Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
Blog do Evandro Cordeiro

A prefeitura de Rio Branco não faz grande obras desde a saída do prefeito Raimundo Angelim (PT), mas as poucas e pequenas que fez são de péssima qualidade. A quadra do conjunto Carandá, Raimundo Vidal de Sousa, na Baixada da Sobral, é um exemplo. Não tem seis meses ainda que foi construída e inaugurada, mas já está impraticável. Os moradores mandaram uma série de fotos e a reclamação: não tem como jogar bola. “Além da falta de luz, tem matagal, bandidagem a noite e o piso está rachado”, mandou dizer um morador. Mais tarde posto as demais fotos.

Publicado em Blog

A briga do empresário Jarbas Soster com o Governo não é política, é a mesma que está sendo travada por outros inúmeros donos de empresas, há quase dez anos. Por isso a oposição nem comemore, senão o desgaste – e muito pouco, porque a administração petista do Acre nem tem mais o que desgastar. Sobre a briga é assim: Tião Viana (PT) não paga eles faz muito tempo, mas em curso estar uma operação em andamento que é o seguinte: um grupo ligado ao prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), pré-candidato a governador pelo PT, está procurando esses empresários e dando a garantia, tipo “você desiste de cobrar o Tião Viana, mas nos ajude que o Marcus vai pagar”. Então, os empresários, me disse um deles ligado a uma grande igreja, preferem acreditar na promessa do Marcus de que tentar uma aventura com a oposição. O problema desses empresários é sobreviver até lá, porque ao menos cinco já morreram e outros foram acometidos por derrame. E a economia, como vai¿ Bem, a economia vai sendo a do contra-cheque, onde só quem ganha é a Romera e a Casa da Sogra.

Publicado em Blog

O PT sempre soube usar o poder que tem para se manter no poder, mas ultimamente eles andam abusando. Essa semana, por exemplo, o Governo realizou um evento para a entrega de títulos de terrenos, aliás já denunciado pela oposição por se tratar de títulos falsos, que depois de algum tempo não servem para nada, mas quem fez a entrega às pessoas "humildes", que ganham a "identidade" da terra para usar no banco, foi o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT). Que coincidência! Marcus é o candidato do PT a governador do Acre. Só não foimaior a surpresa porque o alcaide, ao invés de tapar os buracos da cidade, está em plena campanha eleitoral, inclusive em agendas pelo interior. Mas é aquele negócio: qualquer governo usaria o poder para tentar se manter no poder. Não é porque é o PT não. Os petistas só são um pouco mais abusados por acreditar na impunidade, pelo menos aqui no Acre, ainda, onde mandam em tudo, inlcusive em parte do Judiciário.    

Publicado em Blog

O vereador Teio Tessinari (PP), presidente da Câmara de Vereadores de Capixaba, foi acusado pelos próprios colegas de trabalho de estar acumulando salários sem trabalhar. O Blog explica melhor, com base em e-mail enviado por um grupo de servidores da secretaria de Saúde do município: Teio é parlamentar e funcionário da saúde, mas só trabalha – e pouco – como vereador. Mas dizem os “amigos” dele que no final do mês a “baba” dos dois trabalhos cai na conta, chova ou faça sol. Com essa informação vindo a público, além de servidores, o prefeito da cidade, Zé Augusto, que também é do PP, corre o risco de ser cobrado esses dias pelos próprios vereadores aliados. É que Teio teria uma porção de cargos na prefeitura, é altamente prestigiado pela oposição no Acre, mas é o representante número um, no município, do pré-candidato a senador pelo PT, deputado estadual Nei Amorim, mesmo a oposição tendo dois pré-candidatos ao Senado – Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (PMDB). Ou seja: vem confusão política em Capixaba pelas próximas longas horas, entre outras coisas porque, segundo a Constituição Federal, em seu artigo 37, inciso VX, ele pode até votar no senador do PT, mas receber os dois salários, não pode!

Publicado em Blog
A direção estadual do PT organizou uma agenda de lançamento dos comitês populares, que inicia no dia 15 de janeiro, em Rio Branco, e um grande ato no dia 24, data marcada para o júri, em trânsito no TRF4, em Porto Alegre (RS).
 
Cesário Braga, secretário de organização do PT, falou da importância deste ato. “Presenciamos um triste momento para a democracia. Uma caçada implacável e injustificável, ou justificada pelo medo, com objetivo de impedir que o maior expoente da política brasileira seja candidato a presidente. Pergunto, se o PT fez tão mal para o Brasil, como dizem os adversários políticos, qual o óbice em ter Lula como candidato e permitir que as urnas demostrarem tal tese? Lula foi o melhor presidente da historia do Brasil, eu sei disso e o povo também sabe, caso candidato é praticamente certo que se elegerá presidente.  Eles sabem disso, por isso tentam vetar a entrada de Lula no processo democrático a qualquer custo.” 
 
O segundo vice-presidente estadual da sigla, Eugenio Pacelli, no Acre serão inaugurados cinco comitês populares em defesa da democracia e da vontade popular de ter Lula como candidato a presidente, um em cada regional do Acre.  “Os movimentos populares, comunitários e o povo querem Lula no processo democrático de 2018, os comitês são a expressão plena desse desejo”, afirmou o vice presidente.
 
O primeiro comitê será inaugurado em Rio Branco, no dia 15 de janeiro às 17 horas, na sede do Diretório Regional, localizada na rua Equador, próximo a quadra do Habitasa. O ato do dia 24 de janeiro está marcado para as 8 horas na Praça da Revolução.
Publicado em Blog

Na recente divulgação do Centro de Liderança Pública (CPL), que mede o ranking de competitividade dos estados federados, o setor de segurança pública do Acre foi considerado 8º pior do Brasil. Mesmo assim, a Secretaria de Estado de Polícia Civil, soltou uma nota nesta quinta-feira (11) afirmando que a pontuação está acima da média nacional, e que a segurança daqui é a 19ª melhor do país.

