20 SP_FEVEREIRO 2018

O deputado federal Alan Rick (DEM) disse agora há pouco ao Blog do Evandro Cordeiro que não conseguiu ainda “cair a ficha” sobre a chacina desta sexta-feira, 2, à noite, em que três adolescentes foram executados e outros quatro estão internados em estado grave, após invasão de criminosos numa festa de aniversário no bairro Novo Horizonte, em Rio Branco. “Estamos vivendo um momento de horror”, diz ele, que além de parlamentar é pastor evangélico.

Alan vai convidar toda a bancada federal do Acre para uma agenda no Ministério da Justiça em caráter de urgência para se criar uma alternativa que possa conter a onda de violência no Acre. Campeão de emendas para a segurança, para onde alocou mais de 5 milhões de forma individual, além de ter conseguido uma emenda de bancada de 45 milhões enquanto foi coordenador da bancada acreana, Alan acredita que é preciso buscar em Brasília algo mais que dinheiro: quem sabe o auxílio da Força Nacional ou uma intervenção federal de uma vez por todas. “Na terça-feira vou convidar os colegas para audiência no Ministério da Justiça”, informa.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

A decisão do DEM sobre marchar com o senador Gladson Cameli (PP), pré-candidato a governador das oposições ao PT no Acre nas eleições desse ano, ou ir com a candidatura alternativa do coronel PM Ulisses Araújo foi adiada para o dia 10 próximo. E vai ser em Brasília, na presença do presidente nacional, senador Agripino Maia. Mas no encontro desta quinta-feira, 1, à noite, ficou patente que mais de 90% do partido quer seguir com Gladson. “Nós respeitamos o Bocalom e qualquer decisão que ele tomar, mas se ele ficar com o partido nossa grupo deixa o DEM, se ele sair a gente leva o partido para a coligação do Gladson. Nós entendemos que essa é a única chance de a oposição ganhar. É unida”, disse Ailson Mendonça, filho do deputado estadual Antônio Pedro, e ex-candidato a prefeito de Xapuri. O grupo do deputado federal Alan Rick também deixaria o grupo, caso Bocalom insista em continuar com uma candidatura alternativa.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O Governo Tião Viana (PT) se perdeu, atolado em dívidas faraônicas, com salários atrasados, facções mandando no Estado, no entender do deputado estadual Antônio Pedro (DEM). A atual gestão chegou ao ponto de até a oposição ajudar de alguma forma, segundo o parlamentar, sob pena de o ano terminar muito mal para os acreanos. A bancada federal precisa ajudar em bloco e os deputados estaduais também. “Se todos nós não ajudar vamos todos pagar a conta pela gestão ruim da Frente Popular. As pessoas não merecem pagar por causa da loucura de um partido para se perpetuar no poder”, disse o parlamentar ao Blog do Evandro Cordeiro.        

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

O pré-candidato a governador coronel PM Ulisses Araújo e seu por enquanto único parceiro de palanque Tião Bocalom (DEM) foram juntos ao Bom Dia Rio Branco, informativo matinal da TV Rio Branco, anteontem, e desperdiçaram o nobre espaço. Nem um falou nada, nem o outro. Não apresentaram proposta, senão aquela antiga do Bocalom, a do produzir para empregar, e o coronel ficou naquela “ameaça” de que pode ser o trunfo do acreano para combater a violência, mas nenhuma proposta concreta, impactante. Pior: o único nome que orbita entre eles com boa aceitação nas redes sociais, o empresário Fernando Lage, pré-candidato a senador pelo grupo, não foi sequer citado pelos dois. Ou seja: a TV não ajudou em nada ou eles não conseguiram aproveitar o espaço.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard
20 SP_FEVEREIRO 2018

A reunião extraordinária convocada para esta sexta-feira, 26, à noite, no DEM, pelo deputado federal Alan Rick, terminou com a seguinte deliberação: haverá uma nova reunião, dia primeiro de fevereiro, para definir de uma vez por todas o apoio à candidatura do senador Gladson Cameli (PP) ao Governo do Acre. Mas previamente, o grupo presente ao encontro, com a ausência apenas do presidente Tião Bocalom, fica decidido que o melhor para o partido é seguir com a unidade das oposições. Uma nova data marcada para a decisão final é apenas um tempo dado para todos tentarem convencer Bocalom a aderir a ideia. Quanto ao nome de Alan para vice não será mais imposição da sigla, mas uma possibilidade de ser construído. “Vamos tentar construir de forma muito respeitosa e educada, até porque tem outros nomes”, diz o ex-candidato a prefeito de Xapuri, Ailson Mendonça.

Publicado em Blog

Informações adicionais

  • Post type Standard

BANNER PP P