Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
30 Jun 2017

Morreu a colega jornalista Val Sales, amiga de tantas jornadas

Quando morre uma pessoa todo mundo sente um mal súbito, mas quando morre uma pessoa amiga ai o buraco é mais embaixo, como diria o pobre adágio popular. No meu caso foi minha amiga e colega jornalista, Val Sales, que partiu esta madrugada para a eternidade e deixou a manhã desta sexta-feira, a meu ver, meio cinzenta. Não sem razão. Eu convivi muito com ela. Diria que iniciamos juntos essa gloriosa profissão.

A Val, como eu, veio de família humilde e nós nos identificamos por apreciarmos as mesmas amenidades. Quando fumava, eu nunca tive luxo. Pitava do tabaco ao cigarro boliviano do mais ruim, ela também. Gostávamos de cerveja, mas quando não tinha, bebíamos pinga. Quando a gente ia escrever, muitas expressões eram cravadas da forma mais simplória, às vezes até com os vícios de linguagem trazidos da nossa classe social. E isso me aproximava da Val. Tudo isso passou.

Nos tornamos evangélicos, melhoramos um pouco nosso textinho e melhoramos nossa amizade, no que pese a maior distância, porque eu fui para um jornal, ela para outro. Mas fica a história. E agora a saudade. Quer que eu seja bem sincero? Não estou cabendo em mim, de tanta saudade da Val. Mas é o jeito encarar. A morte de vez em quando nos dá a lição de que somos finitos, principalmente a nós, jornalistas, que as vezes pensamos ser eternos.

Então, adeus querida Val. Até um dia.

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(3 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Socialize