24 SP_SETEMBRO 2018

O ex-diretor do Detran, Juiz de Direito Pedro Longo, esteve recentemente em Cruzeiro do Sul, onde reuniu um grupo de apoiadores. Chamou a atenção pelo número. Havia na plateia líderes comunitários, religiosos e políticos. Longo é pré-candidato a deputado estadual pelo PV e franco favorito a conquistar uma das 24 cadeiras. Para apresentar ao seu potencial eleitor, o chefe do Departamento de Trânsito tem uma gestão bem avaliada na autarquia, onde conseguiu o equilíbrio entre organização do trânsito e punição de infratores. Ele, obvio, espera o reconhecimento nas urnas. “Se vier, responderei na Assembleia Legislativa com muito trabalho”, afirma.   

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
24 SP_SETEMBRO 2018

O porta-voz das empresas terceirizadas no Acre, Fagner Calegário, acaba de ser convidado pelo dirigente do PV no Acre, Pedro Longo, e pela presidente, Shirley Torres, para disputar as eleições deste ano. O convite balançou o empresário, interessado há muito tempo em ir às urnas. Depois do cafezinho, no gabinete de Longo, diretor estadual do Detran, Calegário saiu apressado para reunir seu grupo político e informar sobre o convite. Bala na agulha ele tem, em todos os sentidos. Por exemplo: representa maioria das empresas de terceirizadas, além de manter um dos maiores escritórios de administração e assessoria jurídica da capital.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
24 SP_SETEMBRO 2018

O diretor do Detran, Pedro Longo, é um juiz de Direito aposentado que topou comandar o trânsito do Acre, aceitando convite do governador Tião Viana (PT). Pelo números, resolveu a parada, indigesta, por sinal. Mas em 2018 ele quer outra aventura, a das urnas. Vai disputar as eleições para deputado estadual pelo PV. O próprio Pedro monta a chapa e articula uma aliança com o PRP sem ninguém com mandato. Ao Blog ele disse o seguinte:   

Blog - O senhor teve um ano muito movimentado tanto no departamento que dirige, o de trânsito, quanto na construção de seu novo partido, o PV. Que avaliação o senhor faz de 2017?

 

Pedro Longo - 2018 foi um ano bastante positivo para o Detran. Conseguimos reduzir o número de vítimas fatais e demos seguimento a diversos projetos importantes, como a implantação das Faixas Elevadas para pedestres, a modernização do nosso atendimento e a desapropriação de um imóvel no 2º Distrito para a futura construção do Complexo do Detran que irá reunir todos os nossos serviços em um mesmo local, propiciando maior comodidade aos usuários e desafogando o trânsito. Também avançamos na reforma das nossas sedes no interior (Ciretrans) que serão entregues em breve nos Municípios de Sena Madureira, Mâncio Lima, Xapuri e Plácido de Castro, além do reforço nas atividades da Educação de Trânsito que atingiu recordes de abordagens em suas campanhas. Já no início de 2018 será implantada a CNH digital e o parcelamento de multas com o uso de cartão de crédito, o que coloca o Acre dentre os Estados mais avançados na modernização de seus serviços.

Blog - As leis de trânsito tem endurecido. Isso não é ruim para quem tem pretensões políticas?

 

Pedro Longo - O endurecimento das leis de trânsito é uma opção política do Congresso Nacional, cabendo aos Detrans e demais órgãos de trânsito apenas cumpri-las. Assim, penso que não haja relação entre estes temas. Além do que, certamente toda a sociedade apoia que quem, por exemplo, provocar uma morte por dirigir sobre o efeito do consumo de bebidas alcoólicas receba uma punição apropriada. Afinal, proteger a vida humana deve ser nosso principal objetivo.

Blog - O senhor não é apenas um provável candidato, mas é um dos “articuladores” de uma aliança na qual não entrará ninguém com mandato. O senhor tem mais habilidade em administrar o Detran ou administrar partidos?

 

Pedro Longo - (Risos) Obrigado pelo elogio. Na verdade, estou apenas colaborando com a nossa Presidente Shirley Torres, aproveitando a experiência adquirida no período em que presidi o PSL quando conseguimos bons resultados eleitoriais. O mais importante é que construímos uma coligação muito forte entre o PV, o PRP do Julinho, que é um ótimo articulador e muito experiente na montagens das chapas e mais o PSOL que é presidido pelo Jamyr Rosas. Pelos nomes que farão parte desta chapa há grande chance desta coligação eleger três deputados, sendo dois de forma direta e o terceiro no aproveitamento das sobras eleitorais. Na última atualização feita pelo Julinho, a expectativa é que esta chapa alcance em torno de 45.000 votos  

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
24 SP_SETEMBRO 2018

O PV poderá eleger, pela primeira vez, dois deputados no Acre: um estadual e um federal. Os nomes postos são fortes, o do Juiz de Direito Pedro Longo, que atualmente dirige o Detran, e o do ex-deputado federal Henrique Afonso. Além de ter seus nomes fortes, eles farão parte de uma coligação com chances de eleger até mais gente além deles. Nessa aliança não terá ninguém com mandato. E já é prego batido e ponta virada. “Eu, a família, e meus amigos já decidimos que vamos tentar voltar à Brasília para continuar o trabalho em favor da família, que iniciei lá nos mandatos que tive”, afirmou Henrique ao Blog do Evandro Cordeiro.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
24 SP_SETEMBRO 2018

O ex-deputado federal Henrique Afonso, que está de volta a um partido da Frente Popular depois de vagar pela oposição filiado ao PSDB, evita ao máximo expor essa situação pela imprensa. Ontem se negou a dar entrevista ao Blog do Evandro Cordeiro. Dono de uma retórica invejável, a aventura de Afonso na oposição se constituiu em disputar as eleições de 2016 pelos tucanos, mas ele preferiu o silêncio, pelo menos até uma próxima oportunidade. Com os tucanos ele lutou pela prefeitura de Cruzeiro do Sul, onde é sua base eleitoral, em 2016.

Antes de deixar o PT, a "convite", Henrique chegou a ser deputado federal duas vezes, Saiu porque, evangélico, dizia não ser congruente o que ele pensava com o que a esquerda pensa, principalmente sobre o aborto e outros temas notadamente ligados à defesa da vida. Então foi para o PV, mas saiu para entrar no PSDB. Agora, inexplicavelmente, volta à esquerda, justo no PV. E vai disputar as elieções outra vez para deputado federal. 

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard