Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
Blog do Evandro Cordeiro

O govenador Tião Viana (PT) estaria irritado com a troca de farpas entre dois de seus homens de confiança, os jornalistas Leonildo Rosas e Tião Maia. Os dois tem divergências pessoais e estão expondo pelas redes sociais o contratempo. A troca de acusação baixou ao nível de randevu e o governador estaria chateado, a ponte de pensar em demissão ou coisa que o valha. Segundo a fonte do Blog, Viana teria dito que não bastasse os problemas de ordem financeira e de segurança, com 20 cadáveres espichados no chão nos dez primeiros dias do ano, ainda aparecer uma inconveniência dessa natureza ai seria azar demais para o final de seu já massacrado Governo.

Publicado em Blog

Para se defender dos ataques de petistas nas redes, aqueles que recebem do Governo para passar o dia agredindo as pessoas, por apoiar a Reforma da Previdência, Marcio Bittar (PMDB), pré-candidato a Senador, disse o seguinte, via Blog: “O PT está morrendo de inveja porque a Reforma está sendo feita. Lula e Dilma se elegeram prometendo a reforma e preferiram a politicagem, atender a interesses para se manterem no poder, a fazer a reforma. Por isso eu apoio, sim, a reforma, sobretudo, porque ela vai estabelecer que nenhum aposentado ganhe mais de 5 mil, inclusive os ex-governadores. Os petistas são hipócritas”.  

Marcio Bittar disse mais: “Em Brasília, como senador, vou fazer de tudo para mudar a lei criada muito mais para atender as ONGs, o que o PT sabe fazer bem, e que ferram os agricultores e pecuaristas do País, com multas que superam os valores das propriedades. Ora, interessante, a lei diz que eu só posso desmatar 20%, mas o Governo cobra imposto sobre toda a área. Se eu só posso desmatar 20% como tenho que pagar por toda a área. É isso que vou questionar como senador e convencer meus pares a mudar a regra. Vamos mudar essa lei toda. O Brasil precisa progredir”.

Sobre o Código Penal, Marcio Bittar garante que fará uma campanha em Brasília para que seja feita uma reforma urgente. “Vou brigar pela prisão perpetua e aumento urgente da maioridade penal. Nós não suportamos mais tanta violência, enquanto o PT e toda a esquerda ficam colocando culpa na própria sociedade pela existência dos bandidos. Eles dizem que o criminoso é uma vítima da sociedade. Isso é retrógrado, ridículo. Vamos mudar isso como senador, se Deus quiser”, afirmou ao Blog do Evandro Cordeiro.      

Publicado em Blog

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, pré-candidato a governador do Acre pelo PT, paga por ano mais de R$ 23 milhões só com cargos comissionados e por esses dias andou nomeando mais gente, o que irritou o vereador Roberto Duarte (PMDB). “Esse é o voto de cabresto, para se manter no poder a qualquer custo”. Ao Blog do Evandro Cordeiro Duarte disse mais o seguinte...  

Blog – O prefeito de Rio Branco e pré-candidato a governador do Acre pelo PT, Marcus Alexandre, paga mais de R$ 23 milhões só a cargos comissionados. O município suporta uma conta dessas?

 

Roberto Duarte - Quanto aos comissionados, todos nós sabemos que os governos do PT investem tão somente no voto de cabresto, quanto mais gente eles mantem, mais votos estão garantidos. A prioridade deles não é gerir o Estado ou o Município, mas somente se manter no poder. Enquanto a saúde está um caos, a cidade está cheia de lixo e buracos, eles continuam contratando cargos comissionados.

Blog – Vereador onde foram parar os radares de Rio Branco?

 

Roberto Duarte - Infelizmente, no Estado do Acre o Governo e a Prefeitura usurpam a competência um do outro em vários seguimentos, confundindo a população quando questionam sobre seus benefícios. Segundo o que apurei, os radares que deveriam ser de competência do município, são geridos pelo Governo através do Detran, e segundo eles, estão retirando os radares velhos para investir em radares com tecnologia mais avançada. Um questionamento que farei em breve é sobre o número de acidentes ocorridos nos locais que os radares estavam instalados no período que ficaram desativados. Não podemos aceitar que eles instalem radares somente com o intuito de arrecadar dos condutores de veículos.

