Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
Blog do Evandro Cordeiro

O debate sobre quem deverá ser o vice na chapa de governo da oposição, onde na cabeça estará provavelmente o senador Gladson Cameli (PP), pode terminar mais cedo do que se imagina. São muitas as razões para isso, mas uma é a mais curiosa, as vagas de suplentes dos dois prováveis candidatos ao Senado, Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (PMDB), ambos com chance de vitória. Assim, os grupos dos deputados federais Alan Rick (de chegada no DEM) e Major Rocha (PSDB), diretamente interessados na vice, podem se entender mais rapidamente. Já se fala, inclusive, nos bastidores, no nome da irmã do Major, minha colega jornalista Mara Rocha, como uma das opções. No caso de Bittar, essa suplência seria assunto exclusivo do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB).

Publicado em Blog

 

O senador Sérgio Petecão (PSD) elogiou esses dias o comportamento do senador Gladson Cameli (PP) como favorito na disputa pelo governo do Acre e avalia que todo cuidado é pouco com o nome do senador e com a escolha do vice. “Nas andanças pelo Estado a gente fica cada vez mais certo de que a vez é do Gladson. As pessoas gostam dele e vão votar nele para governador. Não tem pesquisa mentirosa que mude o quadro”, diz o senador.

Petecão esteve esses dias no Juruá em caravana da oposição e disse que Gladson Cameli se comporta muito bem ao se manter distante da disputa para ser seu vice. “Ele se mantém corretamente ao se distanciar da discussão. E nós precisamos ter cuidados com essa escolha para isso não atingir a candidatura dele ao governo”, orienta Petecão, outro que fez partido nos últimos anos e como resultado tem base em todos os municípios do Acre.

 

Publicado em Blog

 

O vereador Raimundo Neném (PHS) disse ao Blog do Evandro Cordeiro que poderá disputar a eleição em 2018 para deputado estadual, inclusive com apoio da igreja Assembleia de Deus do segundo distrito, mas isso só acontecerá se for uma orientação do pastor dele. “Vou seguir as orientações dele, se quiser ser candidato com apoio da igreja”, diz Neném se referindo ao pastor Francisco Francelino, um homem de poucas mas decisivas palavras.   

Sobre o mandato, Raimundo Neném diz estar satisfeito com a própria atuação. “Tenho agradado meu partido, aos rio-branquenses de a meus irmãos da igreja”, diz o vereador, conhecido por não bajular o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), como faz maioria da bancada. “Elogio, mas critico, quando precisa”, afirma.  

 

Publicado em Blog

 

O deputado estadual Nei Amorim (PT) disse a amigos que tem consciência do fogo amigo que vai enfrentar para poder manter sua candidatura ao Senado. Mas a “ameaça” não intimida o presidente da Assembleia Legislativa, que mantém na atualidade um “exército” de 151 pessoas, entre lideranças comunitárias até ex-deputados. Da semana passada para cá esses números podem ter até aumentado, segundo amigo próximo do parlamentar. “Ele vai buscar esse mandato, se levante quem levantar contra”, disse ao Blog o amigo de Amorim.

Nei Amorim tem bala na agulha para a disputa que pretende, sem contar com apoios decisivos. Por exemplo: foi eleito presidente da Assembleia Legislativa com 23 votos, além do seu. Terá apoio, inclusive, de deputados da oposição.     

 

Publicado em Blog

 

Poucos socialistas, ao menos no Acre, ainda tentam se comportar como os comunistas dos anos dourados, igual faz o professor José Uchoa. Embora sobreviva do poder alcançado pelo PT há 20 anos, Uchoa ainda acredita no modelo de gestão baseado na igualdade. Em entrevista ao Blog do Evandro Cordeiro, ele, ainda muito orgânico dentro do PCdoB, e que preside a terceira maior central de trabalhadores do País, a Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), anuncia uma plenária com objetivo de discutir os 20 anos de poder da esquerda no Acre, período onde vê muito retrocesso e defende a legalização da maconha. Veja:

Blog – Professor José Uchoa, o senhor se apresenta, nas redes sociais, como defensor da legalização da maconha. Seja mais claro na defesa da ”erva”...     

 

José Uchoa – A questão central que aflige o brasileiro é a violência. Isso leva alguns debates exacerbados. Leva as pessoas a pensar em eleger um político que seria o salvador da pátria. A solução teria que ser por via de um grande debate, com base no nosso ordenamento jurídico e ai entraria a maconha, que não é nenhum suco de maracujá, mas é menos ofensiva do que o tabaco e o álcool, para amenizar essa violência. Com a legalização da maconha, o governo taxaria o produto e isso se reverteria em tratamento para doentes. Com a legalização, esse business dos traficantes perderia o sentido. Esse debate não é acéfalo, porque gente importante, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, já defendem. Muitas pessoas tem levado isso com galhofa nas redes sociais, mas algumas dessas mesmas pessoas são hipócritas, que na calada da madrugada vão para os motéis cheirar cocaína. Eu defendo fortemente um debate para se chegar a um ideal.

