Itens filtrados por data: Outubro 2017

O PDT só vai emplacar o secretário de Segurança, Emylson Farias, como vice na chapa do PT, na cabeça da qual estará Marcus Alexandre, se o presidente do partido, Luiz Tchê, levar a sigla para o chapão de federal. A aposta é de um dirigente da Frente Popular. “A chapa dele é forte, de fato, para deputado federal, mas ele precisa levar ela para o chapão. Se não fizer isso, dissolverá a ideia de Emylson vice”, afirmou o dirigente ao Blog. É que somente um chapão salvaria candidaturas carimbadas, principalmente do PT, e essa será a fatia dos aliados que se beneficiam há 20 anos dos benefícios do poder, todos distribuídos em suculentos cargos.

    

Publicado em Blog

O presidente do DEM, Tião Bocalom, reagiu ao título de campeão de rejeição da última pesquisa, onde ele sempre aparece na casa dos 25%. Afirma não acreditar nessas pesquisas de fundo de quintal e foi duro ao falar sobre a rejeição ao seu nome. “Sou odiado pelos petistas corruptos”, afirma.

Veja a nota assinada por Bocalom:   

“Estou feliz com minha rejeição, porque os PETISTAS que mamam nas tetas da corrupção me odeiam; porque nunca fiz o jogo duplo; porque  sempre denunciei as suas maracutaias e nunca fui chamado de oposição confiável por eles.

Agora eu pergunto:

Se aparece minha rejeição, é porque meu nome estava na pesquisa. Porque, então, não aparece minhas intenções de votos para o Governo e para o Senado ? Mesmo que fosse zero, para alguém que foi roubado em duas eleições quando o PT estava no auge, de 2010 e 2012, e fizemos 49,5% dos votos, deveria aparecer na pesquisa. Tenho certeza que zero não é. Não sendo, para quem foi transferido minhas intenções de voto?

Chega de tantas mentiras e enganações!

Nossa história, ninguém vai apagar!

Vamos continuar lutando! Desistir, jamais! Persistir, sempre!”

Publicado em Blog

 

A Associação dos Delegados de Polícia do Acre promove hoje, 7, às 18hs, o Primeiro Encontro Jurídico para Delegados de Polícia, no teatro da FAAO, em Rio Branco. Três palestras fundamentais para a categoria serão ministradas. A primeira é sobre a moderna visão do inquérito policial, com o delegado Henrique Hoffmann, da Polícia Civil do Paraná; o segundo é sobre conciliação de conflitos, com o delegado do Acre, Vanderlei Scherer Thomas; e, por fim, a função judicial do delegado na detenção em flagrante. Nesse caso, o palestrante será o delegado do Rio de Janeiro, Ruchester Marreiros. Inscrições gratuitas e abertas até a noite pelo celular 99919-1427.       

 

Publicado em Blog

O Governo do Acre está fechando os telecentros, ligados à secretaria de Tecnologia, que serviam para alunos usar a internet no centro de Rio Branco, por meio do Floresta Digital. Segundo uma fonte do Blog, o motivo é a falta de grana, o que o Estado nunca admite. Computadores já estão sendo recolhidos. Apuramos ainda que a secretaria só mantém mesmo alguns cargos políticos, inclusive a secretária Renata, que seria ligada à primeira-dama, Marlúcia Cândido. Hoje, nem papel higiênico, muito menos copinho existem.   

Publicado em Blog

O Hospital Sansão Ribeiro, de Tarauacá, tem sido um grande parceiro no enfrentamento aos principais problemas de saúde do município, segundo disso ao Blog a prefeita Marilete Vitorino (PSD). Ela elogiou, principalmente, a equipe da diretora Anísia Aragão, incansável na luta em favor das pessoas doentes. A fala da prefeita desmente boatos segundo os quais o hospital estaria em dias de fechar as portas, por falta de material. “Não é verdade. Estamos fazendo cirurgia de vesícula, hérnia, lipoma, atendimento oftalmológico, ginecológico. Todos os meses fazemos mutirão de cirurgias, além do atendimento ambulatorial, que acontece todo dia”, diz a diretora Anísia Aragão.   

