Itens filtrados por data: Janeiro 2018

O PT estaria disposto a trocar o vice de Marcus Alexandre (PT), secretário de Segurança Emilson Farias (PDT), pelo deputado federal César Messias (PSB) ou pela prefeita de Brasileia, Fernanda Assem (PT). Os indícios são muitos. Um deles, a apresentação de cruzes representando a matança que acontece no Acre sob a tutela de Farias, durante encontro do PT no último final de semana. Alas do PT e da Frente Popular fizeram essa desfeita com o governador Tião Viana (PT) em pleno encontro para trabalhar as estratégias das eleições. Mas também tem fontes seguras do Blog dentro do governo que garantem: Emilson não se salvará nessa chapa. O desejo é substituí-lo.

O presidente do partido de Emilson, ex-deputado estadual Luiz Tchê, não desmentiu ao Blog a existência dos movimentos para tentar derrubar seu pré-candidato, mas já avisou que vai resistir. Tchê diz que caso insistam nessa ideia o partido tem outros nomes bons para oferecer, inclusive no Juruá, onde está a grande deficiência da chapa petista que disputará o Governo. “Nós só não vamos abrir mão desse lugar na chapa porque esse espaço foi conquistado com muito suor. Fomos o partido que mais deu votos para o PT nas últimas eleições”, afirma o dirigente.   

Publicado em Blog

O PDT pode desbancar o PT da Umarb, depois de 20 anos. É que a eleição, a mais disputada de todos os tempos, acontece na próxima sexta-feira, 9, e o partido presidido pelo ex-deputado Luiz Tchê não entrou para brincadeiras, via chapa 2. A presidente é a líder do Vale do Açai, Dje Cavalcante. Ela vai enfrentar a chapa 1, que representa o PT, patrocinada pelo atual presidente da Umarb, Gilson Albuquerque, e tem como candidato a presidente o Oséia Silva, do bairro Seis de Agosto. No que pese a acirrada disputa, a Urmab, que representa as associações de moradores, deixou de ser o que foi quando criada, nos anos 1980. Hoje ao invés de defender os moradores a instituição defende mais o prefeito da cidade. A chapa 2, ligada ao PDT, diz que vai fazer exatamente ao contrário.    

Publicado em Blog

O senador Gladson Cameli (PP) está em Brasília participando da liturgia que reabre os trabalhos do legislativo nesse início de ano. Mesmo distante e concentrado nos afazeres do mandato de senador, ele é vítima de uma das mais difamatórias campanhas já orquestrada contra um político do Vale do Juruá. O motivo é claro, segundo o próprio: ele é pré-candidato a governador do Estado. Os adversários já tentaram arranjar defeitos além dos que admite ter, o colocaram em lugares onde não esteve, mas o mais recente superou geral. Pelas redes sociais pessoas supostamente ligadas ao atual Governo insistiram nos últimos dias ligá-lo a questões internas da administração Ilderlei Cordeiro (PMDB), o atual prefeito de Cruzeiro do Sul, que teria demitido secretários ligados ao ex-prefeito Vagner Sales (PMDB).

Gladson Cameli disse ao Blog que preferia não polemizar com os governistas, desgastados naturalmente pelos 20 anos de poder, mas há casos em que silenciar pode ser perigoso. “Essa de me ligar a demissões e outras decisões na administração do Ilderlei é um crime. É uma mentira, uma invenção deles que dói a gente observar os comentários nas redes sociais. Eu preferia que esse partido mantivesse um espião aqui no Congresso para me avaliar e criticar a vontade a minha atuação como parlamentar do que ficar fazendo essas fofocadas pelas costas da gente. Isso é de uma brutalidade, de uma covardia...”, afirma, emocionado.

O pré-candidato a governador pelas oposições admite entender ser o alvo do atual Governo, por causa de sua aceitação em pesquisas e pelo carinho demonstrado pelas pessoas por onde ele passa, mas pede cautela. “Não precisa me agredir assim, com mentiras deslavadas, que até nem colam”, afirma. O próprio Gladson sugere que o desespero de seus adversários em relação ao Juruá é por causa da relação boa dele com a população daquela região, onde nasceu, mas acredita ter nisso tudo uma pitada de ciúmes pela recuperação da BR-364. “Essa rápida recuperação da estrada deixou nossos adversários assim, nervosos, porque eles fizeram um trabalho ruim e nós consertamos”, diz o senador.

