Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
10 Jan 2019

ARTIGO O Gladson não é mágico

* William Bittencourt

 

Uma grande parte de nós, cidadãos, eleitores, independentemente de classe social, sofreu na pele, por duas décadas, a má condução das políticas públicas neste Estado. A falta de “Segurança Pública”, falta de “Saúde” e de “Educação” com qualidade e sem subterfúgios; bem como, a falta de empregos deixaram a população acuada, sem dignidade e sem esperança em dias melhores.

O que dizer do isolamento do interior e do faz de conta, da BR-364? Onde foram parar os milhões destinados às obras? Concomitantemente, ou seja, ao mesmo tempo, a tropa de choque da frente popular ocupou e multiplicou os cargos com viés político, isto em detrimento da grande maioria da população; a mídia privada, provavelmente se encarregou de mascarar a realidade. Tudo corria às mil maravilhas aos olhos de um observador externo, no entanto, a realidade é que quase todos mantinham as bocas fechadas por medo da “inquisição”. Foi uma luta angustiante, poucos são os que mantiveram sua posição inicial sem fugir ao combate e sem ficar em cima do muro em várias oportunidades. Estou entre esses poucos, isto é público e notório. O tempo no qual o fisiologismo foi a moeda de troca, acabou! É isto, no mínimo o que a população deseja.

A eleição foi vencida pelo atual governador empossado há pouco. Desta forma, presume-se a pressão incidente sobre ele por parte de deputados, senadores e correligionários em busca de cargos para acomodação de seu pessoal. Há que se ter consciência da necessária redução das despesas com pessoal, muitos e muitos cargos tiveram que ser reduzidos para que se pudesse viabilizar, economicamente, o Estado; a questão é que muitos políticos não conseguiram e ainda não conseguem entender tal medida, necessária para a subsistência do Estado e, querem mesmo assim os cargos já extintos. Foram vinte anos de sofrimentos e lutas contra políticas inadequadas ou pseudo-políticas; na linha do tempo surgiu um candidato capaz de derrotar o status quo anterior, é o governador que temos, Gladson Cameli. Apesar da grande insatisfação e da ânsia em melhorias “para ontem” observada por parte de muitas pessoas, foi gerada uma grande e intensa convulsão nas mídias. Reivindicações diversas, relativas à ocupação de cargo ou relativas à não nomeação de petistas, ou seja, “despetização”.

Não há como mudar as coisas da noite para o dia ou, num passe de mágica, assim há que se ter um pouco de serenidade e paciência para que as coisas sejam ajustadas. Não há que se importar com pessoas “pequenas” que ficam a garimpar na mídia, trechos tendenciosos de publicações, não contextualizadas, para falsear a realidade e tentar derrubar um concorrente.

É sabido por todos a caótica situação na qual nos encontramos; conscientes somos, também, sobre quem é o responsável por este quadro lastimável, encerrado com o final do governo de Sebastião. Acredita-se que a grande maioria não almeja o retorno dessa gente ao poder, pelo menos, nos próximos cem anos.

* William Bittencourt, Engenheiro Agrimensor e Servidor Público Federal

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(4 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Socialize