Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
Blog do Evandro Cordeiro

O Ministério Público Federal propôs ação penal pública contra o atual prefeito de Rio Branco (AC) e ex-diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), Marcus Alexandre Medici Aguiar, e mais oito pessoas por desvio de recursos do Programa de Melhoramento de ramais, no município de Cruzeiro do Sul/AC. Eles são acusados de apropriação ilícita e prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 604 mil pela não entrega de 72% do óleo diesel pago por meio do contrato firmado entre o Deracre e o Posto “Juruá” (Aerobran Dist. Imp. e Exp. Ltda).

O objeto do contrato firmado pelo diretor geral e outros cinco gestores do Deracre à época dos fatos, além de três empresários, era a aquisição de óleo diesel, para abastecimento de máquinas e atendimento ao Programa de Melhoramentos de Ramais. Dos 319.000 litros atestados entre setembro de 2007 e agosto de 2008, 231.632 litros não foram comprovadamente fornecidos ao Deracre, o que representa descumprimento de 72,61% do contrato, com apropriação ilícita de R$ 604.804,99 dos R$ 832.950,00 efetivamente pagos pelos cofres públicos.

Os outros denunciados são Edson Alexandre de Almeida Gomes, diretor administrativo e financeiro do Deracre à época dos fatos; Francisco Ari da Silveira Júnior, gerente do Departamento de Estradas Vicinais e Ramais do Deracre à época dos fatos; Jusciel de Oliveira Silva, gerente de abastecimento do Deracre à época dos fatos; Ney Pinheiro de Souza, engenheiro do Deracre à época dos fatos; Josinaldo Batista Ferreira, engenheiro do Deracre à época dos fatos; Abrahão Cândido da Silva, sócio-administrador da empresa Aerobran Dist. Imp. e Exp. Ltda; Nicolau Cândido da Silva, sócio da Aerobran Dist. Imp. e Exp. Ltda; e Florinaldo dos Santos Santana, gerente da Aerobran Dist. Imp. e Exp. Ltda.

Segundo a denúncia apresentada pelo procurador regional da República Ronaldo Meira de Vasconcellos Albo, a entrega do combustível atestado não teve comprovação efetiva, uma vez que não foram apresentados recibos específicos assinados pelos recebedores do produto por parte do Deracre. Além disso, as autorizações expedidas foram atendidas parceladamente, já que o posto não tinha capacidade de armazenamento para atender, de uma só vez, o volume constante em cada solicitação e não houve registro de saída do posto da maior parte do combustível atestado.

Para o procurador, embora tenha sido atestado nas solicitações de combustíveis, medições e notas fiscais firmadas pelos denunciados o fornecimento de 319.000 litros, não houve comprovação da efetiva entrega do combustível. Ele também pontua que o posto não tinha capacidade de atender o volume de combustível solicitado nas autorizações e somente foram registrados no Livro de Movimentação de Combustível (LMC) da empresa a saída de 87.368 litros.

"O serviço efetivamente prestado foi bem aquém daquele contratado, certificado e pago, do que decorre a apropriação ilícita de R$ 604.804,99 (72,61% do valor do contrato) pelos envolvidos, sendo que as autorizações de combustíveis, medições e notas fiscais emitidas pelo Deracre e pela empresa, cujos conteúdos são ideologicamente falsos, serviram, em verdade, para dissimular a natureza e origem ilícita dos valores provenientes da apropriação", destaca o procurador.

Para ele, os denunciados apresentaram versões contraditórias e irreais a respeito dos fatos, buscando eximirem-se da responsabilidade penal e revelando, portanto, que houve inexecução da maior parte do contrato. "Obviamente tinham ciência de que a avença estava sendo flagrantemente/largamente descumprida, e, ainda assim, confeccionaram/atestaram/chancelaram documentos ideologicamente falsos e efetuaram/receberam os pagamentos indevidos, de tudo cientes", afirma.

O MPF pede que os denunciados respondam pela prática dos crimes de falsidade ideológica, peculato e lavagem de dinheiro, na medida da culpabilidade de cada um.