Na noite desta terça-feira, 6, Gladson Cameli já estará em solo acreano, segundo ele fazendo o que mais gosta: conversando com as pessoas. Gladson coordena pessoalmente o trabalho de construção de um programa de Governo, documento que ele considera estar sendo feito “com muita responsabilidade”, além de tentar apagar focos de incêndios naturais durante a construção de uma candidatura ao Governo com chances de vitória. E enfatiza ao Blog do Evandro Cordeiro: “No final vai dar tudo certo e a população do Acre é que vai ganhar uma nova história. Por isso não quero me ater a essas fofocas de redes sociais. Meu objetivo é ser governador do Acre e quem quer ser governador não pode estar preocupado com desocupados que passam o dia nas redes sociais inventando coisas”.

Publicado em Blog

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), estaria procurando uma casa para alugar em Cruzeiro do Sul, onde pretenderia morar por pelo menos um mês nos próximos dias. Quem deu a informação ao Blog do Evandro Cordeiro foi um militante antigo da Frente Popular que, obviamente, não quer seu nome revelado. A mudança de cidade tem uma razão: Marcus é pré-candidato a governador pelo PT e, segundo as últimas pesquisas de consumo interno, só ameaça a oposição em Rio Branco, mas é fraquíssimo no interior, principalmente no Juruá. Por causa dessa deficiência é que estaria interessado em “dar uma morada” na cidade que abriga o segundo maior colégio eleitoral do Acre. Caso o prefeito alugue a casa antes da data eleitoral estabelecida pela Justiça para ele “abandonar” a prefeitura em detrimento de sua candidatura ao Governo, ele enfrentará duras críticas, além das que já sofre. Lideranças da oposição afirmam estar de olho nas “espertezas do PT”.

Publicado em Blog

Moradores das vilas Barro Vermelho e Jorge Kalume, localizadas às margens da estrada da penitenciária Francisco d’Oliveira Conde, podem protestar contra o governador Tião Viana e o prefeito Marcus Alexandre, ambos do PT, pela falta d’água na região e, principalmente, pela precariedade no serviço de internet. A ideia inicial é fechar a estrada da penitenciária. A água cai nas torneiras uma vez por semana e ainda assim insuficiente para atender a demanda. Quem não tem poço anda sofrendo dobrado. Quanto à internet, lideranças da região esperam que governo e prefeitura, que acabam de assinar um termo para instalação dos cabos de fibra ótica para a Cidade do Povo, também estenda o serviço para aquela região.    

Publicado em Blog

O pré-candidato a senador Fernando Lage, ainda sem partido, disse hoje de manhã que não adianta querer enfrentar o PT sem ter um plano de metas. Ele sugeriu desconfiança entre os membros de partidos oposicionistas. "O maior problema dos grupos que querem desapear o PT do poder, é que, nenhum grupo quer abrir mão dos erros de querer chegar ao poder sem um plano de metas, pontuando o que será mudado ou substituído em cada setor do poder estatal! Querem resultados diferentes agindo do mesmo modo! As alianças são fracas porque não pensam no conjunto das forças políticas Liberais, capazes de reformular um projeto com a força da Livre Iniciativa! Um projeto Liberal há de ser um conjunto de pessoas que confiam nas outras e isto não acontece no momento", afirmou o líder dos liberais no Acre.Ainda segundo Lage, "a crise não é política, é crise de confiança uns nos outros e isto não se corrige com promessas e tapinhas nas costas!".

Publicado em Blog

Wagner Lopes, militante do PMDB Acre, em recente postagem em uma rede social mirou sua 'metralhadora' para o ex-candidato a prefeito da Rede, Carlos Gomes. O motivo: a aposentadoria dos ex-governadores. Confira o texto na íntegra:

 

CARLOS GOMES: O PROTOESQUERDISTA SUSTENTÁVEL E DEMAGOGO JUVENIL QUE QUER SER O "NOVO" ENCOBRINDO A SAFADEZA DO PT

Querendo passar a imagem de moralizador e renovador da classe política, o anão político Carlos Gomes parte para cima do deputado Flaviano Melo com uma agressividade sem precedentes.

Ao invés de citar todos os ex-governadores que recebem pensão por ter ocupado o cargo máximo do Executivo Estadual, Carlos Gomes range os dentes e só cita o...Flaviano.

Ao invés de procurar saber sobre os supostos desvios de 700 milhões roubados do povo do Acre, Carlos Gomes, querendo enganar a sociedade, mostrando seu falso pudor político, só avança pra cima do... Flaviano.

