Itens filtrados por data: Dezembro 2017

A paralisação geral que se iniciaria essa semana de todos os servidores das terceirizadas do Governo não vai mais acontecer, pelo menos até os próximos dez dias. A decisão foi tomada por empresários do setor a partir de uma reunião na tarde desta segunda-feira entre eles e o secretário de Fazenda, Tinel Macêdo. O chefe das finanças do Estado disse que esse mês toda a dívida com as empresas serão quitadas. São cerca de três meses sem os repasses do Estado. Caso se iniciasse essa semana a paralisação o caos seria estabelecido no Acre porque os prestadores de serviços das terceirizadas é que garantem o funcionamento da máquina estatal. A informação acaba de ser confirmada pelo porta-voz das empresas, Fagner Calegário.   

Publicado em Blog

O acreano que alcançou os mil pontos na redação do Enem 2017 é um cabo da Polícia Militar que toca na banda de música e estudou em escolas públicas. Aos 27 anos já passou várias vezes no Enem, inclusive para o curso de Direito, com folga, nas provas de 2016, mas não quis entrar para essa faculdade. Marcos Paulo Souza de Carvalho é nome do gênio. Ele é filho do radialista e cantor gospel Isaque Carvalho, da Assembleia de Deus, e sobrinho do pastor Enoque Brandão. Cursou o primário e básico nas escolas João Aguiar, no Manoel Julião, e no Cerb, no centro de Rio Branco.

Com a pontuação alcançada essa ano, Marcos Paulo entra para o curso de medicina, entre os primeiros, mas também ainda não decidiu se vai se matricular. Os pais, Isaque e Raimunda Carvalho, disseram ao Blog que evitam fazer escolhas pelo filho. “A gente deixa ele a vontade, até porque ele passou em várias vestibulares nos últimos anos, inclusive em faculdades fora do Acre”, diz o pai, orgulhoso. Tímido, Marcos Paulo segue a rotina diária de se apresentar cedo no trabalho, a Polícia Militar.    

Publicado em Blog

O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB), já não tem mais dúvidas sobre quem manda mais no Estado, se o Governo petista de Tião Viana ou as facções. Pelo número de cadáveres contados só em janeiro, mais de 30, maioria julgados, condenados e executados pelo crime organizado, não há como negar que o governador perdeu o controle. “Perdeu o controle total”, afirma a liderança do Vale do Juruá.  

Pior que a perda desse controle das rédeas de segurança é o fato de os governos petistas serem culpados pela situação em que o Acre e o Brasil chegaram, segundo Sales. Para ele, essa geração de criminosos das facções é toda nascida no período de poder do PT. “A esquerda, com essa ideia de que bandido é coitadinho, é vítima da sociedade, e controlando todo o mercado, atando a economia, deixando de gerar emprego e renda, acabou gerando esse exército paralelo de bandidos que agora é que mandam no Acre”, diz o ex-prefeito, que não é candidato a nada nessas eleições. “Posso falar porque não sou candidato a nada. Eles não podem me acusar de estar fazendo politicagem”, afirma.  

Publicado em Blog

Pessoas ligadas ao ex-deputado federal Márcio Bittar, pré-candidato a senador do Acre pelo PMDB, já sabem a quem pertence o celular que gravou reunião de “lavagem de roupa suja”, já demasiadamente explorada por servidores comissionados do Governo que recebem para trabalhar nas redes sociais. O araponga seria remanescente do próprio PT, mas não teria interesse em ajudar o ex-partido. O objetivo seria atingir pessoas dentro da própria oposição por causa da disputa da vaga de vice na chapa em cuja cabeça estará o senador Gladson Cameli (PP). Esse “espião” seria o mesmo que passou a um jornalista local inclusive fotos da ida do prefeito Marcus Alexandre (PT), pré-candidato a governador, a um terreiro de macumba. “A gente já sabe quem é a figura, mas não vamos mexer com isso. Vamos só avisar a toda a oposição de quem se trata”, disse ao Blog um dos homens de confiança de Marcio Bittar.

Publicado em Blog

O pastor Arnaldo Barros, líder da igreja Geração Eleita, é o obreiro mais procurado por membros de facções interessados em deixar o crime. Ele próprio nem sabe quantos já se converteram com ele. “Não sei contar mais os vídeos que já gravei. Mas o importante é que essas pessoas estão aceitando a Jesus como salvador, deixando de lado a vida de crime”, diz o pastor, que está animado, também, para disputar as eleições desse ano. Arnaldo vai tentar, outra vez, uma cadeira na Assembleia Legislativa e justifica seu objetivo: “Preciso de um mandato para ampliar meu trabalho social, que faço com pessoas dependentes químicas”. O partido dele é o PRP, integrante da Frente Popular, onde diz estar satisfeito. Fã do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, o ministro do evangelho ignora o fato de o pré-candidato a governador que vai apoiar ser do PT. “Reparo pessoas e não partido”, afirma.