Blog – Como presidente da CTB o senhor anuncia um seminário para fazer um balanço crítico do governo da Frente Popular e isso parece não estar empolgando o pessoal do governo...

 

José Uchoa – Isso. Como presidente da Central eu estou organizando esse seminário para a gente fazer um balanço bem crítico dos 20 anos de poder da esquerda. Mas realmente isso não está empolgando quem está no poder. Mas nós vamos fazer esse debate, que vai terminar com a criação de um documento final fazendo essa avaliação. A relação do governo com os movimentos sociais, com as instituições. A gente tem que avaliar, porque isso é da dinâmica da política. Temos que fazer isso com muita seriedade e responsabilidade. Até setembro vamos convencer as pessoas a participar dessa plenária, que terá cientistas da universidade, representantes da igreja e das demais organizações sociais ligadas ou não a nossa central.                    

 

 

Publicado em Blog

 

A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD), acaba de cancelar o Festival de Praia do município, que aconteceria entre 25 e 27 deste mês. A prefeita disse ao Blog do Evandro Cordeiro que a incidência de violência nos últimos dias foram preponderantes para a decisão de suspensão do festival.

O cancelamento do festival foi uma decisão tomada depois de uma reunião da prefeita com as forças de segurança do município, representadas por Polícias Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. “Decidimos deixar para o Festival do Abacaxi, que fica mantido pata setembro, mas espeficamente nos dias 29, 30 e primeiro de outubro”, afirmou a prefeita.

 

Publicado em Blog

 

O ex-deputado federal Marcio Bittar se despediu “numa boa” agora há pouco do PSDB, em reunião com membros da executiva municipal. Ele deixa a sigla depois de mais de uma década e meia em suas fileiras e onde conseguiu a proeza de ser o deputado mais bem votado da história do Acre. Ainda pelos tucanos Bittar disputou o governo do Acre, em 2014. A despedida de hoje é um adeus “sem trauma”, como disse ao Blog, mesmo tendo seu grupo entrado em rota de colisão com tucanos ligados ao deputado federal Major Rocha, atual presidente.

Marcio Bittar deixa o PSDB e se filia no PMDB, onde tem a garantia de ser candidato a senador da República. No PMDB, a rigor, Marcio tem histórica relação. Foi lá onde se elegeu deputado estadual em 1994, pela primeira vez, e onde se elegeu para o primeiro mandato de deputado federal, em 1998.   

 

Publicado em Blog

O deputado estadual Nelson Sales (sem partido) acaba de chegar de uma viagem pelo interior numa caravana da oposição puxada pelo senador Gladson Cameli (PP), provável candidato a governador em 2018, impressionado com o que viu. “Primeiro: o Gladson é um fenômeno no interior. As pessoas querem tirar selfie com ele; segundo, está provado que o prazo de validade do governo do PT venceu. Existe uma revolta com esse governo do Tião Viana”, disse ao Blog do Evandro Cordeiro o deputado estadual.

Nelson Sales, que deverá disputar as eleições para deputado federal, elogiou também a escolha do senador Gladson Cameli pelo engenheiro Thiago Caetano como diretor do Dnit. "Esse rapaz é muito competente e vai arrumar essa estrada. Gosto muito quando ele presta conta de cada fase da obra", disse o deputado estadual ao Blog do Evandro Cordeiro.

Publicado em Blog

Um grupo de jovens ligados ao PHS promoveu neste domingo, 13, um “Festival de Arte Urbana” no Cacimbão da Capoeira, com batalha de rap, grafite, entre outras manifestações. “Com a ajuda do governo e de empresas privadas nossos rapazes se esbaldaram em arte”, disse ao Blog do Evandro Cordeiro o presidente do PHS, Manoel Roque.  

 

Publicado em Blog

 

O presidente nacional do Basa, Marivaldo Melo, perdeu o pai, Mario Diogo, de 104 anos, nesse final de semana, morto por falência múltipla dos órgãos, segundo informações extraoficiais. Embora convencido de que a idade do genitor já anunciava a “despedida”, Marivaldo estava fortemente enlutado e arrancar uma frase dele foi difícil. Mas disse ao Blog do Evandro Cordeiro que a Amazônia perde um “desbravador”. Diogo era filho de um dos ajudantes de ordem do coronel José Plácido de Castro, o comando de guerra que tomou o Acre da Bolívia. “Eles desbravaram essa região na época de extrema dificuldade e meu pai deixa forte lembrança para todos nós”, diz o executivo do banco, insistentemente convidado para disputar as eleições para deputado federal pelo Acre.

 

Publicado em Blog

Socialize