Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal
01 / 02

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 02

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
16 Nov 2018

Romeu Delilo conta a noite de horror que viveu durante assalto: “Escapei porque Deus foi comigo”

O empresário Romeu Delilo, conhecido no Acre também pelo grande comunicador de rádio que é, contou ao Blog do Evandro Cordeiro que só está vivo pela misericórdia de Deus, após sofrer um assalto em um trecho da BR-364 entre Rio Branco e Porto Velho, há cinco dias. Ele viajava à noite entre o Mato Grosso e o Acre e numa parte da BR onde está sendo levantada a estrada, no Vale do Rio Madeira, onde as empresas criaram um sistema pare/siga, já entre Porto Velho e Rio Branco, devido só um lado da estrada está servindo para fluxo de veículos, o empresário foi assaltado. Os bandidos tomaram a caminhonete e colocaram ele em um carro pequeno. O horror durou a noite inteira, porque os bandidos queriam se certificar de que o carro dele já havia ultrapassado a fronteira e chegado à Bolívia. Só não sabiam que ainda na madrugada o carro tinha sido interceptado em Acrelândia.   

Romeu conta, ainda muito abatido, que não foi torturado, apenas psicologicamente. “Fiquei no carro deles com dois homes e duas mulheres a noite toda até eles achar que o carro já estaria na Bolívia”, diz. Estar vivo, segundo ele, foi pura vontade de Deus. Romeu é muito ligado aos movimentos carismáticos cristãos e, como é conhecido em Rio Branco, um homem de muita fé. “Isso foi determinante para estar vivo. Crer em Deus faz a diferença. Ele está sempre com você”, afirma o empresário.

A vida do radialista Romeu Delilo ficou restrita aos negócios empresariais nos últimos 20 anos, porque os microfones do rádio foram tomados dele logo no primeiro ano de governo do PT. Ele se queixa que o então governador Jorge Viana “cismou” com ele, pela sua independência, e o mandou para casa. “Eu tinha 25 anos de rádio, até o dia que o Jorge Viana assumiu o governo e mandou eu pra casa. Eu fiquei esperando ele ir para casa também. Este ano mandaram ele para casa”, afirma. Romeu tem pretensões de voltar a ter programa na emissora onde começou sua vida, a Difusora Acreana.

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(4 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.