Publicado em Blog

O vereador Roberto Duarte Júnior (PMDB) vai questionar na sessão desta terça-feira, 7, as notas de solidariedade assinadas pelo PT e pelos partidos aliados da Frente Popular em favor do prefeito Marcus Alexandre (PT), alegando ter sido ele constrangido ao depor na Polícia Federal. “Eu não vi nenhum partido prestar solidariedade ao povo, que é a maior vítimas dos roubos que acontecem no Acre. O prefeito não é nenhuma vítima. Ele é um investigado por supostos crimes cometidos”, diz o parlamentar. Roberto lamenta a postura dos partidos aliados da Frente, que só pensam em se garantir no poder por mais quatro anos. Roberto vai questionar na sessão de hoje, também, uma mentira que está virando verdade: que Marcus Alexandre foi conduzido coercitivamente. “Ele não foi conduzido coercitivamente. Ele foi convidado a ir depor e foi. Se tivesse se negado, ai sim, seria conduzido. Então é mentira que ele foi constrangido. Ele foi depor porque é investigado”, afirmou.

Publicado em Blog

 

O promotor cultural Edmilson Félix Filho, o Neco, 57 anos, morreu na madrugada desta terça-feira, 7, de infarto. Ele era conhecido recentemente pelos shows de humor que trazia para o Acre. Um dos últimos foi protagonizado pelo Tiririca. Neco é filho da ex-servidora do Estado Eloisa Abud e foi, nos anos 1980 e 1990, servidor de carreira do extinto Banacre. Deixa uma filha, a Priscila Félix, e a mulher com quem convivia recentemente, Daianny Brígido. Um clamor foi levantado hoje cedo nas redes sociais pela morte do Neco, decorrência da vasta amizade que ele tinha no Acre inteiro e até fora. O senador Sérgio Petecão (PSD) e o empresário João Badate foram os que mais lamentaram. Eram tido como os dois melhores amigos do produtor.  

 

Publicado em Blog

A vinda do ex-presidente Lula ao Acre, provavelmente no final desse mês de novembro, deverá mexer no bolso dos petistas e aliados mais próximos, além dos cargos de confiança do governo. É que o PT local iria fazer uma “vaquinha” para ajudar o ex-presidente, sob a desculpa de ser ele um liso, a continuar percorrendo o Brasil. Segundo a fonte do Blog, nem que seja a despesa pela passagem no Acre será paga pela partido local e aliados. Aqui Lula vai gravar com o candidato a governador do PT, Marcus Alexandre, e teria uma agenda fervilhante na capital. Conversei com um aliado da Frente Popular e ele não foi lá tão receptivo à ideia. Disse que não sabe se vai “entrar nessa cota”. Mas confirmou que o assunto já seria cogitado nos bastidores.

Publicado em Blog

 

O senador Gladson Cameli (PP) é o xodó político do momento. Isso é claro quando ele vai às ruas. As pessoas o adoram pelo sorrisão fácil, porque é rico, cheiroso e anda alossé, inadvertidamente, como gente que não deve nada a ninguém. Também é verdade que o adversário dele na disputa pelo Governo, em 2018, é a altura. Marcus Alexandre (PT) não é de andar com os dentes no quarador, mas sua cara de bebê chorão e sua “intimidade” de cafezinho com as pessoas o fazem ser o oponente duro de roer. A diferença é que Alexandre sofrerá o peso de estar com a turma do PT, sua turma, ser de um governo que está no poder há 20 anos, sem mais o que prometer. Tanto não tem que toda eleição a ameaça é a mesma: a do salário atrasado, se a oposição voltar. É tudo o que eles tem para barganhar votos, além do dinheiro, que sempre aparece na campanha deles, porque progresso mesmo no Acre não existe, riqueza não existe, emprego não existe. Com o PT só existe emprego para muitas famílias, mas temporários, aquele pelo qual o elemento fica grudado politicamente pelo beiço. Um emprego sem futuro. A famosa camarilha. Mas as pesquisas, se não forem daquelas que a gente já conhece, dizem que o PT corre risco de ganhar outra vez. Pois se for verdade eu já sei: é a oposição que está outra vez perdendo para si mesmo. Sabe como? Com o famigerado fogo amigo. Justo quando tem a chance de ganhar o Governo só vejo sujeito falando mal do Gladson, achando que precisa ser beneficiado por alguma coisa para poder promover a mudança política no Estado. Resultado: o camarada vai falar mal do Gladson até ele perder a eleição e, depois, vai ter que passar mais quatro anos falando mal do PT, como já é o costume. Ou seja: dá para entender como são as pessoas e os “pessoal?”, como diria um amigo meu. A sorte da oposição é que pesquisa eleitoral e risco n’água tem a mesma validade aqui no Acre. E outra: mesmo que essa pesquisa tenha sido para dar uma aliviada no prefeito em decorrência de sua condução coercitiva para depor na Polícia Federal pelos rolos das estradas, não deixa de ser um alerta para a oposição.  

 

Publicado em Blog