Publicado em Blog

Recém-desfiliado do PSB, onde ficou 16 anos, o empresário e fisioterapeuta Aurélio da Farmácia está à procura de outra sigla para disputar as eleições deste ano. Ele quer ser deputado estadual. A preferência é uma sigla da Frente Popular, mas ele não está descartando conversar com partidos de oposição. Aurélio é independente, financeiramente – está no ramo de farmácias há mais de 30 anos –, razão pela qual está aberto à convites até mesmo da oposição. “A minha única dependência é do meu grupo político”, afirma ele. Aurélio tem como base o município de Senador Guiomard e esta será sua primeira disputa eleitoral, como candidato. “Estou muito animado e esperançoso”, diz o empresário. Ele preenche ao menos dois requisitos para quem quer mudança na política: é uma cara nova e tem o nome limpo.

Publicado em Blog

O Bloco Zebedeu, tradicional do conjunto Esperança, vai homenagear o Blog do Evandro Cordeiro. Presidido pela Quinha do Incra, o bloco tem três anos de fundação e sua sede é na Distribuidora Forever, uma das maiores do conjunto.
Segundo a carnavalesca, o abadá custa o valor de R$ 30,00(trinta reais) e acompanha feijoada e pagode, inciando as 10h da manhã e se estenderá até às 18 h.
O dia do nosso carnaval que acontece já há 3 anos, será dia 11 de fevereiro de 2018, na distribuidora forever.

Caso queira encomendar seu abadá entre em contato nos números: 99929-4830/ 99981-2299/ 3227-4830/99952-5283/98403-8214

ze bedeu 2

ze bedeu 1

Publicado em Blog

A acreana Daniela Paiva, que mora em Rio Branco, entrou na onda da Rede Globo, que está orientando as pessoas a gravar vídeos em frente de lugares marcantes sugerindo o Brasil que querem em 2018, e gravou seus 15 segundos em frente a casa do controverso líder dos seringueiros Chico Mendes, na cidade de Xapuri. O vídeo, mesmo antes de ser divulgado pela emissora, já viralizou na rede. São milhares de acessos. Veja o que a Daniela disse que quer para 2018:

Publicado em Blog

O presidente do PP, ex-deputado estadual José Bestene, disse ao Blog que o nome do senador Gladson Cameli (PP), pré-candidato a governador da oposição, é tão bom que mesmo diante das barbeiragens de alguns aliados não chega a ser atingido. “O nome dele passa por cima de tudo isso, porque as pessoas querem mudança, não querem mais o que está ai. Agora nossos aliados precisam entender isso e usar melhor a cabeça na hora de abrir a boca”, diz o líder da sigla. Outra figura importante cujo pensamento converge para a mesma ideia é o deputado estadual Nelson Sales, um dos pré-candidatos a deputado federal pelo PP. Para o deputado, quanto mais batem no senador, quanto mais a própria oposição dá mancada, mais o nome dele cresce. “Irmão, nas andanças por ai a gente percebe a cede de mudança. E o nome do senador Gladson é o nome da hora. É o momento dele”, afirma o deputado.

Publicado em Blog

A reunião extraordinária convocada para esta sexta-feira, 26, à noite, no DEM, pelo deputado federal Alan Rick, terminou com a seguinte deliberação: haverá uma nova reunião, dia primeiro de fevereiro, para definir de uma vez por todas o apoio à candidatura do senador Gladson Cameli (PP) ao Governo do Acre. Mas previamente, o grupo presente ao encontro, com a ausência apenas do presidente Tião Bocalom, fica decidido que o melhor para o partido é seguir com a unidade das oposições. Uma nova data marcada para a decisão final é apenas um tempo dado para todos tentarem convencer Bocalom a aderir a ideia. Quanto ao nome de Alan para vice não será mais imposição da sigla, mas uma possibilidade de ser construído. “Vamos tentar construir de forma muito respeitosa e educada, até porque tem outros nomes”, diz o ex-candidato a prefeito de Xapuri, Ailson Mendonça.

Publicado em Blog

BANNER PP P