Inquérito Policial nº 0052375-56.2013.4.01.0000/AC

Com informações da assesssoria de imprensa do MPF/AC

Publicado em Blog

 

Suplente de três deputados estaduais na atual legislatura, o fisioterapeuta Jefrson Mendonça poderá disputar as eleições outra vez em 2018. O grupo político do qual fará parte ainda não foi escolhido porque o critério vai ser ir para onde vai ter chance de vencer. “Não adianta você ficar em um grupo político só para agradar as pessoas, sendo que sua eleição é inviável”, afirmou ao Blog.

Bem votado nas últimas duas eleições – 2012 e 2014 –, Jefrson Mendonça está cuidando de seu Centro Terapêutico Popular, mas de olho em 2018. Em relação a suplência atual é um assunto que ele nem gosta de abordar. “Nunca recebi um telefonema de ninguém ao menos para perguntar se estou vivo, então vou cuidar da minha vida”, diz ele. Jefrson é suplente dos deputados André da Droga Vale (PRP), Josa da Farmácia (PTN) e Raimundinho da Saúde (PTN).

 

Publicado em Blog
Quinta, 05 Outubro 2017 08:55

Repórter Beijoqueiro com Felipe Roque

Publicado em Blog

O prefeito de Capixaba, Zé Augusto (PP), nomeou para o cargo de administração e finanças um profissional do ramo, Marcinho Nolasco. A nomeação agradou os partidos aliados porque a composição da equipe com técnicos tem o objetivo de melhorar ainda mais o desempenho da prefeitura, que já é elogiado a essa altura do campeonato. O melhor, segundo o prefeito, é que, politicamente, não está havendo nenhuma resistência, o que seria fatal se fosse ao contrário.

Capixaba está localizada a 90 km de Rio Branco pela BR-317 e sua economia é baseada na criação de gado e agricultura de subsistência.

Publicado em Blog

 

A ex-deputada Toinha Vieira, ex-prefeita de Sena Madureira, fez duas correções em relação a notinha de ontem do Blog do Evandro Cordeiro, informando a ida dela e seu grupo para a Frente Popular. Ela usou um sobrinho para pedir a reposição da verdade. Primeira: esse PT que ela vai aderir é, segundo ela, muito diferente daquele partido arrogante do início de sua gestão. “Nosso negócio é com o Marcus Alexandre”, teria afirmado. Segunda: o grupo dela não vai se filiar em nenhum partido da Frente. Vai apenas apoiar a candidatura a governador do PT, mas todos permanecem filiados no PSDB.

 

Publicado em Blog

Coordenador da bancada federal, o senador Sérgio Petecão (PSD) recebeu nesta quarta-feira um bocado de prefeitos do Acre que estão em peregrinação em Brasília, na velha e cansada busca por recursos para seus municípios. Petecão repetiu uma cena marcante de seu mandato ao fazer a foto após o encontro: receber na capital federal prefeito de tudo o quanto é partido. Ai na foto tem alcaide filiado no PSB, PT, Pros, PCdoB...

Tem um desses prefeitos da Frente Popular que já sabe qual vai ser o candidato a senador de sua cidade. “É o Petecão, porque não faltou lá na nossa cidade, para onde levou quadra de esportes e outros recursos que foram importantes para nossos munícipes”, afirmou, pedindo para que seu nome não fosse citado.

Publicado em Blog

Em sessão solene na tarde desta quarta-feira (4), o Congresso Nacional promulgou a emenda constitucional que veda as coligações partidárias nas eleições proporcionais e estabelece normas sobre acesso dos partidos políticos aos recursos do fundo partidário e ao tempo de propaganda gratuito no rádio e na televisão. 

De acordo com o novo texto constitucional, as cláusulas de desempenho eleitoral vão valer já a partir das eleições do ano que vem. A emenda também acaba com as coligações para eleições proporcionais para deputados e vereadores, nesse caso a partir das eleições de 2020.

