Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
06 Dez 2018
Oséias Silva, presidente da Umarb Oséias Silva, presidente da Umarb

Umarb nega ter dado apoio a protesto de “líderes” contra reforma da prefeita da capital

O presidente da Umarb (União Municipal das Associações de Moradores de Rio Branco), Oséias Silva, disse hoje de manhã ao Blog do Evandro Cordeiro que a entidade que dirige em nenhum momento apoiou o tal movimento de “líderes” comunitários que protestou contra a prefeita Socorro Neri (PSB) por causa da extinção da Secretaria de Articulação Comunitária (Semacs). “Nosso foco é outro”, afirmou. Oséias, inclusive, enviou uma nota assinada por ele e toda a direção da Umarb confirmando a “ausência” da União nessa confusão dos últimos dias. Ou seja: fica esclarecido que esses “presidentes” eram, na verdade, pessoas ligadas ao PT, beneficiadas diretamente pela secretaria extinta. Veja a nota a seguir:

NOTA COMUNITÁRIA - UMAMRB ?

A UNIÃO MUNICIPAL DAS ASSOCIAÇÕES DE MORADORES DE RIO BRANCO historicamente não tem o papel de interferir nas decisões internas das gestões da Prefeitura Municipal de Rio Branco. A visão que precisamos ter, é de que cada instituição precisa e necessita ter sua independência para tomada de decisões. A Prefeita tem a prerrogativa de organizar seu Governo administrativamente, afinal, foi eleita e investida no csrgo para este fim. Sua obrigação precisa continuar sendo ouvir as comunidades, as lideranças e garantir as políticas públicas e sociais constitucionais para nossas comunidades. Está sim, são lutas coletivas que devemos como lideranças estar enganchados.

Da mesma forma que queremos autonomia na hora de REPRESENTAR nossas comunidades, assim também precisamos aprender a lidar com as decisões dos poderes constituídos. Com a SITUAÇÃO colocada através da futura reforma, é preciso uma análise sem o uso do emocional ou interesses pessoais. A complexidade do momento nos exige uma reflexão que parta da razão para qual nos tornamos representantes. A situação positivas ou negativas dos acontecimentos é que deve conduzir nossas lutas.

Nosso Papel como ENTIDADE será cobrar do Poder Público Municipal, que as comunidades continuem  recebendo melhorias e as que não estão comecem a receber. O formato e o meio quê isso acontecerá? É uma tarefa da Prefeitura, esta é outorgada por lei para executar.

Nosso direito de fiscalizar, reinvindicar e cobrar melhorias não será tirado por conta da existência de órgão A ou B, seja do Município , Estado ou União.

Para tanto, que não se perca A CREDIBILIDADE , A IDENTIDADE COMUNITÁRIA E A COERÊNCIA na hora de analisar as situações adversas que acontecem no dia dia. Cobrar como ficará a situação de parceria na busca por melhorias nas comunidades. Esse sim, é o nosso papel comunitário!

NOSSO POSICIONAMENTO MUNICIPAL:

Na oportunidade natural em que deverá acontecer reunião com todas as associações/ presidentes cumpriremos o papel que nos é oficiado: Ouvir o que Poder Municipal tem a dizer sobre suas intenções/atuação para com as comunidades. Assim poderemos questionar e construir juntos, alternativas para as comunidades de Rio Branco dentro dos limites de respeito.

O movimento comunitário precisa seguir  mantendo altivez e autonomia. Para tanto, é necessário responsabilidade e COMPREENSÃO dos nossos direitos e deveres.

Não temos partido, mas temos lado. Continuamos defendendo as pautas norteadas pelo nosso Congresso e pelas bandeiras de lutas da CONAM e do movimento comunitário!

Rio Branco, 1 de dezembro de 2018.

Direção Executiva UMAMRB

Gestão Avançar para Crescer

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(2 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Socialize