Itens filtrados por data: Outubro 2018

O município de Brasileia, distante 226 km de Rio Branco, na fronteira com a Bolívia, entrou para a história nesse início de século como um dos pontos do Norte brasileiro mais arrasados por uma cheia histórica na virada de 2014 para 2015. Pelo menos 80% da cidade ficou debaixo d’água. Dos 16 bairros, 12 “sumiram” enquanto durou a cheia. À época estudos do Corpo de Bombeiros estimou cerca de 15 anos para a recuperação total do município de tão grande tragédia. Para piorar, a gestão seguinte terminou de “mergulhar” Brasileia no caos. Gestores chegaram a ir para a cadeia. Hoje, a impressão já é outra. A cidade está mais bonita, a população parece recuperar a autoestima, mesmo lentamente, e as contas da prefeitura colocadas em ordem.

A responsável por esse reviravolta em Brasiléia é toda a população, sob o comando de uma professora de 37 anos, ex-vereadora, eleita prefeita em 2016 pelo PT, Fernanda de Souza Assem Cesar, a Fernanda Assem. Depois de formar a equipe, ela tomou as decisões corretas e virou o jogo. Brasiléia praticamente nem lembra mais aquela “Pompeia” de quatro anos, transformada em ruinas depois da cheia, nem as contas públicas são mais o arraso que ficaram depois da gestão anterior. A prefeita conta a receita da virada: “Assumi a bomba e não fui chorar, fui agir. Juntei minha equipe e graças a Deus está dando resultado”, diz.

Se não bastasse a cidade, Brasileia tem a terceira maior quilometragem de ramais no Acre. São 1,8 mil km de estradas. São centenas de famílias produzindo ao menos para subsistência, mas que precisam trazer o excedente para a cidade. “Não consegui ainda melhorar todos os ramais, mas avançamos muito”, afirma. Foram 600 km recuperados. Ainda falta muito para a mudança total, mas o futuro promete e passa pelas mudanças políticas no Brasil e no Acre. Sobre as perspectivas, possíveis mudanças políticas e sobre o próprio futuro a prefeita só fala a partir de amanhã no Blog do Evandro Cordeiro.      

Publicado em Blog

O meu colega jornalista Marcio Cavalcante Nunes, diretor geral da TV Rio Branco, foi internado às pressas no Pronto Socorro de Rio Branco na última quarta-feira, 28, ao sangrar repentinamente pela boca. A notícia deixou os colegas, familiares e telespectadores da emissora em polvorosa. Mas agora há pouco Márcio disse ao Blog do Evandro Cordeiro que tudo não passou de um grande susto e que a situação já está controlada. Ele está em casa desde ontem e só saiu nesta sexta-feira para fazer exames mais detalhados. Para a agradável surpresa de todos, os resultados foram surpreendentemente favoráveis. “Não deu úlcera, nem vaso rompido no estômago. Os médicos só querem agora saber de onde veio esse sangue tão rápido, mas já me avisaram que não é nada demais”, disse.

Márcio Nunes nasceu em Patu, Rio Grande do Norte, vilarejo bem próximo a Mossoró, mas chegou no Acre em 1991 para trabalhar naquela que era, à época, uma das maiores emissoras de TV da Região Norte, a recém-inaugurada afilada do SBT no Acre, batizada de TV Rio Branco, grupo de comunicação pertencente a família Mendes, cujos patriarcas são Narciso e Célia. Nunes começou como operador de VT, um ofício importante mas absolutamente desprestigiado naquela época, antes da modernização dos equipamentos de televisão. Foi promovido a cinegrafista e hoje é diretor geral da emissora. Formado em jornalismo, é criador dos principais programas ainda em exibição até hoje. Se diz acreano por opção sob a alegação de já ter passado maior parte de sua vida no Acre, onde tem incontáveis amigos. Sobre a internação, avisa: “Já estou pensando até em jogar bola amanhã”. Marcio faz questão de reconhecer o bom atendimento no PS e na Fundação Hospitalar.    

Publicado em Blog

O prefeito de Assis Brasil, Zum Barbosa (PSDB), paga servidores e fornecedores nesta quinta e sexta-feira. É o quinto mês seguido que ele paga antecipado. A decisão é como se fosse um troféu por tudo o que ele e os funcionários do município sofreram em 2017, quando praticamente todo o dinheiro do FPM foi confiscado em decorrência de dívidas da prefeitura de gestões anteriores, até de 2002. “Teve mês de eu não saber o que fazer, vendo os funcionários de cara pra cima”, lembra o prefeito. Zum colocou as contas do município em dia e já se prepara para, a partir de 2019, começar a apresentar serviços.  

Publicado em Blog

Por unanimidade, os vereadores de Porto Acre decidiram apertar o cinto na fiscalização orçamentária do município. Em sessão realizada nessa quarta, foi aprovado o ante-projeto de Lei do Executivo 007/2018 estimando a receita e fixando a despesa para o exercício de 2019. Ocorre que em anos anteriores, o Prefeito Bené Damasceno(PROS) tinha nada menos que 30% do orçamento anual do município para remanejar sem nenhum olhar dos Vereadores que acabaram percebendo que o Prefeito não necessitava deles para tomar certas decisões relacionadas às despesas municipais, o que prejudicava o exercício da fiscalização. De olhos abertos, os vereadores de Porto Acre, aprovaram emenda modificativa limitando de 30% para 5% o limite de remanejamento orçamentário. Agora, o projeto segue para sanção do prefeito, que também pode vetar e, se assim o fizer, a Câmara voltará a se reunir para deliberar se aceita ou não o veto. Resumindo: A Câmara de Porto Acre passa a mandar realmente no Orçamento de Porto Acre a contar de Janeiro de 2019.

