Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
31 Ago 2017
Os meninos da Sambrasil hoje: boas lembranças dos palcos do Acre nos anos 1990. Jaide Sodré é o quinto da esquerda para a direita Os meninos da Sambrasil hoje: boas lembranças dos palcos do Acre nos anos 1990. Jaide Sodré é o quinto da esquerda para a direita

Ex-vocalista de uma das maiores bandas de todos os tempos do Acre abre o jogo: “nosso sonho terminou no Rio de Janeiro”

 

A banda Sambrasil tirou o acreano para dançar nos anos 1990. Era uma febre. Aqueles oito garotos pegavam uma carona na onda do samba que “invadia” o Brasil e chacoalhavam à noite de Rio Branco. Muita gente cantava o sucesso deles na rua, na época. Mas acabou. O sonho de virar sucesso nacional – e eles tinham cancha para isso – acabou em terrível frustração.

Hoje, 20 anos depois, Jaide Sodré, um dos vocalistas do grupo, conta que ao chegar no Rio de Janeiro, empurrados pelo sucesso no Acre, o grupo quase entra em depressão por não conseguir emplacar na mídia nacional. “Não conseguimos um produtor e aquilo frustrou todo mundo”, conte ele ao Blog.

Mas os garotos da Sambrasil já são senhores, todos com a vida bem resolvida e, para quase todos, o que passou, passou. Neste sábado, 2 de setembro, o Jaide vai reunir o maior número possível de ex-componentes do grupo, de outros amigos músicos e vão cantar juntos. A ideia é relembrar os anos 1990. O encontro está marcado para o Buffet Sâmia, na Vila Ivonete. Relembre um pouco da banda Sambrasil a seguir, em rápida entrevista com o vocalista Jaide:

 

Blog – Quanto tempo durou a banda Sambrasil, uma febre na época?

Jaide Sodré – A banda durou sete maravilhosos anos e nós éramos 9 componentes

Blog – Quem eram os componentes e onde estão todos?

Jaide Sodré – Jaide Sodré, Marcelo, Nilzinho, Charles violão, Sardinha contra-baixo, André teclados, Alexandre percussão e Chiquinho batera. Charles e Sardinha estão em Goiânia, eu e Nilzi no Amazonas

Blog – O sonho do sucesso, embalado naquela época por vocês, passou ou ainda resta uma esperança de refazer a banda?

Jaide Sodré – Ah, meio difícil. Acho que só uma força da mídia nacional faria a banda voltar com todos os componentes juntos. Ou seja: quase impossível.

Blog – Vocês embalaram uma galera naqueles anos 1990. Porque a banda, tão querida pela imprensa, tão badalada, acabou?

Jaide Sodré – O sonho de uma linda juventude daquela época, realmente. Ninguém imaginava que um dia poderíamos acabar porque era uma banda-empresa, muito organizada. Mas acabou talvez por frustação e falta de paciência, porque quando viajamos pro Rio na cabeça de alguns achavam que a gente já ia estourar e faltou influência, coisa que não tivemos sorte pra encontrar um produtor nacional de respeito. Infelizmente.

Blog – E a feijoada de sábado, no Buffet Sâmia, ali na Vila Ivonete, qual o propósito?

Jaide Sodré – Ah, a Feijuca do Jaide¿ É confraternizar com os fãs e pagodeiros e sambistas e com isso gerar um start de um novo começo solo na minha carreira.

 

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(3 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

BANNER PP P

Socialize