O Ranking de Gestão e Competitividade dos Estados feito pelo Centro de Liderança Pública (CPL) usa pesquisa da Tendências Consultoria e da Economist Intelligence (Unit) como forma de medir os indicadores. Essa ferramenta analisa a capacidade competitiva dos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Vale ressaltar que 2017 foi o ano mais violento da história do Acre, com saldo de mais de 482 assassinatos.

A pesquisa, segundo a cúpula de segurança pública, revela que o Acre obteve um patamar de avaliação positivo com relação à média nacional de competitividade que é de 47,9. Um dos indicadores avaliado na pesquisa que “elevou” o Acre foi justamente a Segurança Pública, que recebeu uma nota 91,9 enquanto que a média brasileira seria de 46,2.
Dados técnicos e mais aprofundados da pesquisa não foram divulgados.

Fonte: Folha do Acre

Publicado em Blog

O Tesouro Nacional divulgou nesta quinta (11) balanço informando que 18 estados solicitaram a renegociação das dívidas com a União, no valor total de R$ 458,9 bilhões. Os pedidos foram todos aprovados. Nas contas do Tesouro, isso deverá resultar em uma redução potencial no fluxo de pagamentos da dívida com a União de R$ 44,7 bilhões de julho de 2016 e junho deste ano.

Os estados que solicitaram a renegociação foram Acre, Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Todos eles terão a dívida alongada em 240 meses.

A renegociação se dá no âmbito da Lei Complementar nº 156/2016, resultado do Acordo Federativo celebrado entre a União e os estados em 20 de junho de 2016.

Além do alongamento de dívidas com a União referentes a duas leis anteriores (9.496/97 e 8.727/93), a nova lei complementar prevê a renegociação de linhas de crédito com recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e a adesão ao Novo Programa de Apoio à Reestruturação e ao Ajuste fiscal dos Estados (PAF). O prazo legal para o alongamento das dívidas com a União e de linhas de crédito com recursos do BNDES terminou em 23 de dezembro.

No âmbito da Lei 9.496/97, em contrapartida ao alongamento da dívida com a União, a lei complementar previu que os estados instituíssem um teto para as despesas primárias correntes por dois anos. Segundo o Tesouro, todos os 18 que solicitaram a renegociação, num valor total de R$ 458,9 bilhões, publicaram lei de teto de gastos. Já no âmbito da Lei 8.727/93, apenas Goiás solicitou o alongamento de sua dívida de R$ 4,9 bilhões.

Em relação ao alongamento das dívidas com o BNDES, também 18 estados fizeram o pedido, somando 88 contratos no valor de R$ 14,9 bilhões. Os estados foram Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Ainda segundo o Tesouro, apenas o Distrito Federal, Amazonas e Roraima não aderiram ao Novo PAF, programa que busca promover a transparência por meio da convergência dos compromissos e metas para os padrões da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

Agência Brasil

Publicado em Blog

Uma das maiores promessas da juventude do PSDB nos últimos tempos, o agente penitenciário e modelo Renê Fontes pode estar de saída do ninho tucano. Destino dele: PTB. Não teria nenhuma mágoa do partido dirigido pelo deputado federal Major Rocha. A saída seria meramente estratégia política. No PTB René teria algo em torno de cem vezes mais chances de brigar por uma cadeira na Assembleia Legislativa nas eleições desse ano. O partido de publicitária bonitona Charlene Lima deverá se unir a PPS e Solidariedade, numa chapa onde ninguém tem mandato e com chances naturais de eleger ao menos dois deputados, no que Renê Fontes estaria de olho.

Publicado em Blog

O vereador Toin Abílio, do PMDB de Porto Acre, mandou avisar ao Blog do Evandro Cordeiro que ele mesmo não se vendeu para o prefeito Bené Damasceno (PROS), como foi noticiado. Outro parlamentar portoacrense que também descartou a possibilidade de estar apoiando o prefeito, ao menos como sua base, é Célio Nogueira, do PEN. Os dois disseram que estão de olho em Bené para denunciá-lo caso seja preciso. “Fui eleito para fiscalizar o prefeito e vou exercer meu papel”, afirmou Abílio. Os dois vereadores disseram que se alguém de vendeu na “casa do povo” a negociação passou longe de ambos.   

Publicado em Blog

O presidente da igreja Assembleia de Deus de Rio Branco, pastor Luiz Gonzaga de Lima, confirmou agora há pouco ao Blog do Evandro Cordeiro o desligamento da Convenção Nacional de São Paulo, cujo presidente é o pastor José Weliton Júnior, filho do ex-presidente. “O mais provável, agora, é que nós fiquemos na Convenção da Assembleia de Deus de Belém”, informou.

O desligamento da convenção estadual, cujo presidente é o pastor Pedro Abreu de Lima, também está confirmado. Foi homologado em assembleia geral no culto desta terça-feira, 9, na sede da igreja, na rua Antônio da Rocha Viana o decisão que já havia sido tomada no sábado à noite, na reunião do ministério, da qual participa o staf da igreja, segundo Gonzaga.

Ao anunciar o desligamento, Luiz Gonzaga diz que se trata apenas da igreja de Rio Branco, ficando a critério de pastores presidentes de campo tomarem suas decisões. Em relação a questão política, ele foi enfático: “a chance de ter qualquer questão política ebvolvida nisso é zero”, afirmou o líder assembleano, que agora se filiará na convenção de Belém da qual é presidente o pastor Samuel Câmara.    

Publicado em Blog

BANNER PP P

Socialize