20 SP_FEVEREIRO 2018

A deputada estadual Eliane Sinhasique, do PMDB, inegavelmente uma das mais atuantes no campo da oposição, é a autora de duas das principais denúncias contra o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, do PT, réu em 40 processos por suposto desvio de dinheiro público, principalmente nas obras da BR-364. Na época da obra, dizem opositores, foram feitas sangrias para garantir reeleições de governadores no Acre e do presidente Lula. “Reinava a ideia da impunidade”, repete o deputado Luiz Gonzaga (PSDB), sempre que convidado a falar sobre o assunto. Em entrevista ao Blog do Evandro Cordeiro, a parlamentar Sinhasique dar mais detalhes das denúncias e sobre o que pensa em relação ao prefeito cujo nome é a esperança do PT de garantir mais quatro anos de poder. Veja a entrevista, sempre resumida, como de costume do Blog:

 

Blog - Deputada a senhora espera que suas denúncias contra o prefeito Marcus Alexandre, por este supostamente pagar advogados para defendê-lo no processo de desvio de dinheiro da BR-364 chegue aonde?

 

Eliane Sinhasique - A minha intenção é que o pagamento desses recursos, de quase um milhão de reais, seja investigado, apurado e, se comprovado a ilicitude, o responsável seja penalizado. Não podemos admitir que recursos para fazer ramais sejam utilizados para pagar advogados quando órgãos estaduais, como o Deracre, já tem advogados em seus quadros para defender os gestores de possíveis problemas judiciais. Além do mais, temos a Procuradoria Geral do Estado, a PGE, que também tem dezenas de procuradores que poderiam ter sido acionados para defender o então diretor do Deracre, Marcus Alexandre, em seus 40 processos! O Acre é um Estado "pobre". Não pode pagar duas vezes por serviços que já estão sendo pagos na folha de servidores.

 

Blog - Como a senhora descobriu tudo isso sobre o prefeito de Rio Branco, proclamado como bom moço e diferente do resto do PT?

 

Eliane Sinhasique - Está tudo no Diário Oficial. E não é porque está publicado que significa que seja legal ou moral.

 

Blog – A senhora não acha que isso pode atrapalhar sua reeleição? Ficar preocupada em fazer denúncias?

 

Eliane Sinhasique - Uma das funções dos deputados é fiscalizar. Estou cumprindo com o meu dever de representante do povo. Meu papel é evitar que os recursos públicos sejam mal utilizados ou, uma vez cometida a ilegalidade, provocar os órgãos de controle para tomar as providências cabíveis. Não vejo como isso pode afetar minha atuação parlamentar. O povo me elegeu para ficar atenta a qualquer desmando do governo ou de gestores. O povo não quer uma deputada muda, apática ou inerte.

 

Blog - Ele não foi denunciado pela senhora apenas no TCE não né?  Há uma outra denúncia?

 

Eliane Sinhasique - Fizemos duas denúncias em novembro do ano passado. No TCE e no MPF. Estamos esperando que esses órgãos façam apuração rigorosa e tome as providências cabíveis ao caso. Quase um milhão de reais daria para ajudar muitos produtores em ramais como da Castanheira e da Garça, na Transacreana, o ramal da Pitanga, no final do Calafate, ou ainda o Ramal Mendes Carlos, que há muitos anos está fechado para passagem de caminhões e ônibus.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, do PT, mandou sua base na Câmara de Vereadores barrar a proposta do vereador Roberto Duarte Júnior (PMDB) de levar à casa o empresário Jarbas Soster. Ele é um dos principais credores do programa Ruas do Povo e já acenou que vai contar “tudo” o que sabe sobre a relação do Governo com os empresários durante a execução dos serviços. O Ruas do Povo chegou a falir empresário de alto quilate. Um deles decidia sexta-feira de manhã que dormiria em París, na França, e voltava a trabalhar em Rio Branco na terça-feira seguinte, tal era seu poder aquisitivo. Hoje esse mesmo empresário está disputando obra de 200 mil reais em prefeituras do interior do Acre. A chance de aparecer a verdade acabou sendo barrada ontem pelo prefeito da capital, diretamente interessado, porque o Ruas do Povo foi fundamental na sua reeleição. A base dele deu de 6 x 5 na oposição.     