Publicado em Blog

A deputada federal eleita Vanda Milani (SD) foi convidada pelo presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Júnior, para reunião dia 11 de dezembro em Brasília. O objetivo do encontro é mostrar a nova deputada dados do setor e do sistema CNA/SENAR. O expositor será o presidente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Daniel Kluppel Carrara. A deputada é convidada a fazer perguntas durante a apresentação. A deputada disse que se sentiu prestigiada e confirmou sua ida ao evento.     

Publicado em Blog

A deputada federal eleita Vanda Milani (SD) foi convidada pelo presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Júnior, para reunião dia 11 de dezembro em Brasília. O objetivo do encontro é mostrar a nova deputada dados do setor e do sistema CNA/SENAR. O expositor será o presidente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Daniel Kluppel Carrara. A deputada é convidada a fazer perguntas durante a apresentação. A deputada disse que se sentiu prestigiada e confirmou sua ida ao evento.     

Publicado em Blog

O ministro do Superior Tribunal de Justiça Sebastião Reis Júnior acaba de por fim ao sacrilégio do vereador de Rio Branco José Carlos Juruna (PHS), que praticamente não assumiu seu mandato nesses dois primeiros anos de legislatura. Segundo despacho do magistrado, o processo pelo qual o parlamentar respondia e tinha mandado de prisão está extinto. O presidente do partido, Manoel Roque, comemorou a decisão elogiando o advogado Valdir Prazo, que cuidou da defesa do vereador. "Graças ao doutor Valdir uma grande injustiça foi corrigida. Quem quiser mandato tem que ir buscar nas urnas e não no tapetão", disse ao Blog do Evandro Cordeiro. Juruna, finalmente, vai poder trabalhar em paz.

Publicado em Blog

O município de Brasileia tem 11 vereadores e até o final deste ano seis deles devem disputar a presidência da Câmara para o biênio 2019-2020. Parece que tem açúcar naquela casa de tanto interesse para dirigi-la. O vereador Joelson Pontes, do PP, é o nome da oposição que pode agregar. Os demais nomes são apenas para composições mais na frente. A prefeita Fernanda Assem (PT) certamente não colocou seu time em campo ainda para simpatizar por um desses seis nomes e quando isso acontecer tudo pode mudar ainda.

Publicado em Blog

Antonio Cordeiro da Silva, 44 anos, pai de três filhos, é o nome do prefeito tampão que está colocando as contas da prefeitura de Capixaba nos trilhos. No entanto, se chegar na cidade dele e procura-lo por esse nome, ninguém vai saber responder de quem se trata. Os capixabenses o conhecem pelo carinhoso apelido de Joãozinho e para os mais íntimos, “Bode”. Ex-vereador e filiado ao MDB, ele foi eleito vice-prefeito em 2016, na chapa em cuja cabeça estava o também ex-vereador Zé Augusto, do PP. No começo de 2018 o prefeito titular foi afastado do cargo e Joãozinho assumiu o que ele chama de “pepino”.

A frente da prefeitura ele reorganizou as finanças. Tinha coisa para assinar de 2017, conta ele. Está virando liderança política da região pelas atitudes. Mais que isso: Joãozinho é tratado com muito carinho pela própria história de vida. Ele foi um dos primeiros assentados do projeto Alcobras, há cerca de 20 anos e onde mora até hoje. É carvoeiro, adepto do espiritismo e formou-se em pedagogia. Trabalha o dia inteiro na prefeitura e não tira um crucifixo de madeira do pescoço, segurado num fio de conta de sementes. Usa camisetas sem marca e da cabeça não tira um boné surrado. Outra marca: é alegre sempre, mesmo diante das adversidades. “Vou fazendo o que posso e o que sei até que a Justiça decida essa situação de Capixaba”, disse ele ao Blog do Evandro Cordeiro.        

Publicado em Blog

Arlenilson Cunha, servidor de carreira do Instituto de Administração Penitenciária do Acre  - IAPEN/AC  (Agente Penitenciário), graduado em Pedagogia e Acadêmico em Direto, pode ser um dos nomes da oposição (agora situação) para a disputa de vereador em Rio Branco em 2020. Ele tem bagagem e foi bem votado na última eleião e deverá figurar em um grande partido ligado ao governador Gladson Cameli (PP).

No IAPEN Arleilson ocupou vários cargos, o último como diretor da Unidade Penitenciária do Quinarí por três anos, onde realizou uma boa gestão. Nessa chefia ele fortaleceu atividades de educação e trabalho no interior da penitenciária, implementou o Ensino Médio e um projeto denominado "Raízes da Liberdade", por meio do qual presos realizam atividades agrícolas. Arlenilson é membro e ministro da Igreja Assembleia de Deus, onde tem boa liderança junto a juventude.

Arlenilson concorreu as eleições 2018 a deputado estadual pelo (PDT) onde mesmo não dispondo de tanto "estrutura financeira" surpreendo a muitos teve uma votação expressiva: 2.252 votos, sendo o mais votado dentre o sistema prisional, de onde saíram três candidatos, com nenhum eleito.

Publicado em Blog
Página 1 de 9