Para restringir o acesso dos partidos a recursos do Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV, a proposta cria uma espécie de cláusula de desempenho. Só terá direito ao fundo e ao tempo de propaganda a partir de 2019 o partido que tiver recebido ao menos 1,5% dos votos válidos nas eleições de 2018 para a Câmara dos Deputados, distribuídos em pelo menos 1/3 das unidades da federação (9 unidades), com um mínimo de 1% dos votos válidos em cada uma delas. As regras vão se tornando mais rígidas, com exigências gradativas até 2030.

A partir das eleições de 2020, os partidos não poderão mais se coligar na disputa das vagas para vereadores e deputados (federais, estaduais e distritais). Para 2018, as coligações estão liberadas. A intenção é acabar com o chamado “efeito Tiririca”, pelo qual a votação expressiva de um candidato ajudar a eleger outros do grupo de partidos que se uniram.

Com informações da Agência Senado

Publicado em Blog

O prefeito do Quinari, cirurgião-dentista André Maia (PSD), acabou e declarar ao Blog do Evandro Cordeiro que não tem candidato a governador para 2018, ainda, no que pese ser de um partido da oposição. A resposta na lata é resultado de rápida entrevista feita pelo telefone, direto de Brasília, onde ele está prospetando recursos para seu município, através da bancada federal. Veja a entrevista:

Blog – O senhor desmente ou confirma que em 2018 vai apoiar o candidato a governador do PT?

André Maia – Eu desminto. Eu não tenho nenhuma candidatura a governador confirmada. Essa decisão eu e meu grupo vamos tomar só ano que vem.

Blog – O senhor conseguiu colocar a prefeitura em adimplência?

André Maia – Já conseguimos, mas saímos de novo, porque temos dívidas impagáveis com a Receita Federal. Mas estamos trabalhamos para no final do ano deixa-la adimplente para não perder as emendas parlamentares.

Blog – Certa vez o senhor me disse que estava arrependido de ter disputado e ganhado a prefeitura por causa de tanta pressão política. Passou ou o senhor continua arrependido?

André Maia – Não, não. Aquilo foi um momento de muita pressão que, graças a Deus, passou. Estamos trabalhando muito e feliz pelo município.

Blog – E o senador Sérgio Petecão, presidente do seu partido, o que diz de tudo isso?

André Maia – Ele é o senador mais presente em nosso município, é que o mais alocou recursos. A preocupação dele é ajudar. Tem ajudado muito e vai continuar ajudando nosso município.

Publicado em Blog

A ex-prefeita de Sena Madureira e ex-deputada estadual Toinha Vieira reunirá seu grupo político na próxima sexta-feira em Sena Madureira com o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), e o pré-candidato a senador pelo PT, deputado estadual Nei Amorim. Segundo pessoas ligadas a ela, o grupo todo, em cuja a cabeça está ela e o marido, o também ex-deputado Zé Vieira e o vereador Josandro Cavalcante, deverá decidir na próxima sexta, depois de ouvir Alexandre, para qual partido ir, se PSB ou PDT.

Toinha Vieira é uma ex-algoz do PT em grau mortal. O partido tratou ela como mãe de criminoso há uma década e meia, quando o assassinato e estupro de uma moça de nome Luziene abalou toda a região do Iaco. Deputados do PT, à época, patrocinavam um movimento chamado Comitê Contra a Impunidade, que foi à Sena “passar o dedo na cara da Toinha”, chamando ela de mãe de assassino, pelo fato de o filho único dela, Tassio Vieira, estar entre os suspeitos.

Publicado em Blog

O delegado estadual do DEM em Sena Madureira, Carlos Vale, disse ao Blog do Evandro Cordeiro que Tião Bocalom está sendo trabalhado para disputar as eleições para deputado federal. A fala de Vale transforma em boato notícia que circulou nesta terça-feira dando conta de que Bocalom seria o vice de Gladson Cameli (PP) na chapa da oposição. “O Bocalom será nosso federal. Qualquer outra informação nesse sentido é inverdade”, afirmou. Vale se encontrou ontem com o líder maior do DEM e o presidente do Instituto Liberal, empresário Fernando Lage.  

Publicado em Blog

BANNER PP P

Socialize