Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal
01 / 03

Paulinho da Força reafirma compromisso com pré-candidatura de Vanda Milani a federal

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
02 / 03

Henrique Afonso pode ajudar a cunhada na disputa para federal

O ex-deputado Henrique Afonso (PSDB) não ficará de fora da disputa política em 2018. Se não for candidato, o que é muito provável, vai ajudar
03 / 03
O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, reafirmou agora há pouco, em Brasília, o compromisso do partido com a pré-candidatura da procuradora de
07 Mar 2018
O atuante vereador Valadares Neto (PMDB) lutou até conseguir derrubar o décimo terceiro da prefeita e dos próprios colegas O atuante vereador Valadares Neto (PMDB) lutou até conseguir derrubar o décimo terceiro da prefeita e dos próprios colegas

INÉDITO Vereador consegue derrubar décimo de prefeita e vereadores de Brasileia

O parecer do assessor jurídico da Câmara de Vereadores de Brasileia, Dárcio Vidal Campos, reconhecendo a ilegalidade da lei 1.015, aprovada no apagar das luzes de 2017 e que garantiu pagamento de décimo terceiro salário a prefeita Fernanda Assem (PT) e aos vereadores, foi o passo mais importante para sua revogação. A atitude de correr atrás da suposta ilegalidade para proteger os cofres públicos foi de um próprio parlamentar, o vereador e advogado Valadares Neto (PMDB). Ontem ele comemorou o parecer da assessoria jurídica. “Eu já esperava isso do doutor Dárcio. Ele é muito competente”, afirmou ao Blog.     

Após a exposição do parecer jurídico, na sessão desta terça-feira, 6, o vereador Valadares espera que a mesa diretora trate de revogar o quanto antes a lei aprovada no fechamento do ano passado, segundo ele em nome da moral. “Não se trata de questões pessoais, mas, única e exclusivamente, de legalidade. Me surpreendi com ele (EDU), não só por seu nervosismo, mas, sobretudo, porque sempre aparentou primar pela legalidade de atos e de respeito as instituições. Agora, espero que cumpram a orientação do assessor jurídico, ou seja, revogue a lei e, acaso tenham recebido algum dinheiro público, devolvam aos cofres públicos”, afirmou Valadares.

Escrito por  0 Comentário
Publicado em Blog
Avalie este item
(2 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Socialize