Ao invés de cobrar o Governo pelo sucateamento da saúde, a falta de medicamentos nos hospitais, o desemprego e o escândalo das vendas de casas na gestão petista, Carlos Gomes alopra contra o...Flaviano, que tem mandado várias emendas para a saúde da capital e do interior.

Ao invés de denunciar a porcaria que se transformou a BR 364, os buracos na cidade e a falta de emprego e o aumento escandaloso da violência, o pequeno Carlos Gomes se baba de ódio contra o... Flaviano Melo. Logo ele, o Velho Lobo, que vive mandando emendas para ajudar com melhorias estruturais a capital e o interior.

Realmente, não dá pra entender esse jovem protoesquerdista sustentável, queridinho da esquerda acreana e amante do politicamente correto.

Talvez não cita em seu post violento o Jorge Viana e o Binho Marques, que também recebe a aposentadoria de ex-governador porque comunga do mesmo viés ideológico dos dois...

Publicado em Blog

A empresaria e presidente do PTB, no Acre Charlene Lima, participou de uma reunião política com os representantes indígenas da comunidade Colina localizada no município de Santa Rosa do Purus.

OS professores Evilazio e Valdir confirmaram apoio a pré- candidatura da empresaria a deputada estadual, falaram também das dificuldades que sua comunidade indígena vem enfrentado em relação aos benefícios que pouco chegam à aldeia, deixando assim seu povo até mesmo sem atendimento médico, e por este motivo resolveram ajudar a empresaria para que ela futuramente possa apresentar projetos e buscar soluções junto ao governo estadual e federal para garantir mais benefícios a sua comunidade indígena, localizada na região do município de Santa Rosa do Purus.

A empresaria, Charlene Lima se colocou a disposição da comunidade e afirmou que sempre ira lutar por novos benefícios que venham contemplar todos os povos indígenas do acre.

Ronaldo Duarte

Publicado em Blog

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), quer ser governador do Acre, mas foge dos debates como se estivesse fazendo de conta que não faz parte do governo que está ai. É uma estratégia para aparecer como o “novo” mais na frente. O “disfarce” dele chamou a atenção da ativista Joana D’Arc Valente e da deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB). Outros políticos preferiram não questionar o prefeito, entre eles o pré-candidato a governador ainda sem partido, o coronel PM Ulisses Araújo, e o pré-candidato a governador Gladson Cameli (PP). Mesmo o Blog tendo instigado.

Segundo Sinhasique, a cidade feia, esburacada e mal cuidada acaba resulta na situação em que chegou o Acre. “O gestor de uma cidade deveria conhecer a teoria da "vidraça quebrada" para saber que ambientes sujos escuros, cheios de entulhos, mal iluminados, esburacados, poluídos e fétidos despertam na população a sensação de não pertencimento à essa comunidade. Da mesma forma que ambientes limpos, bonitos arborizados floridos, iluminados e organizados causam, na população, sensação de pertencimento, de cuidado, de respeito, não apenas com o ambiente mas, também com as pessoas, que estão neste mesmo ambiente. Ou seja, uma cidade mal cuidada desperta o que há de pior no ser humano: o vandalismo, o banditismo e o desrespeito aos bens públicos e aos outros seres humanos. Esses são alguns dos vários motivos que colocam o Acre no meio desse banho de sangue”, afirma a deputada.

Para a advogada Joana D’Arc, o prefeito Marcus Alexandre, além de calar diante dos fatos, nem deveria ser candidato a governador. “Ele garantiu que cumpriria seu mandato por completo, mas vai dar a rasteira no eleitor e disputar o governo’. Ela questiona a imprensa por não instigar o prefeito a falar, bem como outras pessoas que já deveriam estar debatendo esse derramamento de sangue. “Porque vocês não procuram os parlamentares que integram a Comissão de Segurança Pública na Aleac? Procurem os promotores de combate ao crime organizado no Acre. Toda a imprensa deveria peitar Jorge e Tião Viana para eles responder pelo caos, pelo mar de sangue escorrendo pelos buracos indisfarçáveis nos bairros periféricos da capital do Estado”, diz D’Arc.

CHACINA - O banho de sangue a que a deputada e a ativista se referem é a matança que vem acontecendo em Rio Branco há tempos, com cadáveres sendo contados todas as manhãs. Mas um acontecimento nesta sexta-feira à noite no bairro Novo Horizonte chamou a atenção pela barbárie. Criminosos entraram numa casa onde acontecia um aniversário e mataram três adolescentes e feriram outros quatro, que estão internados.    

Publicado em Blog