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, do PT, acaba de ser “citado” pelo Tribunal de Contas do Estado por supostamente pagar com dinheiro público os advogados que o defendem no processo das denúncias de desvios de recursos públicos na obra da BR-364. O processo, de número 24.227.2017-90, foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira, 7, podendo ser encontrado no endereço eletrônico http://app.tce.ac.gov.br/portaldogestor. Mais curioso: o conselheiro que mandou citar o prefeito é a ex-deputada estadual Naluh Gouveia, que também era do PT, mas nunca compactuou com “coisas erradas” dos governos de seu partido, mesmo quando era parlamentar.  Veja a íntegra do processo:

“Processo nº : 24.227.2017-90 (apenso aos Autos nº24.205.2017-90)Classe/Tipo de Processo : Denúncia Unidade Gestora : DERACRE Responsável : Marcus Alexandre Medici Aguiar Viana da Silva Relatora : Cons.ª Naluh Maria Lima Gouveia Assunto/Objeto: Denúncia sobre suposta contratação de escritórios de advocacia com recursos públicos para defesa dos membros da Diretoria do DERACRE, período2010/2015. CITAÇÃO Finalidade : De ordem da Conselheira Relatora, CITAR o Sr. Marcus Alexandre Medici Aguiar Viana da Silva, na qualidade de gestor responsável do referido processo, para, querendo, no prazo de 15 (quinze) dias, contados a partir do seu recebimento, apresentar defesa, documentos e/ou quaisquer outros esclarecimentos que julgar pertinente no que diz respeito às irregularidades/falhasapontadas às fls. 02/07.Observação : A Denúncia mencionada neste expediente está disponibilizada no endereço eletrônico http://app.tce.ac.gov.br/portaldogestor, cujo acesso deve ser feito com usuário e senha regularmente utilizados para acesso aos Sistemas deste Tribunal de Contas, bem como nos autos físicos que estão na Secretaria das Sessões do Tribunal de Contas do Acre para vista, consultas e eventuais cópias.Advertência : Não sendo oferecida defesa, a parte citada sujeitar-se-á aos efeitos da revelia nos termos do artigo48, §3º, da LCE nº 38/93.Sede do Tribunal : Avenida Ceará, n º 2.994, Bairro 7 ºBEC, CEP: 69.918-111, nesta Capital. Telefone: (68)3025-2020. Citação expedida e subscrita por ordem da Conselheira Relatora, nos termos do Despacho de fl. 108 (do Processo de nº 24.205.2017-90) que estes Autos estão apensos.Rio Branco, 06 de fevereiro de 2018.João Manoel de Souza Mendes Secretário das Sessões”.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), estaria procurando uma casa para alugar em Cruzeiro do Sul, onde pretenderia morar por pelo menos um mês nos próximos dias. Quem deu a informação ao Blog do Evandro Cordeiro foi um militante antigo da Frente Popular que, obviamente, não quer seu nome revelado. A mudança de cidade tem uma razão: Marcus é pré-candidato a governador pelo PT e, segundo as últimas pesquisas de consumo interno, só ameaça a oposição em Rio Branco, mas é fraquíssimo no interior, principalmente no Juruá. Por causa dessa deficiência é que estaria interessado em “dar uma morada” na cidade que abriga o segundo maior colégio eleitoral do Acre. Caso o prefeito alugue a casa antes da data eleitoral estabelecida pela Justiça para ele “abandonar” a prefeitura em detrimento de sua candidatura ao Governo, ele enfrentará duras críticas, além das que já sofre. Lideranças da oposição afirmam estar de olho nas “espertezas do PT”.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O pré-candidato a governador do Acre, Marcus Alexandre Viana (PT), não compareceu nem justificou sua ausência à sessão solene de leitura da mensagem governamental na Câmara Municipal de Rio Branco, na manhã desta sexta-feira, 2, por ocasião da reabertura dos trabalhos. “Certamente ele não foi para não ouvir umas verdades da oposição naquela casa”, disse o vereador Roberto Duarte Júnior (PMDB), que reclamou do sumiço do prefeito. “Foi um total desrespeito e deselegância com os representantes do povo e principalmente com os munícipes de Rio Branco”, considerou Duarte.

A mensagem governamental é um “recado” do líder maior para a população, é uma aproximação do líder com seu povo. Ao se ausentar da leitura ele se distancia do povo, seguindo o vereador. “É de conhecimento público e notório que o prefeito vai abandonar a prefeitura e o seu mandato no início desse ano, porque almeja um cargo maior. Todos já eram sabedores que o prefeito não cumpriria o mandato para o qual foi eleito”, criticou o parlamentar.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P