Publicado em Blog

O presidente da Associação de Cabos Eleitorais do Acre, Josimar Tavares, disse hoje de manhã ao Blog do Evandro Cordeiro que ninguém vai levar tombo de político velhaco nas eleições desse ano. E explicou como se dará a precaução: “Estamos com uma lista de circulação apenas interna para mostrar aos nossos associados quem são os velhacos de sempre. Cairá quem quiser cair”.

Algum possível golpe em cabos eleitorais será novidade a partir desse ano, porque os políticos conhecidos foram passados numa peneira. “Todos os nossos associados já sabem quem são os ruins pagadores. Só entrarão em ciladas se quiserem. Agora se dos novatos pintar algum picareta ai nós não teremos culpa porque não temos bola de cristal”, disse o presidente Josimar, um experiente animador de campanhas eleitorais no Acre.

Publicado em Blog

O prefeito de Porto Acre, Bené Damasceno (PROS), está usando e abusando de sua experiência política (Já foi presidente da Câmara Municipal de Rio Branco e da Assembleia Legislativa) para administrar o município. Além do bom desempenho administrativo – não é à toa que as pesquisas apontam a primeira derrota da oposição na região desde o surgimento da Frente Popular – o prefeito criou uma relação extraordinária com a Câmara Municipal. Não teria um vereador sequer com bagagem para criticar sua gestão.

Consta que o prefeito Bené chamou a todos os vereadores para um “bate papo” e nem mesmo os mais valentes da oposição conseguiram dizer não para a experiente “raposa” da política acreana. A troca de gentilezas qual foi ninguém sabe dizer exatamente, mas todos garantem que não foi nada ruim para ambas as partes, porque ele comanda as três cidades do município de forma bem alossé, sem aquela velha perturbação de parlamentar.

Publicado em Blog

O Blog teve acesso a informações sobre a doença que definha o ex-goleiro e ex-delgado de polícia Ilzomar Pontes do Rosário, mas preferiu falar primeiro com membros da família dele, que autorizou a publicação. Inclusive utilizaremos o texto do familiar. Veja seguir:   

Bom dia. Avisando a todos que o nosso colega Ilzomar, atualmente morando no Pará, encontra-se muito doente. Há cinco meses ele foi diagnosticado com ELA (esclerose lateral amiotrófica). A doença veio de uma forma extremamente agressora e ele em 05 meses emagreceu 24 quilos, estando atualmente com 50 quilos. Ele já não consegue comer, tomar banho sozinho, estando usando cadeiras de rodas. Ele está totalmente dependente da esposa dele. Ontem, ele passou mal, com problemas respiratório e foi levado para a UTI, sendo entubado e estando em coma induzindo, respirando somente com ventilação artificial. Hoje, vão fazer uma traqueostomia e uma gastrotomia nele. Os Médicos acreditam que ele não sobreviva até o final de janeiro. É uma situação muito triste, ele fez 59 anos, dia 1o de janeiro. Ele não queria que os amigos do Acre ficassem sabendo, pois não queria se expor, acho que com vergonha e não querendo que a gente ficasse com pena dele. A Aurinete, esposa dele, autorizou que eu contasse tudo a vocês, pois eu pedi isso a ela, com a intenção de pedir a vocês, colegas, que orem por ele. Ilzomar sempre foi muito bacana com todos nós. Eu poderia dizer aqui que ele não merecia um fim desse, mas isso só cabe a Deus decidir e a nós aceitarmos. Peço então que orem por ele, pela esposa dele e familiares, para que Deus os conforte e dê forças a todos para suportarem esse momento. Assim que descobriu a doença, ele decidiu que iria morrer no Pará. Então oremos por ele!

Publicado em Blog

A primeira semana de 2018 terminou com 11 assassinatos, bem acima de média de 2017, quando 480 pessoas foram executadas. Enquanto isso o atual governador, Tião Viana, e seu pré-candidato a governador, Marcus Alexandre, prefeito de Rio Branco, ambos do PT, só pensam na eleição de outubro. Pior: o pré-candidato a vice de Marcus, Emylson Farias, que é secretário de Segurança e filiado ao PDT, escolha pessoal de Tião, também não anunciou até agora nenhuma medida para conter essa escalada da violência. O questionamento foi feito hoje de manhã pelo deputado estadual Nelson Sales (PP).

Segundo o parlamentar, “pior que tudo isso”, é que o Governo ainda tenta mascarar dados, não divulgando o número de assaltos e roubos de carros e motos. Um soldado da PM disse ao Blog semana passada que são pelo menos dez roubos de veículos todos os dias. “Esse militar tem razão. A gente já sabia disso. Eu cheguei a denunciar esses dados numa rádio”, diz o deputado. A inércia do Estado deixa a população a mercê da bandidagem, enquanto a equipe do governo não pensa noutra coisa, senão na eleição. “O projeto deles virou projeto apenas de poder. Enquanto isso toda noite é a mesma história: mortes!”, diz.  

Publicado em Blog

A pré-candidatura a senador do reitor da Ufac, Minoru Kinpara, não deverá mais seguir “solteira”. O partido dele, o Rede, da ex-ministra Marina Silva, poderá se coligar com o PRTB, que tem pré-candidato a governador no Acre, o jovem locutor Lyra Xapuri. As conversas seguem firme entre Xapuri e Carlos Gomes, o ex-candidato a prefeito de Rio Branco pelo Redes, que está em Londres fazendo um curso com mais outros 19 brasileiros, sobre administração e combate a corrupção.

“Nós estamos conversando faz dias e um acordo será bem possível”, afirma Xapuri, que garante ao Rede, além do candidato ao Senado, a vaga de vice. “Eles apontam o vice, também”, assegura. Quanto ao ex-candidato a prefeito Carlos Gomes, seu futuro já está decidido: “Disputo para federal”, afirmou ele ao Blog.      

Publicado em Blog

Pouca gente sabe que donos de padarias e de cerâmicas no Acre precisam importar lenha do Estado de Rondônia para usar em seus fornos e fazendeiros precisam comprar estacas também dos vizinhos. Mas é fato. Há dados, inclusive, nos postos de contenção do fisco estadual. O empresário Fernando Lage sabe o que significa isso. “É fruto da política de esquerda que serve a ONGs internacionais e com isso engessam a economia do Acre, deixando o Estado preso a economia do cheque-salário, mantendo as pessoas presas pelo beiço, politicamente”, afirma Lage.

Fernando Lage lidera um grupo de empresários que faz campanha em favor de um modelo econômico que deu certo em países de primeiro mundo, o liberalismo econômico, por meio do qual a economia é “entregue” a quem sabe fazer economia, aos empresários. “Quando o governo intervêm em tudo, como faz o PT, a economia fica igual a nossa, atada, em que ninguém cresce”, critica o empresário, que deverá colocar seu projeto de liberalismo econômico à prova nas urnas, na eleição deste ano. Lage deverá disputar as eleições para senador em um grupo onde estão Democratas, Patriotas e Livres.

Enquanto o acre patina na economia do contracheque, deixando o povo preso politicamente ao PT, com todo mundo sonhando em ter um “carguinho” no Governo ou na prefeitura da capital, onde o prefeito se rebola para acomodar inclusive “lideranças” comunitárias, preocupado com a disputa pelo Governo, Rondônia terminou 2017 como a décima economia do País. O vizinho é o destaque do Norte do Brasil, com um PIB que cresceu nada menos que 1,4% enquanto o Acre aparece com PIB negativo, - 0,3%, segundo dados divulgados pelo banco Santander. “São dados reais que nos deixa tristes, porque o nosso Estado se preocupa muito mais com a eleição do que com a próxima geração”, afirma Lage, que já foi um dos maiores empregadores do Acre.    

Publicado em Blog

Os líderes indígenas Sabá Manchinery e Manoel Kaxinawá vão fazer uma dobradinha na eleição desse ano. O primeiro disputa para deputado federal e o outro para estadual. Eles ainda não sabem por qual partido oficializarão suas candidaturas, mas ambos são críticos fortes da Frente Popular e do PT, mas andam chateados também com a oposição. Sabá, por exemplo, tem feito críticas diárias a lideranças da oposição, a quem acusa de “pensar no próprio umbigo”. Ao Blog ele disse que não sabe, “sinceramente”, em qual sigla se alojará para brigar pela cadeira em Brasília. Sabá seguia o PMDB e chegou a ser cotado para a Funai nacional, mas acabou esquecido, segundo ele mesmo acusa.    

Publicado em Blog

BANNER PP P

Socialize