de Comunicação, jornalista Silvânia Pinheiro.

Publicado em Blog

A greve geral convocada pela esquerda brasileira em forma de protesto contra a reforma da previdência foi iniciada aqui no Acre agora há pouco. Um grupo de pessoas já conhecidas está reunido na praça central de Rio Branco, com um caminhão de som e cartazes com clichês contra o presidente Bolsonaro. O ex-vereador Marcelo Juca disse que a reforma não tira privilégios. "Pelo contrário. As classes mais baixas vão continuar pagando o preço", afirmou.

Publicado em Blog
Página 1 de 7

Socialize